sábado, 8 de outubro de 2016

VELA NOS JOGOS ESCOLARES DE NITERÓI PELA PRIMEIRA VEZ



Os jovens das escolas de Niterói e que são alunos do Projeto Grael irão disputar o título dos Jogos Escolares de Niterói, a partir de hoje, às 12h30, no Clube Naval. Foto: Divulgação


Novos ventos para a vela niteroiense

Modalidade estreia nos Jogos Escolares, nesse sábado (08), no Clube Naval

David Tavares

Os Jogos Escolares de Niterói (JEN) terão uma novidade a partir desse sábado (08): a modalidade vela, pela 1ª vez, entrará na lista de esportes participantes da competição. Alunos de 13 e 15 anos do Projeto Grael, em parceria com a Secretaria de Esporte e Lazer de Niterói, representarão diferentes escolas da cidade no Festival de Vela do JEN. E o mais legal, a escola representada receberá medalha e troféu. A regata acontece hoje e a largada será dada às 12h30, no Clube Naval de Charitas.

Como um esporte tradicional em Niterói, com 8 medalhas olímpicas, a mais recente delas nos Jogos Olímpicos Rio 2016, com Martine Grael (ao lado da parceira Kahena Kunze), a entrada da vela como modalidade do JEN é motivo de orgulho para o Projeto, mas também um grande desafio, pelo menos é que evidenciou André Martins, coordenador de desenvolvimento esportivo da instituição.

“Esse é o primeiro ano que a vela vai fazer parte dos Jogos Escolares de Niterói. E é um grande desafio para o projeto, pois é uma modalidade que depende de condições naturais, como o vento, uma modalidade que ainda não tem tradição nos jogos, é o primeiro ano. Participarão alunos da rede escolar de Niterói, tanto em escola pública quanto particular. Esse é um apoio interessante da Secretaria de Esporte e Lazer de Niterói - principalmente técnico e logístico, em um trabalho conjunto com a prefeitura, que tem tudo para dar certo”, contou.


A disputa da vela no JEN irá ajudar a revelar novos talentos para o esporte. Foto: Divulgação


Duas classes do esporte farão parte da competição: o Dingue, que comporta duas crianças, e o Optimist, que é para uma criança. A segunda é por onde a maioria dos grandes velejadores começaram. Para Isaías Marins, de 15 anos, aluno do projeto há cinco, participar do festival em sua modalidade é mais uma chance de mostrar o talento dos alunos.

“Estou feliz de ser do projeto Grael e poder disputar mais uma medalha, dessa vez também representando minha escola, o Colégio Estadual Aurelino Leal, no Ingá, que também me da muita força. Vai ser muito bom ter essa modalidade nos jogos escolares, especialmente a classe Dingue, e é mais um possibilidade de mostrarmos nosso talento. Parceria que pode dar muito certo”, explicou Isaías Marins, de 15 anos, morador no Preventório.

Além do Colégio Aurelino Leal, participarão do evento os colégios estaduais Fernando Magalhães, em Jurujuba, Maria Pereira Das Neves, em Charitas, Manoel de Abreu e Joaquim Távora, em Icaraí e Cizínio Soares Pinto, em, São Francisco, assim como o Colégio Nossa Senhora da Assunção, também em São Francisco. Segundo o professor de vela Amadeu Oliveira, de 52 anos, a preparação dos alunos estão sendo preparados da melhor maneira possível para competição.

“Nos começamos com aulas teóricas e passando a importância para esse evento em Niterói. Estamos preparando em termos de regras e disputa, tudo que será feito no mar. Tudo o que ocorre aqui é um trabalho muito organizado, de motivação”, disse Amadeu Oliveira, de 52 anos, e que dá aula no Projeto faz 16 anos.

Fonte: O Fluminense






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.