sexta-feira, 17 de julho de 2015

SEGURANÇA EM NITERÓI - CISP: Sistema de monitoramento em Niterói começará a ser testado na quinta-feira com 200 câmeras



Centro Integrado de Segurança Pública também terá 80 ‘botões do pânico’

por

NITERÓI - O Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), em Piratininga, começa a funcionar em esquema de teste a partir da próxima quinta-feira. Nesta primeira fase, o sistema contará com 200 câmeras monitorando em tempo real, 24 horas por dia, as entradas e saídas de Niterói, além de pontos estratégicos com foco em áreas de maior densidade populacional. A estrutura será oficialmente inaugurada no dia 3 de agosto e ficará à disposição das polícias Civil, Militar, Federal e Rodoviária Federal, Guarda Municipal, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros no auxílio a operações de combate ao crime, ordenamento e prevenção de tragédias. O objetivo da prefeitura é que a estrutura, que custou mais de R$ 20 milhões e, até dezembro, terá 500 câmeras, transforme a cidade na mais monitorada do estado.

Serão três tipos diferentes de câmeras espalhadas pelos 52 bairros de Niterói. Nas entradas e saídas, ficarão os equipamentos para a identificação de placas, que permitirão flagrar veículos roubados mesmo em alta velocidade. Somente nos acessos à Ponte Rio-Niterói serão seis portais com câmeras desse tipo. Os equipamentos móveis, de alta resolução, foram espalhados pelas ruas de maior movimentação, assim como outras câmeras, consideradas inteligentes, que detectam pessoas em comportamentos suspeitos.

80 ‘BOTÕES DE PÂNICO’

O sistema também contará com 80 “botões do pânico", de acionamento emergencial. Eles foram instalados nas cabines recém-reformadas que integram Guarda Municipal e Polícia Militar e em escolas de grande porte, unidades de saúde, prédios da administração pública — como a prefeitura —, universidades, terminal das barcas e rodoviária. Em cada um deles haverá um responsável treinado para apertar o botão e acionar imediatamente as forças de segurança.

O foco do Cisp será exclusivamente segurança pública, diferentemente do Centro de Operações da prefeitura do Rio, que visa, principalmente, ao bom funcionamento dos serviços da cidade. A tecnologia do monitoramento foi desenvolvida pela empresa espanhola El Corte Inglés, responsável pelos sistemas de vigilância de Madri e da fronteira dos Estados Unidos com o México.

O prédio de onde tudo será controlado fica numa área de 1.756 metros quadrados na Estrada Francisco da Cruz Nunes, próximo ao Trevo de Piratininga. No local também funcionará a sede da Administração Regional da Região Oceânica. A construção do edifício de quatro pavimentos custou R$ 7 milhões, sendo R$ 3,5 milhões financiados pelo governo federal e o restante pela prefeitura.

O prefeito Rodrigo Neves espera que o investimento se converta em redução dos índices de criminalidade e no aumento da sensação de segurança para Niterói.

— Mesmo a segurança sendo uma atribuição do estado, sem os investimentos que estamos fazendo, o quadro, que é ruim, estaria pior. O Cisp, por si só, não resolverá os problemas de segurança pública em Niterói, mas será um equipamento estratégico para ajudar as polícias na prevenção, investigação e elucidação dos atos relacionados à segurança — afirma o prefeito.

O Conselho Comunitário de Segurança de Niterói teme que o baixo efetivo das polícias comprometa o sucesso do Cisp. Levantamento feito pela entidade nos primeiros seis messes do ano aponta que quatro das cinco delegacias da cidade (76ª, 77ª, 78ª, 79ª e 81ª) estão com o efetivo menor do que o previsto pelo decreto estadual 43.624, que estabelece o número de policiais necessários para cada DP, de acordo com o índice de crimes registrado pelo Instituto de Segurança Pública (ISP). O presidente do conselho, Moacyr Chagas, também lamenta a carência de efetivo no 12º BPM (Niterói).

— Dos 1.054 policiais lotados no batalhão, 120 PMs vão para Maricá todos os dias e cerca de 15% são de áreas administrativas. Esse equipamento que a prefeitura está fazendo é uma grande esperança para melhorar o problema da segurança em Niterói, mas o baixo efetivo pode comprometer os resultados, porque, quando o Cisp começar a funcionar, a tendência é se ter, com o monitoramento, um aumento de demanda nas ações, ocorrências e investigações. Essa demanda vai cair nas delegacias e no batalhão, que estão com efetivo abaixo do necessário.

BAIXO EFETIVO NÃO É DESCULPA, DIZ CORONEL

O coronel Fernando Salema assumiu o 12º BPM ontem. Depois de conseguir bons resultados no comando do 7º BPM (São Gonçalo), ele comemora o fato de poder contar com a estrutura do Cisp e pondera sobre influência do baixo efetivo nos resultados.
— O Cisp é uma ferramenta excelente, da qual não podemos abrir mão, vai nos ajudar a identificar o modus operandi dos criminosos e na investigação de crimes. Quanto mais o cidadão se sente fiscalizado, mais ele fica receoso em delinquir. Já usamos câmeras em nossas viaturas e isso melhorou muito o trabalho da polícia. No Rio, por exemplo, tivemos um caso recente em que o policial não agiu corretamente e contou uma versão mentirosa que foi desmontada com o auxílio das câmeras.

