terça-feira, 26 de janeiro de 2016

BAÍA DE GUANABARA: Projeto Uçá retira seis toneladas de lixo da APA de Guapimirim


Projeto Uçá que conta com o patrocínio da Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental
Divulgação


Através da Operação Limpa Oca todos esse resíduo deixou de impactar a Baía de Guanabara

Quase seis toneladas de lixo deixaram de impactar a Baía de Guanabara e a APA de Guapimirim (berçário de vida da baía), graças a Operação Limpa Oca que está sendo realizada pelo Projeto Uçá. Durante dois dias da semana, 20 pescadores e catadores de caranguejo que trabalham no entorno da Baía de Guanabara participam da ação há três meses. Eles recolhem e pesam todo o material durante uma jornada de trabalho de quatro horas diárias. Sacos plásticos , pneus e garrafas pet , continuam sendo os grandes vilões combatidos pelo Projeto Uçá .

Na volta às aulas em fevereiro, o projeto intensificará o trabalho de educação ambiental realizado em escolas e associações de oito municípios do entorno da Baía de Guanabara.

O projeto Uçá que conta com o patrocínio da Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental, realiza pelo segundo ano consecutivo a Operação LIMPAOCA , e alia a necessidade de conservação de áreas de manguezal em Unidades de Conservação (UCs) com a integração das comunidades.

O Projeto Uçá já reflorestou até este mês (janeiro) mais de 150 mil m2 de manguezais. O que equivale a mais de 18 campos de futebol do maracanã

“Utilizamos os próprios pescadores e catadores porque eles também são grandes prejudicados com essa poluição. Com a volta as aulas vamos reforçar o trabalho de educação nas escolas. As crianças são multiplicadores desta ideia , mas é importante que todas comunidades, população e governos entendam que devem estar unidos nesta questão. Cuidar do lixo é uma questão de educação. Tem que haver definitivamente uma solução para isso. Todos sabem que o lixo além de impactar o meio ambiente é levado por rios , mares lagoas e um dos grande fatores causadores de enchentes. O trabalho não pode parar “ reforça Pedro Belga, coordenador geral do Projeto UÇÁ .

O coordenador do Projeto lembra que mais de 50 rios levam para o espelho d’água da Baía de Guanabara milhares de resíduos diariamente Por isso, a importância da educação ambiental. São mais de 10 milhões de pessoas em 15 municípios que, de forma direta ou indireta acabam contribuindo para diminuição da qualidade ambiental e estética desse belíssimo ambiente. Além disso, os riso sofrem com obras que mudaram radicalmente seus cursos, tornando-os verdadeiras descargas na Guanabara.

“ É importante que o lixo já depositado seja retirado.” Mais importante ainda é que o lixo não chegue lá, nos rios, na baía ou nos mangues. diz Pedro.

O reflorestamento é feito através de parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, (ICMBio), através da APA de Guapi-Mirim, e da Estação Ecológica da Guanabara. A parcerias incluem ainda a Estação Ecológica de Carijós em Florianópolis, onde um trabalho de educação ambiental preventiva está sendo realizado naquela cidade além de parceria com a Cooperativa Manguezal Fluminense, dentre outras.

Fonte: O Fluminense





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.