sábado, 25 de julho de 2015

MAIS SEGURANÇA EM NITERÓI - Obra avança na Cidade da Ordem Pública

 
 
Os galpões onde funcionará a nova sede da Seop e da Guarda Municipal já foram limpos e contêm apenas entulho de pequenos reparos, como o conserto do teto, que estão em andamento
Marcelo Feitosa

Expectativa da Prefeitura de Niterói é de que instalações no Barreto sejam inauguradas no primeiro semestre do ano que vem

A Cidade da Ordem Pública, no Barreto, será inaugurada no primeiro semestre de 2016. O local vai abrigar as novas sedes da Guarda Municipal e da Secretaria de Ordem Pública de Niterói. As novas instalações estão sendo erguidas no terreno onde funcionava o Grupo de Companhias de Administração Militar (4º GCAM), na Avenida Presidente Craveiro Lopes, no Barreto.

Com dois galpões, a área possui aproximadamente 44 mil metros quadrados, com 2,7 mil metros quadrados de área construída e vai abrigar, além da nova sede da Guarda e da Seop, a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) e um complexo poliesportivo. O projeto foi orçado em R$ 14,4 milhões e contará ainda com um depósito, salas de aulas, alojamentos, estacionamento, e local para treinamento.

Os galpões onde funcionará a Seop já foram limpos e contêm apenas entulho de pequenos reparos, como o conserto do teto, que estão em andamento. No local funcionavam os barracões das escolas de samba de Niterói. A nova empresa, vencedora da licitação, ainda não assumiu os trabalhos, mas a expectativa é que em até três meses o local já comece a receber material para as reformas. A área foi cercada por tapumes e funcionários fazem a vigilância do canteiro de obras.

No mesmo terreno, as obras para a sede da nova Delegacia de Homicídio avançam. Segundo o programa Delegacia Legal, ligado à Secretaria de Obras do Estado do Rio de Janeiro e responsável pelas obras, algumas etapas já foram cumpridas, como a demolição da antiga construção que havia no local, a terraplanagem e sondagem para projeto executivo. A licença de obras já foi emitida pela Prefeitura.

O grupo afirma que as fundações estão sendo concluídas e que nas próximas semanas começará uma nova etapa. Devido à complexidade e o tamanho da obra, o prazo contratual para conclusão é de 12 meses.

Segundo o Governo do Estado, estão sendo investidos cerca de R$ 30 milhões na construção de três prédios para abrigar as Delegacias de Homicídios de Niterói, do Rio e da Baixada Fluminense. A implantação destas unidades faz parte do projeto de modernização da Polícia Civil, já que todos os prédios funcionarão com investigação e perícia criminal.

“Cada nova unidade terá 2.400 metros quadrados distribuídos em seis andares. As Delegacias de Homicídios, que estarão inseridas no Programa Delegacia Legal, terão 100 postos de trabalho cada. As obras da DH Niterói que terão investimento de R$ 10 milhões já foram iniciadas. O prazo estimado para conclusão destas obras é de 12 meses. Já a DH da Capital está em fase de aprovação de projeto junto à Prefeitura da cidade do Rio e as obras da DH Baixada Fluminense, que terão um investimento de R$ 9 milhões, estão em andamento”, informou César Campos, coordenador do Programa Delegacia Legal.

Ele explica que a Delegacia de Homicídios tem o conceito semelhante ao de uma delegacia legal distrital, onde o cidadão tem o primeiro contato com o policial, presta esclarecimentos, faz o registro de ocorrência para que seja dado seguimento à investigação. O Serviço de Cartório dedica-se a auxiliar às investigações e incorpora também os serviços de cartório e administração. Grupos de Investigação trabalharão 24 horas nos locais.

“Já o Serviço de Descoberta de Paradeiros será destinado à busca de pessoas desaparecidas ou com suspeita de envolvimento nos casos investigados. O serviço de Busca Eletrônica será composto pelas salas de escuta, de gravação e inteligência policial. Na sala do Serviço de Perícia serão analisadas as provas existentes, produzindo laudos que subsidiarão as investigações”, informou Campos.

Fonte: O Fluminense




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.