terça-feira, 26 de abril de 2016

CADASTRO TÉCNICO MULTIFINALITÁRIO: Prefeitura terá informações georreferenciadas centralizadas em banco de dados


COMENTÁRIO AXEL GRAEL:

Niterói avança no caminho de se tornar uma referência de cidade inteligente, sustentável e cidadã, com transparência de informações gerenciais e de planejamento. O acesso mais fácil à informação qualificada, melhora os serviços prestados pela Prefeitura, melhora o cotidiano e a qualidade de vida do cidadão e melhora a atratividade da cidade para investimentos privados, fomentando a economia e gerando mais oportunidades de empregos.

O Cadastro Técnico Multifinalitário (CTM) é mais uma iniciativa de modernização da gestão pública em Niterói, que encontrava-se completamente defasada em termos tecnológicos e procedimentais.

Com os investimentos que estão sendo ora realizados pela Prefeitura (implantação do CTM, do PMAT, do E-Cidades e outras iniciativas gerenciais), a Prefeitura de Niterói corrigirá a discrepância que tinha com o próprio padrão de desenvolvimento da cidade, reconhecida pelo seu alto índice de desenvolvimento humano, pela presença de uma universidade do porte e importância da UFF, pela elevada proporção de formação acadêmica, pelo alto índice de conectividade de sua população.

Com estes avanços, a Prefeitura eleva-se cada vez mais para estar à altura do que a Cidade de Niterói e de seus habitantes esperam e merecem.

Axel Grael
Vice-Prefeito
Niterói


--------------------------------------------------------------------


Prefeitura terá informações de todas as suas secretarias e órgãos centralizadas em banco de dados




26/04/2016 - O prefeito em exercício de Niterói, Axel Grael, assinou nesta segunda-feira (25/4) o contrato e a ordem de início para implantação do Cadastro Técnico Multifinalitário. O sistema utiliza-se de um software exclusivo que unirá informações de todas as secretarias, incluindo dados georreferenciados, zoneamentos instituídos por legislação, imagens aéreas e mapeamentos de áreas. A solenidade aconteceu na sede da Defesa Civil de Niterói, e a assinatura foi mais um passo dado para que Niterói se torne um modelo de cidade inteligente e sustentável.

“Um sistema cadastral neste modelo é cada vez mais importante para a sociedade. Isso amplia a qualidade dos serviços prestados pelo governo ao cidadão, com rápida recuperação e análise das informações municipais. Com base nesses cadastros, poderão ser planejadas e monitoradas as diferentes ações do governo, que devem estar baseadas em dados atualizados, confiáveis e acessíveis, em benefício da cidade, com repercussão direta na melhoria da qualidade de vida da população. É uma cidade ao mesmo tempo inteligente e sustentável. Todas as informações geradas pelas diferentes áreas técnicas da Prefeitura, estarão disponíveis para serem cruzadas e serão em sua quase totalidade de acesso público”, explicou Axel Grael.

Com a nova plataforma de gestão, que estará em pleno funcionamento num prazo de 11 meses, todas as secretarias estarão com as suas informações integradas, aumentando a eficiência no atendimento ao contribuinte e melhorando as decisões estratégicas para políticas públicas da cidade.

A elaboração desse banco de dados é um dos componentes do Programa de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Social de Niterói (PRODUIS), coordenado pelo Gabinete da Vice Prefeitura e com financiamento do BID, este na ordem de R$ 2.128.400. A iniciativa também conta com recursos de cerca de R$ 1.634.000, proveniente do Programa de Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos (PMAT), financiado pelo BNDES. Haverá ainda uma contrapartida da Prefeitura de R$ 1.282.446,68.

O referenciamento será estruturado em ambiente de sistema de informações geográfico acessível pela internet (SIG-Web). O secretário de Fazenda, César Barbiero, destacou que todo o sistema, além de ser importante para mapear e identificar melhor determinados locais para cobrança de tributos, atuará em questões importantes como regularização fundiária, a partir de confronto de dados.

“Todas as secretarias estarão integradas e, assim, a resolução será mais rápida. Com isso, várias distorções que possam ocorrer serão corrigidas, já que o trabalho será todo otimizado, com as secretarias enviando seu material para esse banco de dados", disse Barbiero.

Fonte: com base em texto da Prefeitura de Niterói







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.