domingo, 17 de abril de 2016

PARQUE ESTADUAL DA SERRA DA TIRIRICA: Um point de visitação turístico-religiosa



Aparelho produzido na França permite contagem através de placas acústicas enterradas nas trilhas do local
Foto: Divulgação /Palácio Guanabara


Monte das Orações, em Várzea das Moças, no limite entre Niterói e SG, chega a receber cerca de 148 mil pessoas por ano

Várzea das Moças, bairro no limite entre Niterói e São Gonçalo, abriga um tesouro do turismo religioso, o Monte das Orações, que recebeu em março um aparelho de contagem de visitantes, instalado pela Secretaria de Estado do Ambiente, através do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Com o equipamento, chamado de eco-contador, foi possível determinar a movimentação de pessoas na área de preservação ambiental, que faz parte do Parque Estadual da Serra da Tiririca, sendo estimado que o local recebe em média 12 mil pessoas por mês ou 148 mil visitantes anual.

A iniciativa de colocar contadores automáticos de visitantes nas áreas de preservação foi anunciada pelo Inea em janeiro e tem como objetivo monitorar o fluxo de visitantes nas trilhas dos parques, melhorando o processo de gestão. Na época, ficou estabelecido que o equipamento seria instalado em 15 unidades de conservação, entre elas a Serra da Tiririca.

Segundo o Governo do Estado, 25 aparelhos já foram adquiridos, somando um investimento total de R$ 475 mil. Os aparelhos, produzidos na França, utilizam, conforme especificado na divulgação dos mesmos, “alta tecnologia para a contagem dos visitantes, através de placas acústicas enterradas nas trilhas de forma discreta e possuem uma bateria de 10 anos de duração”.

Além disso, através de um sistema temporizador é possível evitar que uma mesma pessoa seja recontada, no caso de pisar na placa mais de uma vez. De acordo com o Inea, esse sistema apresenta uma margem de erro estimada em 5%¨, o que garante um bom controle da movimentação.

De acordo com os dados coletados entre os dias 29 de março, quando foi instalado o aparelho, e 12 de abril, somente aos sábados o Monte das Orações recebe em média 850 pessoas. Através do aparelho foi possível também identificar os horários de maior movimentação no parque, sendo estabelecido um aumento de quase 9% nas visitas nos períodos de 8h às 10h e 20 às 22h.

Perfis - Segundo o coordenador de Pesquisa, Monitoramento e Manejo de Ecossistemas do Parque Estadual da Serra da Tiririca, Felipe Queiroz, o número de visitantes na área ambiental surpreende pela quantidade e pelo perfil. Enquanto os outros locais costumam receber pessoas com o perfil mais aventureiro e esportistas, o Monte das Orações é visitado por pessoas que buscam o local como inspiração espiritual, sendo promovidos encontros, orações e até mesmo excursões de igreja.

“Com o aparelho pudemos verificar que o atrativo em Várzea das Moças é o de maior visitação do Parque Estadual da Serra da Tiririca. É um monte, com uma trilha de aproximadamente 200 metros, e que recebe um público voltado para a visita religiosa, o que foge um pouco do perfil dos visitantes de áreas de preservação. Chegamos a receber excursões de igrejas e o número de pessoas está crescendo cada dia mais”, explica Felipe.

A movimentação já era percebida e monitorada pelos funcionários do Inea responsáveis pela área, mas através do eco-contador foi possível tem uma dimensão mais precisa desse número. Com base na grande movimentação, várias ações já foram desencadeadas na parque, especialmente na área do Monte das Orações, como aplicação de formulários para identificação do perfil dos visitantes, cercamento da área, instalação de infraestrutura de apoio, construção de degraus, reflorestamento voluntário, entre outras.

“Esse tipo de equipamento é de grande importância para a gestão da Unidade de Conservação, pois com os dados obtidos podemos desenvolver inúmeras ações para ordenamento da visitação e a diminuição dos impactos gerados. Inclusive o melhor horário para manejo e mutirões voluntariados com os frequentadores”, ressaltou Felipe Queiroz, que acrescenta que as ações desenvolvidas no parque contam com o apoio da Associação Ambiental de Várzea das Moças (Preserv), através de voluntários.

Queiroz ainda explica que uma ação similar foi desenvolvida no parque em junho de 2013, quando foi colocado um eco-contador na trilha para o atrativo Alto Mourão ou Pedra do Elefante. Segundo ele, o equipamento permaneceu até fevereiro de 2014 e contabilizou 7.925 visitantes em nove meses, com pico de visitação entre 7h e 9h. Após essa experiência, foi feita a previsão de instalar eco-contadores nas 15 áreas de conservação.

Somente no Monte das Orações o equipamento permanecerá um ano. Com o fim desse período, que permitirá traçar um perfil completo de visitação nesse local do parque estadual, o eco-contador será realocado em outro atrativo da Serra da Tiririca.

Fonte: O Fluminense






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.