quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

CASA DO EMPREENDEDOR DE NITERÓI: Realizar o sonho de ser pequeno empresário em Niterói só demora 48 horas



Foto divulgação Prefeitura de Niterói


Foto Divulgação SEDEN
 

Fotos divulgação Prefeitura de Niterói




Fotos divulgação SEDEN.


A prefeitura inaugurou hoje, em parceria com o Sebrae, a Casa do Empreendedor

21/01/2016 - Abrir um pequeno, muitas vezes o primeiro, negócio em Niterói deixou de ser algo complicado. A partir de quinta-feira (21-01), a turma com vocação empreendedora não vai mais esbarrar em burocracias infinitas. Ela conta agora com uma enorme aliada à sua disposição na cidade: A Casa do Empreendedor. O espaço, inaugurado pelo prefeito, no shopping Bay Market, é um projeto da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do município em parceria com o Sebrae. Em 48 horas, graças ao Alvará Fácil, o interessado em ser microempreendedor individual (MEI) já poderá emitir inclusive nota fiscal.

Para aqueles que quiserem investir num negócio maior, a chance também será dada, e a abertura ou legalização da microempresa acontecerá em apenas 72 horas. Agilidade que é uma característica do sistema E-cidades.

O prefeito conversou com os funcionários e foi informado de como será o roteiro para quem quiser se legalizar e abrir seu negócio na Casa do Empreendedor. Com a aprovação da Lei 237/2015, sancionada pelo prefeito Rodrigo Neves no final de 2015, foram criadas condições para ações de apoio ao desenvolvimento desses empreendedores e auxílio na liberação de microcrédito.

“Niterói hoje tem uma visão de gestão do poder público graças ao trabalho realizado durante estes três anos. O que antes levava meses para resolver, hoje em poucos dias se soluciona a situação desses empresários e microempresários. Isso é muito importante para o crescimento da cidade, principalmente nestes momentos difíceis de crise no país e no estado. Então, precisamos estimular a criação de novas empresas e estimular novos desafios”, afirmou o prefeito de Niterói .

No mesmo espaço, as secretarias de Desenvolvimento, Ordem Pública (Fiscais de Posturas), Meio Ambiente, Urbanismo e Fazenda, a Vigilância Sanitária e o Sebrae irão viabilizar a concessão do alvará e a autorização para emissão de Nota Fiscal (que é o último passo da formalização). Ali, os interessados também encontrarão informações de como conseguir microcrédito na AGE-Rio (Agência Estadual de Fomento).

“Inaugurar um equipamento é mais do que um simbolismo do físico. Essa ideia começou dentro das metas dos 100 dias de Governo propostas pelo prefeito. Naquela ocasião, duas mil pessoas foram atendidas; 500 empresas, abertas; e 300 alvarás, entregues. Niterói passa a ideia de uma cidade eficiente para negócios. Está na contramão da crise, incentivando cada vez mais novos negócios e buscando gerar mais empregos. Temos 17.500 MEIs que já poderão ser registrados”, afirmou Fabiano Gonçalves, secretário de Desenvolvimento Econômico de Niterói.

Armando Clemente, diretor do Sebrae, disse que a Prefeitura de Niterói está dando um grande passo .

“ É com satisfação que o SEBRAE- RJ participa deste empreendimento. É um passo importante para os empreendedores e pequenos empresários. Eles entram no local de um jeito e saem empresários”, afirmou. O Sebrae também manterá um totem de informações e consultas diversas no local.
A Casa do Empreendedor está funcionando no 2º piso do shopping Bay Market. O serviço é exclusivo para moradores de Niterói.

Diretora-presidente do SindiSalões, Andrea Marques contou que a indústria da beleza cresce na cidade, e hoje já são mais de cinco mil salões de beleza e institutos voltados para a área.

“Com a Casa do Empreendedor, esse número vai aumentar. Muitos sairão da ilegalidade e poderão entrar no espaço e sair empresários. È um passso inédito e muito importante para a cidade “ disse Andreia .

Posto da Jucerja já é o segundo em atendimento no Leste Fluminense 

Os resultados positivos do impulso no empreendedorismo na cidade são apontados pelo secretário Fabiano Gonçalves como um exemplo de sucesso .Nos primeiros cinco meses de funcionamento da Delegacia Regional da Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja), um total de 110 novas empresas foi constituído na cidade, com destaque para pet shops, lojas de informática e centros de estética ou salões de cabeleireiros.

O posto foi criado com o objetivo de facilitar a vida do empresário, agilizando processos de registro empresarial sem que haja necessidade de deslocamento até a sede da Jucerja, no Rio de Janeiro. É resultado de uma parceria entre a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, a Jucerja e o Shopping Bay Market, onde fica localizada a delegacia regional. Já é o segundo em número de atendimentos no Leste Fluminense.

Fonte: Prefeitura de Niterói









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.