domingo, 9 de outubro de 2016

NITERÓI RESILIENTE: Niterói se prepara para chuvas de verão e períodos de estiagem



Rio que corre no canal da Rua Cinco de Julho, em Icaraí, passa por limpeza para o lixo e o entulho não contribuam para alagamentos. Foto: Bruno Eduardo Alves / Divulgação


Giovanni Mourão

Plano de contingência baseado no mapeamento das áreas de risco foi elaborado para evitar tragédias

A Prefeitura de Niterói já iniciou seu planejamento de prevenção e atuação em caso de ocorrências como deslizamentos, alagamentos e incêndios florestais no próximo verão. A grande novidade é o Mapa de Gerenciamento dos Planos de Contingência Digital, que delimitou as áreas de risco, através do detalhamento hierárquico das intervenções.

A Defesa Civil já mantém dois operadores e um técnico em meteorologia em regime de plantão, 24 horas por dia. O subsecretário de Defesa Civil, major Wallace Medeiros, explicou como funciona o mapa digital das operações de contingência. “O mapa que antes tínhamos apenas em papel, agora temos de forma digital e instantânea. Nele, localizamos as áreas de risco já mapeadas com o posicionamento das sirenes, os dados da comunidade, os quartéis de bombeiros e um ponto de apoio previamente definido para que os cidadãos permaneçam até que uma possível condição de risco cesse. Todas as pastas da prefeitura envolvidas no planejamento terão acesso ao mapa digital e, assim, serão acionadas imediatamente assim que houver um incidente. O mais legal da iniciativa não são os equipamentos adotados, e sim a interação do poder público com a comunidade’’, disse o subsecretário.

Através de um radar meteorológico é realizado o monitoramento das condições atmosféricas por satélite, 24 horas por dia, que produz um boletim com a previsão do tempo com dois dias antecedência, indicando se há chuva se aproximando ou em qual local já está chovendo.

Outra ferramenta preventiva são os 30 pluviômetros instalados no município. Os equipamentos monitoram em tempo real o volume de chuva de cada região e levam as informações diretamente para a sala de controle da Defesa Civil, possibilitando a tomada de ações de avaliação de risco e de eventuais evacuações de área com o uso do Sistema de Alerta e Alarme por Sirenes, que também emite alertas de voz para que a prefeitura possa se comunicar com a comunidade.

O subsecretário também informou que, assim que alguma sirene é tocada, o ponto de apoio para a comunidade é aberto e a Samu é acionada e enviada ao local, junto com agentes da Defesa Civil e da Assistência Social.

O vice-prefeito de Niterói, Axel Grael, afirmou que o município já está preparado para possíveis ocorrências. “Não temos planos apenas para chuvas que possam causar tragédias, mas também para estiagem e queimadas. Trata-se do plano ‘Niterói contra Queimadas’ que também capacita voluntários e segue a estratégia do ‘Chuvas de Verão’. Temos todo um planejamento feito a partir dos momentos de estiagem e mapeamento de locais onde houve queimadas. Quando sabemos que ocorrerá um período de estiagem pela frente, a Clin intensifica o trabalho para tirar o acúmulo de lixo daqueles locais, evitando que as pessoas coloquem fogo no lixo e comprometam a vegetação’’, explica Axel.

A prefeitura conta com 40 grupos de voluntários catalogados das próprias comunidades, que formam cerca de 600 pessoas para o plano “Chuvas de Verão’’ e 100 para o plano “Niterói contra Queimadas’’. Todas elas receberam 16 horas de aulas teóricas e práticas durante quatro sábados, sendo capacitadas pelo Núcleo Comunitário de Defesa Civil (Nudec) para agir em casos de necessidade e trocar informações com os órgãos competentes, via grupos de Whatsapp.

Além disso, Niterói conta atualmente com uma estação meteorológica no Parque das Águas, no Centro, e passará a ter mais duas estações em 2017, que já estão sendo implantadas na cidade: uma em Charitas e outra no Engenho do Mato.