O oficial reitera que o baixo efetivo não é argumento para não se realizar um trabalho decente na cidade:

— Não aceito isso como argumento. Com baixo efetivo em São Gonçalo, conseguimos fazer muitas atividades relevantes como salvamentos e ações sociais que não são da nossa alçada. Existem formas de conseguir bons resultados, incentivando o pessoal, concedendo folgas e premiações por metas. A cobrança vai ser grande, a gente sabe, mas é assim (com baixo efetivo) há 30 anos. Não posso usar isso como desculpa.

Fonte: O Globo Niterói


------------------------------------------

LEIA TAMBÉM:

SEGURANÇA EM NITERÓI. Lei do CISP é sancionada pelo prefeito Rodrigo Neves
CISP - Câmeras de segurança em todos os bairros de Niterói
CISP: Encontro com presidente da empresa espanhola que está implantando o sistema de monitoramento do Cisp
SEGURANÇA PÚBLICA EM NITERÓI - Câmeras vão identificar bandidos e acionar PM
Câmeras de monitoramento do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) começam a ser instaladas este mês
Câmeras de monitoramento do Cisp começam a ser instaladas em março
CISP - CCO: Prefeitura de Niterói vai implantar sistema de monitoramento de segurança nos ônibus da cidade
Câmeras de monitoramento do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) começam a ser instaladas este mês
Câmeras de monitoramento do Cisp começam a ser instaladas em março
Sistema de monitoramento de Niterói contará com 450 câmeras e 80 botões de pânico
Vistoria nas obras do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp)
Obra de construção do CISP - Centro Integrado de Segurança Pública começa a ganhar corpo
Prefeitura inicia obras do CISP que visa monitorar a cidade
PREFEITURA DE NITERÓI ANUNCIA A CONSTRUÇÃO DO CENTRO INTEGRADO DE SEGURANÇA PÚBLICA
Niterói terá R$ 3,5 milhões para centro de segurança
Câmara de Niterói aprova captação de recursos junto ao BID para investimento em infraestrutura
Prefeitura busca novas parcerias com o governo federal nas áreas de segurança e meio ambiente
Prefeito em exercício visita Centro de Comando e Controle do Estado e acompanha teste de sirenes
Começa a implantação de sirenes de alerta em Niterói
Senado aprova liberação de recursos do BID para Niterói

SAIBA MAIS SOBRE AS AÇÕES DA PREFEITURA NA ÁREA E SEGURANÇA
Cabine da Polícia Militar em São Francisco será reformada
Parceria garante mais R$ 104 milhões para obras em Niterói
Em reunião com o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, secretário Beltrame diz que cidade receberá novas companhias destacadas
Implantação de Companhias Destacadas começa a gerar resultados
Prefeitura inaugura Telecentro e centro de oportunidades para jovens no morro do Cavalão
Morro do Cavalão ganha Companhia Destacada nesta segunda-feira
Especialistas falam sobre o medo e o perigo dos boatos em meio a violência
Prefeitos de cidades do Leste Fluminense debatem onda de boatos
Reforço de mais cem homens e Companhia Destacada no Fonseca
RJTV 2a EDIÇÃO: "Governo anuncia reforço no policiamento em Niterói"
Beltrame anuncia novas companhias da PM em Niterói para conter onda de violência
Prefeitura de Niterói vai investir R$ 70 milhões em Saúde, Educação, Ordem Pública e Mobilidade
Prefeitura de Niterói e governo estadual inauguram Companhia Destacada da PM no Morro do Cavalão

GUARDA MUNICIPAL
Prefeitura de Niterói inicia obras da nova sede da Guarda Municipal, no Barreto
Prefeitura conclui licitação para construção da nova sede da Guarda Municipal
Guarda Municipal de Niterói mostra nova identidade visual durante desfile cívico de Sete de Setembro
Prefeitura de Niterói anuncia plano de carreira para a Guarda Municipal
Inscrições para concurso da Guarda Municipal de Niterói estão abertas até o dia 11 de junho
Guarda Municipal apoiará Polícia Militar na apreensão de motos irregulares
Reunião do GGIM: Blitzes conjuntas da Guarda Municipal e da PM serão intensific​adas na cidade
Prefeitura de Niterói reforça a presença da Guarda Municipal nas ruas
Nova realidade e mais segurança na Praça do Vital Brazil
Mais guardas municipais no entorno das escolas de Niterói

OUTRAS
Prefeito de Niterói pede batalhão da PM exclusivo para município

DEFESA CIVIL EM NITERÓI
Sistema de alerta de sirenes começa a funcionar em Niterói
Defesa Civil de Niterói: trabalho em várias frentes para fazer de Niterói uma cidade mais segura
DEFESA CIVIL: Prefeitura define procedimentos para atuar em emergências de deslizamentos de encostas e alagamentos
I Seminário da Defesa Civil de Niterói reforçou parcerias
Defesa Civil instala sirenes de alerta em 25 comunidades
Defesa Civil de Niterói: trabalho em várias frentes para fazer de Niterói uma cidade mais segura
Município de Niterói recebe primeiros pluviômetros automáticos
Começa a implantação de sirenes de alerta em Niterói

VEJA TODAS AS POSTAGENS SOBRE DEFESA CIVIL NO BLOG DO AXEL GRAEL






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.