sexta-feira, 24 de julho de 2015

MAIS SEGURANÇA EM NITERÓI - Cisp passa por fase de testes



O prefeito Rodrigo Neves acompanhou o início do treinamento dos agentes que irão operar o local
Divulgação


Guardas-municipais passam por treinamento para operar Centro de Segurança, que já está funcionando. Inauguração será no dia 3

Começou a funcionar nesta quinta-feira (23), em caráter de teste, o Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), em Piratininga, na Região Oceânica de Niterói. No próximo dia 31 será feito um novo teste no sistema, que tem previsão de ser inaugurado oficialmente no dia 3 de agosto. Por enquanto, cerca de 200 câmeras localizadas em pontos estratégicos já estão monitorando, durante 24 horas por dia, entradas e saídas da cidade, além de bairros com maior movimentação de pessoas. No Cisp há ainda polícias Civil, Militar, Federal e Rodoviária Federal, Guarda Municipal, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros.

Segundo Rodrigo Neves, todos os 80 botões do pânico, de acionamento emergencial, já foram instalados em espaços públicos, como escolas, estações das barcas e terminais rodoviários. Em cada um dos locais existe um responsável treinado para apertar o botão e acionar imediatamente as forças de segurança. Já as câmeras de alta resolução foram espalhados pelas ruas de maior movimentação.

Guardas – O prefeito Rodrigo Neves acompanhou nesta quinta-feira. o início do treinamento dos guardas-municipais que irão operar o empreendimento. O subsecretário de Ordem Pública, Ademir Bastos, o chefe do Centro de Comando e Controle da PM, tenente-coronel Márcio Lima, os secretários municipais de Administração, Moacir Linhares, de Obras, Domício Mascarenhas, de Conservação e Serviços Públicos, Dayse Monassa, de Participação Social, Anderson Pipico, e o administrador regional da Região Oceânica, Carlos Boechat, também participaram da visita.

Empreendimento – O Cisp custou aos cofres da Prefeitura de Niterói cerca de R$ 20 milhões. Especialistas em Segurança Pública se mostraram favoráveis ao empreendimento, desde que seja conduzido por profissionais capacitados.

“O Cisp tem tudo para transformar Niterói em uma cidade mais segura, mas é preciso que os operadores sejam preparados para isso. Não queremos ver todo um investimento feito ir por água abaixo. Toda a integração entre as forças policiais vai acontecer, o que já torna o Centro Integrado uma ferramenta poderosa no combate à criminalidade”, disse o delegado da Polícia Civil Sérgio Caldas, responsável pelo 4º Departamento de Polícia de Área (DPA).

Já para o policial federal e especialista em Segurança Pública Sandro Araújo, o fato de estudantes do curso de graduação em Segurança Pública da Universidade Federal Fluminense estagiarem no local é um grande avanço: “Segurança Pública é planejamento e operação. Temos o coronel Fernando Salema à frente do batalhão de Niterói, conhecido por ser extremamente operacional. Agora com esses estudantes sendo supervisionados por superiores experientes, certamente o êxito do Cisp vai ser maior”, opinou.

Fonte: O Fluminense








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.