segunda-feira, 25 de julho de 2016

RIO 2016: CICC Regional começa a funcionar integralmente



CICC opera com representantes das forças de Segurança, Inteligência, Defesa Civil e Ordenamento Urbano. Foto: Divulgação / Governo do Estado RJ


Desde domingo (24/7), 85 mil agentes atuam na cidade do Rio de Janeiro

O Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICC-R) começou a operar integralmente ontem, com representantes das forças de Segurança, Inteligência, Defesa Civil e Ordenamento Urbano que atuarão nos Jogos Rio 2016. Instalado no prédio do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), o espaço já funcionava desde o dia 5 de julho e agora, começa a operar 24 horas por dia, sete dias por semana, e a coordenar os 85 mil agentes dos três níveis de governo envolvidos nas Olimpíadas e Paralimpíadas.

O período operacional completo teve início no mesmo dia em que os atletas olímpicos começaram a chegar à cidade e a se instalar na Vila dos Atletas. No CICC-R são monitoradas as ações nas quatro regiões olímpicas (Copacabana, Barra da Tijuca, Deodoro e Maracanã), onde são realizadas as competições, além de locais de interesse, como a rodoviária e o Boulevard Olímpico.

O coordenador-adjunto de Operações de Segurança para os Jogos da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos do Ministério da Justiça e Cidadania, Anderson Bichara, afirmou que as forças estão completamente integradas. Além das cerca de 1,2 mil pessoas que já atuam no CICC, mais 400 profissionais, dos 22 órgãos, passam a trabalhar no local, dedicados às ações dos Jogos.

– Há dois anos estamos nos planejando e treinando para o evento e, desde ontem, representantes de todas as forças estão reunidos no CICC-R. Produzimos um Plano Tático Integrado que serviu de base para a criação dos Planos Operacionais de cada órgão que define como, onde e quando atuar em cada situação. O objetivo é que cada força saiba as ações previstas para as demais para não haver lacunas ou sobreposições, mas uma otimização de recursos – explicou Bichara.

Sintonia

Para o subsecretário Extraordinário de Grandes Eventos da Secretaria de Segurança, Roberto Alzir, o período operacional antes do início dos Jogos é mais uma oportunidade para colocar os planejamentos integrados em prática. Ele ressaltou que a Polícia Militar terá um efetivo extraordinário de 21 mil homens e a Polícia Civil contará com mais 5,6 mil agentes.

– Os recursos humanos e materiais e a estrutura de coordenação dedicada às Olimpíadas já funcionam como se estivéssemos efetivamente nos Jogos. Vamos checar se os recursos estão de acordo com o planejado, os sistemas estão funcionando, a comunicação e os planejamentos estão adequados e fazer uma última sintonia final, antes da cerimônia de abertura, em 5 de agosto. Podemos afirmar que nunca estivemos tão bem preparados – disse o subsecretário Extraordinário de Grandes Eventos.

Fonte: Governo do RJ







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.