Limpeza – A Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (Seconser) realiza frequentemente a limpeza de rios e canais da cidade para recolhimento de lixo e detritos. Só no primeiro semestre de 2016 o volume ultrapassou o de 2015 inteiro, que foi um pouco mais de 5.800 m³ em todo o ano contra 6 mil somente no primeiro semestre. Um dos locais de ação foi o rio da Rua Cinco de Julho, em Icaraí.

A Seconser executou ainda reparos na rede, com obras de microdrenagem nos bairros. Os trabalhos iniciaram no fim de julho e já estão finalizados nas ruas Nóbrega e Ministro Otávio Kelly. As equipes atualmente estão trabalhando na Rua Lopes Trovão, onde 126 metros de rede passam por manutenção e reconstrução.

Como forma de prevenção, também estão sendo realizadas três obras de contenção de encostas na cidade: uma na rua Dr. Martins Torres, em Santa Rosa; outra na comunidade Bombeiro Américo, no Caramujo; e mais uma no Morro do Bonfim, no Fonseca.

Fonte: O Fluminense



----------------------------------------------------------


LEIA TAMBÉM:

Defesa Civil de Niterói

Defesa Civil de Niterói se integra a Rede Nacional de Emergência de Radioamadores
NITERÓI CONTRA QUEIMADAS: Defesa Civil de Niterói forma mais uma turma de voluntários contra queimadas
NITERÓI CONTRA QUEIMADAS: Prefeitura promove "Rondas Preventivas"
NITERÓI RESILIENTE: Defesa Civil nas Escolas – Alunos da Escola Municipal Sebastiana G. Pinho capacitadas para situações de risco
NITERÓI CONTRA AS QUEIMADAS: Drone começa a ser usado no monitoramento de queimadas em Niterói

Contenção de encostas

Prefeitura investe R$ 14 milhões em novas obras de contenção de encostas
Prefeitura conclui obras de contenção no Caramujo este mês
NITERÓI RESILIENTE: Prefeito Rodrigo Neves anuncia mais obras de contenção de encostas no Caramujo
Assinada ordem de início para obras de contenção de encostas na Rua Bombeiro Américo e no Morro do Bonfim
QUATRO ANOS DO BUMBA: Prefeitura faz balanço de ações de prevenção, de assistência e de infraestrutura contra as chuvas
Prefeitura conclui contenção no Morro do Holofote
Obras de contenção de encostas no morro do Holofote avançam
Prefeitura inicia obras de contenção no Morro do Holofote
Prefeitura iniciará obras de contenção de encostas no Viçoso Jardim e Morro do Holofote
Prefeitura prepara ‘Pacotão’ de obras para Niterói
Niterói recebe R$ 24 milhões para investir em contenção de encostas
Prefeito de Niterói e ministro das Cidades assinam acordo para obras de contenção em encostas
Verba para contenção de encostas em Niterói
Vistoria nas obras de contenção de encostas no Morro do Palácio
Vistoria para verificar situações de risco nas encostas de Jurujuba, Niterói
Verba para contenção de encostas em Niterói
Vistoria na comunidade da Boa Vista, Niterói
RJTV mostra compromisso cumprido pela Prefeitura de Niterói na Rua Machado, Caramujo
Rua Machado, no Caramujo: promessa feita, obra pronta

Mudanças climáticas

MUDANÇAS CLIMÁTICAS: Concentração de CO2 passa 400 ppm em 2016
MUDANÇAS CLIMÁTICAS: Sai acordo sobre emissões de aviação
MUDANÇAS CLIMÁTICAS: Pesquisadores apresentam projeções para extremos climáticos no Sudeste brasileiro
MUDANÇAS CLIMÁTICAS: Prefeitura cria o Grupo Executivo de Sustentabilidade e Mudanças Climáticas de Niterói (GE-CLIMA)
Defesa Civil de Niterói alerta para ressaca até esta terça-feira
ABERTURA DA RIO 2016: Pesquisador da USP analisa a dimensão e a importância da mensagem ambiental do evento
QUEIMADAS: Inpe alerta para aumento de 65% no número de queimadas florestais em 2016
NITERÓI RESILIENTE: Defesa Civil capacita alunos da rede municipal para situações de risco
AMAZÔNIA E MUDANÇAS CLIMÁTICAS: estrutura mais alta que a Torre Eiffel começará a monitorar floresta






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.