domingo, 10 de julho de 2016

BICICLETAS & MAC: incentivo à cultura e à saúde



Ciclistas têm direito à gratuidade e acabam economizando R$ 10 pela entrada. Foto: Marcelo Feitosa

Giovanni Mourão

Turista que chega de bicicleta ao museu não paga ingresso. Espaço já recebeu 17 mil visitantes desde sua reabertura

Desde a sua reabertura – ocorrida no dia 16 de junho – o Museu de Arte Contemporânea (MAC), na Boa Viagem, já recebeu cerca de 17 mil visitantes. A expectativa de público para o primeiro mês desde a reinauguração está entre 20 e 25 mil visitantes, superando a média mensal que o museu possuía antes das obras de revitalização, que variava entre 12 e 15 mil visitantes por mês. Para as Olimpíadas, a previsão é que o número de visitas deva ficar entre 40 e 50 mil visitantes por mês. Os números são da Fundação de Artes de Niterói.

O MAC participa do programa da Prefeitura do Rio de Janeiro ‘’Passaporte Cultural Cidade Olímpica’’, que prevê a realização de atividades culturais entre maio e setembro deste ano, com a chegada de atletas e torcedores para as Olímpiadas. O passaporte olímpico oferecerá gratuidade em museus e exposições, além de oferecer descontos de 65% para teatros e shows. Para se inscrever e obter mais informações sobre o programa, basta acessar o site e se cadastrar.

Bike – Turistas e niteroienses têm um estímulo a mais para se exercitar e também conhecer e visitar o MAC. Desde sua reabertura, o local possui um serviço que visa prestigiar os niteroienses e, ao mesmo tempo, estimular o uso de bicicletas por seus visitantes. Para quem quiser passear no MAC, basta morar em Niterói ou ter nascido na cidade que terá direito à entrada gratuita. Além disso, quem chegar de bicicleta no museu também terá direito à gratuidade e não precisará desembolsar os R$ 10 pelo ingresso.

O Museu de Arte Contemporânea – obra inspirada pela arquitetura visionária de Oscar Niemeyer – foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) há dois meses.

A moradora de Niterói Patrícia Correa Alves, chegou de bicicleta para visitar o museu e pôde conferir as novidades. ‘’Eu não conhecia esse serviço. A iniciativa de oferecer gratuidade para os ciclistas é muito legal. Além de estimular mais as pessoas ao uso da bicicleta como meio de transporte, também incentiva a população a conhecer a cultura que a cidade tem a oferecer. A pessoa ao mesmo tempo mantém a forma, ajuda o meio ambiente, desafoga o trânsito da cidade e ainda tem acesso gratuito à arte e à cultura’’, afirmou a fisioterapeuta de 45 anos, logo após receber seu boton de gratuidade.

O projeto é da Fundação de Arte de Niterói (FAN), que busca incentivar a melhoria da mobilidade urbana de forma mais sustentável e saudável para a cidade, seus moradores e turistas.


Fonte: O Fluminense








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.