terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Lars Grael é nomeado presidente da Comissão Nacional de Atletas


Por GloboEsporte.com
Brasília


Velejador aceita convite do ministro George Hilton e comandará entidade ligada ao Conselho Nacional do Esporte. Órgão será voz direta dos atletas com o governo

Dono de duas medalhas de bronze em Olimpíadas (1988 e 1966), o velejador Lars Grael presidirá a Comissão Nacional de Atletas, órgão ligado ao Conselho Nacional do Esporte. A nomeação aconteceu nesta terça-feira, após reunião com o ministro do esporte, George Hilton, em Brasília. Segundo o Ministério do Esporte, a comissão será a voz direta dos atletas com o Governo Federal. Lars também contribuirá com a formação de um fundo nacional que vai determinar o fomento ao esporte de base no país.

Lars Grael (à direita) se encontra com George Hilton na sede do Ministério Esporte (Foto: Paulino Menezes/ME)

- Disse no meu discurso de posse que iria dialogar com o setor esportivo, com pessoas com experiência e que dominam o assunto. Nós convidamos o Lars para assumir a presidência da Comissão de Atletas. Ele trará a experiência acumulada ao longo dos anos, inclusive como secretário nacional do Ministério do Esporte e abrirá um amplo diálogo com os atletas - afirmou o ministro.

Aos 50 anos de idade, Lars vinha atuando como diretor-técnico da Confederação Brasileira de Clubes. No último mês, no Rio, ele participou de cerimônia para celebrar o repasse de recursos da Nova Lei Pelé ao Flamengo e ao Tijuca Tênis Clube.

- Penso que o ministro mostrou um caminho e estendeu a mão à comunidade esportiva reativando uma comissão, que estava inativa, para que ela traga uma voz representativa do atleta olímpico, do atleta paraolímpico e até de modalidades não olímpicas. Assim, eles poderão trazer sugestões e reivindicações - afirmou Lars Grael.

Além da Comissão Nacional de Atletas, George Hilton pretende reativar a Comissão de Clubes Esportivos Sociais. O órgão propor ações voltadas para o desenvolvimento e incentivo a prática esportiva nesses locais.

- Hoje, os clubes são representados pela Confederação Brasileira de Clubes (CBC), que trabalha em conjunto com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). Com a comissão, as agremiações terão acesso direto ao Ministério do Esporte. Assim, terão um canal aberto para sugerir ações, uma vez que os clubes são os verdadeiros formadores de atletas olímpicos e paraolímpicos - destacou Grael.

Fonte: Globo Esporte





Um comentário:

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael. Obrigado.