domingo, 17 de julho de 2016

NITERÓI GARANTIDA NO MAPA DO TURISMO: Ministério do Turismo excluiu 21 cidades do Estado do Rio



Museu de Arte Contemporânea (MAC), em Niterói, é considerado um dos principais atrativos turísticos da cidade. Foto: Douglas Macedo


Lislane Rottas

Niterói permanece no cardápio turístico regionalizado do Ministério, que excluiu 21 cidades do Estado do Rio

O Ministério do Turismo (MTur) divulgou em Brasília, nesta semana, um Mapa do Turismo mais enxuto. Só no Rio de Janeiro, 21 cidades deixaram de constar na lista. São municípios de menor interesse turístico, menor número de visitantes ou que não promovem eventos de interesse turístico. Niterói e cidades vizinhas continuam constando no mapa.

Para o ministro interino do Turismo, Alberto Alves, este redimensionamento do Mapa do Turismo contribui para melhorar a capacidade do Ministério do Turismo de atuar de forma coordenada com os estados, regiões turísticas e municípios, para desenvolver e consolidar novos produtos e destinos turísticos.

“Com um mapa mais enxuto e que retrata de forma mais fiel a oferta turística brasileira, poderemos focar nossos esforços e otimizar nossos resultados”, afirma.

De acordo com o diretor do Departamento de Ordenamento do Ministério do Turismo, Rogério Cóser, o mapa é um instrumento de ordenamento que auxilia o Governo Federal nos estados quanto ao desenvolvimento de políticas públicas para o turismo.

“Temos trabalhado ultimamente com orçamentos bem aquém do necessário. Então, é importante que o gestor aplique onde esses valores terão um retorno melhor para a região, para o turista e também para as políticas do governo federal”, explica.

O presidente da Empresa de Lazer e Turismo (Neltur), José Haddad, comenta que é fundamental a presença no Mapa do Turismo.

“Este trabalho foi iniciado há 10 anos, com o Projeto Wonders of Rio and Niterói (As Maravilhas do Rio e Niterói), um cardápio turístico regionalizado, totalmente alinhado com a política da TurisRio de contemplar a Região Metropolitana”, lembra.

Segundo Haddad, este projeto é uma das poucas parcerias de cardápio regionalizado que dão certo há mais de 10 anos e que o impacto tem se refletido nos investimentos que o segmento turístico tem feito na cidade, tendo como exemplo grandes hotéis em Niterói.

“A parceria com esses incorporadores reflete positivamente para Niterói, com grande impacto na economia do turismo. Por conta desse trabalho em conjunto, a cidade está na Rio 2016 alinhada à capital, abrigando os motorhomes e com presença no Rio Media Center”, explica.

O secretário de Turismo e Cultura de São Gonçalo, Joel D’Castro, diz que o fato de São Gonçalo fazer parte do Mapa do Turismo abre diversas possibilidades para projetos de desenvolvimento local.

“Funciona como um incentivo da atividade turística como fator interventor de conhecimento e benefícios para a população. Desta forma, motiva-se o cidadão a desenvolver, junto dos setores público e privado, ações que atraiam a demanda turística para São Gonçalo. Os atrativos que estão na cidade são vistos com outros olhos: são voltados para estruturação, segurança, contemplação, valor histórico e cultural, assim como a propagação dos saberes e fazeres característicos da comunidade local”.

Cinco categorias

De acordo com a metodologia de construção do mapa, as cidades são divididas de A a E e são pontuadas de acordo com o desempenho econômico: número de empregos, de estabelecimentos formais no setor de hospedagem e estimativas de fluxo de turistas domésticos e internacionais. Segundo o Ministério do Turismo, as categorias A, B e C contam com 95% dos empregos formais em meios de hospedagem 87% dos estabelecimentos formais de meios de hospedagem, 93% do fluxo doméstico e têm fluxo internacional.

O conjunto de municípios dos grupos D e E reúne características de apoio às cidades geradoras de fluxo turístico. Muitas vezes são aquelas que fornecem mão de obra ou insumos necessários para atendimento aos turistas. Niterói pertence à categoria A, Maricá (C), São Gonçalo (C), Itaboraí (C), Rio Bonito (C) e Tanguá (D).

Fonte: O Fluminense



--------------------------------------------------------



LEIA TAMBÉM:

NITERÓI NA RIO 2016: Serviço da Prefeitura ajuda comunicação de turistas com taxistas
TURISMO EM NITERÓI: Neltur lança Cardápio Olímpico
DOMINGO DE LAZER EM NITERÓI: Niteroienses e turistas aproveitaram o domingo de sol na cidade
BICICLETAS & MAC: incentivo à cultura e à saúde
"Esqueleto" abandonado do Hotel Panorama, no Morro da Viração, dará lugar a um ECO-HOTEL
NITERÓI DE BICICLETA - NITERÓI BIKE TOUR: Passeio ciclístico pelos pontos turísticos de Niterói
PARQUES EM NITERÓI: Prefeitura oferece passeios guiados pelas trilhas do Parnit durante os fins de semana
MAC: AOS 20 ANOS, RENOVADO E MAIS BELO
LOUIS VUITTON TRAZ COLEÇÃO AO MAC
MAC É A PASSARELA DA LOUIS VUITTON: personalidades da moda mundial se reuniram em Niterói
CULTURA E TURISMO EM NITERÓI: MAC será reaberto dia 14 de junho 
MAC inicia reforma inédita mirando seus 20 anos 









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.