sábado, 9 de janeiro de 2016

Ouvidoria itinerante começa a operar em São Francisco

 
Secretário Paulo Freitas esteve ontem pessoalmente na tenda, ouvindo as ideias dos moradores do bairro
André Redlich


Tenda percorrerá bairro para colher críticas e sugestões de moradores

Moradores de São Francisco, na Zona Sul, agora podem contar com um serviço de ouvidoria itinerante. Uma tenda instalada ontem pela Secretaria Regional de São Francisco e Charitas na Avenida Rui Barbosa percorrerá o bairro, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h, com o objetivo de ouvir demandas, críticas e sugestões. Segundo o secretário regional, Paulo Freitas, a ideia é fazer com que a população colabore com um plano de melhorias para o bairro.

“Já recebemos muitas demandas de questões relativas à organização no bairro: reclamações de árvores que estão tomando as calçadas, congestionamento em ruas específicas do bairro e falta de sinalização com o nome das ruas. Dependendo do que seja, tentamos resolver na hora. Já conseguimos fechar mais de 40 buracos”, declarou.

Paulo Freitas disse ainda que aumentará o efetivo de guardas-municipais para aumentar a segurança na região.

“Teremos 10 guardas-municipais percorrendo o bairro à pé e de bicicleta ‘full time’. Antes eles só atuavam nos finais de semana e eram apenas quatro agentes. Estamos em constante diálogo com o Centro Comunitário de São Francisco para discutirmos e pensarmos num projeto de ocupação das praças do bairro. Um morador sugeriu um playground para cães, com bebedouro, canil e outros aparatos para os animais. Essa alternativa será analisada. Para reforçar a segurança também estamos em diálogo com o coronel Fernando Salema (comandante do Batalhão de Niterói) para reativar uma guarita policial em frente à Caixa Econômica. Fora isso, também solicitamos reforço das câmeras do Cisp (Centro Integrado de Segurança Pública) com capacidade para identificar rostos e placas de carros”, listou Freitas, lembrando ainda do projeto de instalação de QR codes em mais de 20 pontos do bairro para ajudar as pessoas a se localizarem no bairro.

“Apontando o celular para estes QR codes, o motorista ou pedestre poderá ter acesso a um mapa com todos os nomes das ruas que abrangem a nossa administração. É uma aposta inovadora para atender uma demanda que há anos incomoda quem vive e passa por aqui”, completou.

Fonte: O Fluminense







Um comentário:

  1. Poderiam postar as datas que as tendas estarão colocadas em cada bairro?

    ResponderExcluir

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.