domingo, 3 de abril de 2016

MAIS CULTURA EM NITERÓI - Centro Petrobras de Cinema perto da estreia


O espaço conta com um investimento de R$ 12 milhões e as obras seguem a todo vapor no Gragoatá
Lucas Benevides


Pamella Souza

Equipamento voltado para a Sétima Arte será inaugurado no dia 22 de junho, segundo o presidente da Reserva Cultural

Após mais de dez anos de espera, o Centro Petrobras de Cinema, em Niterói, será inaugurado no próximo dia 22 de junho. A data foi confirmada pelo presidente da Reserva Cultural, empresa responsável pelos trabalhos, Jean Thomas Bernardini. Idealizado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, o complexo cultural, localizado no bairro de São Domingos, anteriormente estava previsto para ser entregue em março. Com investimento de R$ 12 milhões, o espaço contará com cinco salas de cinema, além de livrarias e galerias de arte com capacidade para 800 pessoas.

De acordo com um dos administradores da obra, Adalmir Marins, operários estão preparando a estrutura das salas para receber processos de acabamento, como a proteção térmica e acústica. Atualmente, também estão sendo instalados os tubos de passagem do ar condicionado.

A equipe ainda espera a aprovação do projeto para a construção da rampa, que receberá a arquibancada das salas de cinema.

“Estamos esperando um projeto chegar, pois a rampa tem que ser construída seguindo as medidas determinadas para garantir o bom posicionamento das cadeiras. Na semana que vem, já devemos começar essa etapa”, disse Adalmir.

Funcionários ainda estão fazendo cortes no espaço determinado para receber um elevador, escada rolante e de fuga, dando início à instalação dos equipamentos. Segundo o administrador, após a conclusão de toda a estrutura “bruta” do espaço, uma outra equipe, especializada no ramo, virá de São Paulo para iniciar a montagem dos equipamentos técnicos, que já foram todos comprados.

Aos todo, o espaço terá capacidade para 800 pessoas. As cinco salas de cinema são localizadas no andar superior e todas contam com lotações diferentes. A maior delas, a Sala 01, tem capacidade para até 207 lugares.

Além de filmes, o público poderá contar com sete lojas ligadas à cultura, como livrarias, galeria de arte, lojas de CDs, restaurante e um bistrô, todas elas localizadas no térreo do complexo. Além disso, os visitantes poderão usufruir do estacionamento com até 180 vagas e na área externa uma área para piquenique, possibilitando confraternizações entre amigos.

“Nosso objetivo é unir a cultura e o entretenimento. As pessoas virão assistir aos filmes, mas também será um espaço para encontrar com os amigos, comer, tomar um café e até comprar um livro. Então, não é só o público de Niterói que ganhará com isso. Também esperamos receber visitantes do Rio de Janeiro e cidades vizinhas”, ressalta o presidente da Reserva Cultural.

A distribuição da área foi feita estrategicamente. A administradora do cinema encomendou uma pesquisa para definir o espaço de cada loja, garantindo um melhor aproveitamento pelo público. O Centro Petrobras de Cinema segue os modelos que a Reserva Cultural administra em São Paulo.

Funcionamento – Segundo a Reserva Cultural, a exibição dos filmes será diferente do convencional, oferecendo outro tipo de lazer ao público. O Centro de Cinema contará com uma curadoria interna, que selecionará os filmes exibidos ao público.

Segundo Jean Thomas, o objetivo é criar um espaço democrático. O preço do ingresso para o cinema, por exemplo, será compatível com as salas da cidade, para que o grande público possa frequentar.

“Nosso cinema terá filmes que façam pensar sobre as questões atuais. Nossa filosofia é misturar entretenimento e cultura e não exibir o que já está programado para agradar. Vamos oferecer o melhor cinema em termos de qualidade do Estado”, disse Bernardini.

Projeto – A construção do Centro Petrobras do Cinema é um dos principais projetos do complexo arquitetônico do Caminho Niemeyer. Em 2015, foi apresentado o novo projeto e deu-se início a uma série de autorizações junto aos órgãos competentes para se iniciar as obras. As obras estão em desenvolvimento pelo Grupo Executivo do Caminho Niemeyer, em parceria com a Fundação de Artes de Niterói e foi aprovado pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ). Em dezembro de 2014, o prefeito Rodrigo Neves assinou o contrato de concessão do local, que integra o conjunto de equipamentos culturais do Caminho Niemeyer. O contrato com a Reserva Cultural, especializada em cinema latino-americano, europeu e produções independentes, é válido por 25 anos.

De acordo com a Prefeitura de Niterói, o projeto foi iniciado em 2015, com solicitações de uma série de autorizações junto aos órgãos competentes, como o Corpo de Bombeiros. Por se tratar de uma complexa obra do arquiteto Oscar Niemeyer, uma série de exigências precisa ser cumprida, o que explica as prorrogações de prazo de entrega. Segundo a administração municipal, trata-se de um equipamento público inédito no País e no mundo, que certamente será referência nacional e internacional.

Além do contrato de concessão com o Reserva Cultural, a Prefeitura de Niterói também fará investimentos no espaço, na parte que se assemelha a um rolo de filme, que não faz parte da concessão. Na área, será construído um auditório multiuso, onde serão realizados os futuros festivais de cinema; o Museu do Cinema, focado para a rica produção do cinema documental brasileiro, e um Núcleo de Produção Digital/Audiovisual, em parceria com a Universidade Federal Fluminense.

Fonte: O Fluminense







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.