sexta-feira, 24 de julho de 2015

NITERÓI CONTRA QUEIMADAS - Bombeiros de folga vão receber extra para combater incêndios em Niterói


Moradores observam o fogo, que destrói parte da Serra da Tiririca - Pedro Teixeira / Agência O Globo

Convênio da prefeitura é semelhante ao que já existe com a PM para reforço da segurança

por Paulo Roberto Araújo
 
NITERÓI — A partir do mês que vem, bombeiros militares vão ficar 24 horas de plantão para combater queimadas em Niterói. Eles também vão treinar os guardas ambientais do município para controlar incêndios florestais que, em 2013 e 2014, destruíram 4,7% da cobertura vegetal da cidade. O rastro de destruição provocado pelas queimadas, como a da última terça-feira, na Serra da Tiririca, levou a prefeitura a assinar o primeiro convênio de um município com a Defesa Civil estadual através do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis). Pagos pela prefeitura, que terá um gasto de R$ 60 mil mensais, 16 bombeiros vão trabalhar nos dias de folga em programas de prevenção e de combate ao fogo em vegetação.
 
Os detalhes do programa Niterói contra Queimadas foram apresentados quinta-feira pelo vice-prefeito Axel Grael e pelo secretário estadual de Defesa Civil e comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Ronaldo Jorge Brito de Alcântara, depois de uma reunião com o prefeito Rodrigo Neves. O convênio é semelhante ao que já existe com a PM para reforço da segurança. Neste caso, quatro bombeiros vão ficar de plantão, em regime de escala diária, no 3º Grupamento do Corpo de Bombeiros, no Centro, e vão atuar no plano de contingência para prevenção e resposta a incêndios.
 
— No ano passado, Niterói, que ainda sofre com o trauma do Morro do Bumba, tinha um plano de contingência para enfrentar as chuvas, mas não choveu. Ao contrário, a estiagem foi a pior dos últimos 70 anos, e as queimadas urbanas destruíram parte das áreas verdes, inclusive florestas de Mata Atlântica e vegetação de áreas protegidas, como a Serra da Tiririca — lamentou Axel Grael.


Fogo próximo a residências: o Programa de Voluntariado vai conscientizar moradores para alertar os bombeiros sobre queimadas - Marcelo Piu / Agência O Globo
  
Na apresentação do convênio, o vice-prefeito destacou que, além do prejuízo ambiental, as queimadas — como as de lixo flagradas pelo GLOBO-Niterói em diferentes pontos do Engenho do Mato — provocam a desestabilização do solo, a principal causa dos deslizamentos de encostas, como aconteceu no Morro do Bumba. Ainda segundo Axel, os balões e as queimas de lixo são as principais causas dos incêndios em áreas urbanas apontadas pelos relatórios do Corpo de Bombeiros. Ele lembrou do alerta recente do Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe) sobre o aumento da temperatura e da incidência de enchentes na Região Sudeste nos próximos anos.
 
O prefeito Rodrigo Neves disse que Niterói está se consolidando como uma cidade resiliente, ou seja, que consegue voltar a seu estado natural após situações críticas:
 
— Com ajuda do estado, foi mudado o paradigma do sistema de Defesa Civil com os pluviômetros, estações meteorológicas e alertas com sirenes. Até pouco tempo atrás, a Defesa Civil só se preocupava com enchentes.
 
CURSOS PARA VOLUNTÁRIOS COMEÇAM DIA 8
 
Em 2014, foram registrados 602 focos de incêndio em Niterói, queimando cerca de 629 hectares (6,3 quilômetros quadrados), quase 5% da área do município (13,3 mil hectares). A região mais atingida foi o Morro da Viração, em Pendotiba. Na Ponta D’Areia, o Morro da Armação teve sua mata destruída por incêndios. De janeiro a julho deste ano, balões e queimadas de lixo provocaram 331 incêndios. Neste período, 21 pessoas foram presas por crime ambiental em Niterói.
 
Um dos pontos fortes do programa de combate aos incêndios é o Programa de Voluntariado que será lançado pela Defesa Civil através de cursos que começam no dia 8 e prosseguirão em quatro sábados seguidos. As inscrições já podem ser feitas através do site defesacivil.niteroi.rj.gov.br. O objetivo é mobilizar as comunidades na luta para evitar os incêndios, sobretudo em encostas e em áreas de preservação.
 
(Colaborou Júlia Amin)
 
 
 
----------------------------------------------------


LEIA TAMBÉM:

TEXTOS DE AXEL GRAEL

Queimadas: mitos e verdades

NITERÓI CONTRA AS QUEIMADAS

Início da série de ações de prevenção às queimadas
PREFEITURA DE NITERÓI VAI ÀS COMUNIDADES COM MAIOR INCIDÊNCIA DE INCÊNDIOS EM VEGETAÇÃO PARA PREVENIR E CONSCIENTIZAR CONTRA RISCOS DO FOGO
Prefeitura inicia nesta segunda-feira série de ações de prevenção contra queimadas
NITERÓI SEM QUEIMADAS: Prefeitura conclui programa de prevenção e controle de incêndios em vegetação
Muitos focos de queimadas em Niterói. Responsáveis pelos incêndios serão investigadosNovo mecanismo para combater incêndios em Niterói 
 
INCÊNDIOS EM VEGETAÇÃO EM NITERÓI
 
 
PROTEÇÃO AOS ECOSSISTEMAS PELA PREFEITURA DE NITERÓI
 

SOBRE O INCÊNDIO NA SERRA DA TIRIRICA

Visitação suspensa no Parque Estadual da Serra da Tiririca
Incêndio criminoso na Serra da Tiririca, em Itaipuaçu
  
SOBRE O CRIME DE SOLTAR BALÕES

POLÍCIA DESCOBRE UM DEPÓSITO DE BALÕES NA ILHA DE JURUBAÍBA, NA BAÍA DE GUANABARA. Comando de Polícia Ambiental realiza operação em SG
 
MUDANÇAS CLIMÁTICAS, POLUIÇÃO E QUEIMADAS

BRASIL ESTÁ MAIS INFLAMÁVEL
Brasil deve esquentar pelo menos 3°C até 2100
Rio tem recorde de focos de queimada em 2014 devido à onda de calor
Cada árvore da Mata Atlântica chega a retirar 163 kg de CO2 da atmosfera

Exposição excessiva à poluição do ar aumenta em 34% o risco um AVC, diz estudo
Poluição do ar causou a morte de sete milhões de pessoas em 2012
Câmara dos Deputados discutirá poluição atmosférica nas grandes cidades


MUDANÇAS CLIMÁTICAS, QUEIMADAS E A ECONOMIA
 

CRISE DA ÁGUA E QUEIMADAS

MUDANÇA CLIMÁTICA - Déficit de chuvas no Brasil vem aumentando nas últimas décadas
MUDANÇAS CLIMÁTICAS - Crises hídricas tendem a se agravar, afirma especialista
Antonio Nobre: "Se houvesse florestas no Sudeste, a seca não seria tão extrema"





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.