terça-feira, 4 de outubro de 2016

CAMPEÃS OLÍMPICAS, MARTINE GRAEL E KAHENA KUNZE SÃO INDICADAS AO PRÊMIO DE MELHORES VELEJADORAS DO MUNDO EM 2016



Dupla do Brasil pode conquistar o troféu pela segunda vez. Anúncio das vencedoras será feito pela World Sailing no dia 8 de novembro. Crédito: Jesus Renedo e Pedro Martinez/Sailing Energy


Campeãs olímpicas na classe 49erFX nos Jogos Rio 2016, as velejadoras Martine Grael e Kahena Kunze foram indicadas pela Federação Internacional de Vela (World Sailing) ao Prêmio de Melhores Velejadoras em 2016. Esta é a segunda vez que as brasileiras concorrem ao troféu. Em 2014, ano em que se sagraram campeãs mundiais, elas venceram a disputa.

O anúncio dos vencedores nas categorias masculino e feminino será no dia 8 de novembro, em Barcelona, na Espanha, sede da Conferência Anual da World Sailing. Os ganhadores serão decididos pelos integrantes da federação, além do voto popular. Esta será a primeira vez que o público poderá ajudar na escolha. A votação dos fãs começa no dia 4 de novembro e irá durar 72 horas.

“É uma honra entrar para a lista das melhores velejadoras do ano depois de um final de Jogos Olímpicos tão emocionante. Estou muito satisfeita com os resultados da temporada e de ter sempre mantido o nível mesmo com a lesão da Kahena. Ficamos muito gratas pela nomeação”, afirmou Martine.

As brasileiras terão como adversárias a holandesa Marit Bouwmeester, campeã olímpica na Rio 2016 na Laser Radial; a argentina Cecilia Carranza Saroli, medalha de ouro na Olimpíada na classe Nacra 17 ao lado de Santiago Lange; as britânicas Hannah Mills e Saskia Clark, campeãs olímpicas na 470 feminina nos Jogos Rio 2016; e a francesa Charline Picon, medalha de ouro na Olimpíada na classe RS:X feminina.

No masculino, concorrem ao prêmio os neozelandeses Peter Burling e Blair Tuke, da classe 49er; os croatas Sime Fantela e Igor Marenic, da 470 masculina; o argentino Santiago Lange, da Nacra 17; o britânico Giles Scott, da Finn; e o francês Damien Seguin, da classe paralímpica 2.4mR.

O Prêmio de Melhor Velejador do Ano é um dos troféus de maior prestígio no mundo da vela. Criado em 1994 pela Federação Internacional, ele conta com grandes nomes da modalidade na sua lista de vencedores. Além de Martine e Kahena, já ganharam o troféu Torben Grael, em 2009, e Robert Scheidt, em 2001 e 2004.

SOBRE A CBVELA

A Confederação Brasileira de Vela (CBVela) é a representante oficial da vela esportiva do país nos âmbitos nacional e internacional. É filiada à Federação Internacional de Vela (World Sailing) e ao Comitê Olímpico do Brasil (COB). Tem o Bradesco como patrocinador oficial, o Grupo Energisa como parceiro oficial e patrocinador oficial da Vela Jovem e a Richards como apoiadora oficial. A vela é a modalidade com o maior número de medalhas de ouro olímpicas na história do esporte do Brasil: sete. Ao todo, os velejadores brasileiros já conquistaram 18 medalhas em Jogos Olímpicos.

Fonte: CBVela (Release)










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.