domingo, 24 de janeiro de 2016

NITERÓI ECOCULTURAL: Projeto ambiental abre inscrições no dia 1º


COMENTÁRIO DE AXEL GRAEL:




CULTURA E MEIO AMBIENTE - PARCERIA ENTRE PREFEITURA E INEA
O Projeto ECOCULTURAL foi idealizado pela Prefeitura de Niterói, apresentado ao INEA e submetido à aprovação de recursos no Fundo Estadual de Conservação Ambiental e Desenvolvimento Urbano (FECAM).

Trata-se de uma iniciativa de mobilização ambiental através de atividades culturais, tendo como o tema principal a questão do lixo e será desenvolvido em comunidades de Niterói pela Fundação de Artes de Niterói (FAN).

O ECOCULTURAL integra-se com diversas iniciativas em andamento na Prefeitura de Niterói na agenda ambiental e do lixo, como o Programa Enseada Limpa, para a despoluição da Enseada de Jurujuba, o Comunidade Clin, dentre outros, além de todo o esforço da Secretaria de Estado do Ambiente e INEA para a despoluição da Baía de Guanabara (PSAM) e de controle do lixo flutuante visando os Jogos Olímpicos de 2016.

Axel Grael
Vice-prefeito
Niterói


---------------------------------------------------



Projeto ambiental abre inscrições no dia 1º

Evento consiste em uma ação de conscientização sobre o descarte de resíduos sólidos nos rios e Baía de Guanabara

O Governo do Estado por meio da Prefeitura de Niterói, através da Secretaria do Ambiente e da Fundação das Artes de Niterói – FAN, realizam o projeto Niterói EcoCultural, que consiste em uma ação de conscientização sobre o descarte de resíduos sólidos nos rios e Baía de Guanabara. Dividido em três módulos: Eco Moda, Eco Música e Eco Designer, o projeto visa a orientar e conscientizar as pessoas sobre a sustentabilidade. As inscrições começam no dia 1° de fevereiro e as aulas terão início em março.

Ao todo serão um total de 750 vagas, com 250 alunos para cada módulo. O curso é totalmente gratuito e a Secretaria do Ambiente está estudando ainda uma forma de viabilizar o transporte destes alunos, custeando a passagem até o local dos cursos.

O programa tem o objetivo de alertar a população quanto ao descarte correto do lixo, cujo destino final acaba sendo os rios e, consequentemente, a Baía de Guanabara, onde eles deságuam. A iniciativa também pretende garantir alternativas de renda para as famílias envolvidas, por meio de qualificações em reciclagem de materiais.

De acordo com o superintendente Regional do Inea, Paulo Cunha, o Niterói EcoCultural consiste na busca de uma nova cultura do tratamento do lixo em Niterói pela população e, principalmente, nas comunidades, para que de alguma maneira seja possível impedir que o lixo chegue à Baía de Guanabara.

Paulo Cunha ressalta que algumas pessoas acabam dando uma contribuição negativa para a baía jogando lixo nas ruas, por exemplo, e o projeto tem muito a ver com isso. “Todos os módulos vão trabalhar dando o foco para o sustentável. Não é só uma questão de alertar a população para não jogar lixo nas praias, mas também para que as pessoas não joguem lixo nos rios ou afluentes que acabam indo parar na Baía de Guanabara”, explica o superintendente.

Participação – As inscrições serão feitas de forma presencial no Campus Avançado, localizado na Rua Coronel Tamarindo, 61, Gragoatá, e no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), em Jurujuba. É necessário levar documento original com foto e ser morador de Niterói, portando comprovante de residência.

No ato da inscrição o aluno escolhe o módulo que pretende cursar, conforme sua aptidão.

As oficinas acontecerão em dois pontos, no Colégio Estadual Benjamim Constant, no Barreto, e no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), em Jurujuba. Todas as oficinas trabalharão com material reciclado.

No Colégio Estadual Benjamin Constant, no Barreto, irão acontecer todas as oficinas, e no CEU somente a Eco Música e a Eco Moda. O Eco Designer vai ficar todo concentrado no Barreto.

Junto com as oficinas serão oferecidos aulões, com a presença de nomes consagrados da música, da moda e do designer, os quais participarão junto com os alunos das oficinas ministradas.

Fonte: O Fluminense



---------------------------------------------------------


LEIA TAMBÉM:

PARCERIA PREFEITURA DE NITERÓI E SEA/INEA - Niterói lança projeto Ecocultural com foco na reciclagem 
ECOCULTURAL - PARCERIA ENTRE A PREFEITURA DE NITERÓI E O INEA: Projeto em Niterói conscientiza sobre descarte de lixo
NITERÓI ECOCULTURAL - Prefeitura de Niterói e Governo do Estado, através da Secretaria Estadual do Ambiente, assinam mais uma parceria
ECOCULTURAL - Artesanato de lixo reciclável em Icaraí


INICIATIVAS DE NITERÓI NA ÁREA DA RECICLAGEM E DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL SOBRE O LIXO

NITERÓI RECICLA 5% DO SEU LIXO. A média da Região Metropolitana do RJ é de cerca de 1%
LIXO - Mutirão recolhe 900kg de lixo da enseada localizada após a Prainha de Piratininga
Lixo reciclável dará desconto na conta de luz em Niterói
CLEAN UP DAY - Dia de limpar praias em Niterói
Mobilização em Niterói para limpar praias
CLIN realiza mutirão de limpeza e campanha de conscientização em comunidade no bairro do Centro
CLIN realiza mutirão de limpeza nas pedras do Gragoatá e Boa Viagem

ENSEADA LIMPA

ENSEADA LIMPA E A BALNEABILIDADE: Praia na Baía de Guanabara supera oceânicas e fica balneável durante quase todo o ano
ENSEADA LIMPA - Como parte do programa "Se Liga", Inea e Prefeitura fazem vistoria em casas em São Francisco

COMUNIDADE CLIN

Prefeitura promove mutirão social e ambiental orientar sobre descarte correto de lixo em Jurujuba
PROJETO COMUNIDADE CLIN - Mutirão de limpeza recolhe cerca de cinco toneladas de lixo da comunidade Caniçal

LIXO FLUTUANTE

Projeto Grael divulga relatório para contribuir para a solução do lixo flutuante na Baía de Guanabara
EVENTO TESTE NA BAÍA DE GUANABARA - Quase 30 toneladas de lixo são recolhidos na Baía de Guanabara
ECOBARCOS VOLTAM A OPERAR NA BAÍA DE GUANABARA: Baía recebe 90 toneladas de lixo/dia
Lixo flutuante: um problema que parece se agravar na Baía de Guanabara

OUTROS

Esgoto despejado todo dia na Baía de Guanabara encheria 185 piscinas olímpicas
Especialistas explicam como outros países conseguiram despoluir suas baías
Produção de lixo no país cresce 29% em 11 anos, mostra pesquisa
MAIS UM ECOPONTO EM NITERÓI - Descarte consciente de lixo no Centro
Brasil produziu 1,4 milhão de toneladas de resíduos eletrônicos em 2014, afirma novo relatório da ONU
Sistema tributário pode incentivar o desenvolvimento sustentável: casos de logística reversa
ACORDO PARA EMBALAGENS ESTÁ EM FASE FINAL





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.