quarta-feira, 27 de julho de 2016

GLOBO ESPORTE: Axel Grael, irmão de Torben e Lars, se divide entre lixo da Baía e torcida pela família



COMENTÁRIO DE AXEL GRAEL:

Agradeço a matéria preparada pelo jornalista Leonardo Filipo sobre a minha contribuição para tentar controlar o problema do lixo flutuante na Baía de Guanabara durante os Jogos Olímpicos Rio 2016.

Por solicitação do secretário estadual do Ambiente, André Correa, produzimos através do Projeto Grael um relatório com sugestões sobre como melhorar o problema da presença do lixo flutuante na Baía de Guanabara. Em recente entrevista coletiva, o secretário afirmou que as propostas inspiraram as ações da Secretaria e do INEA.

E seguimos firmes na torcida para que os esforços de limpeza surtam os efeitos previstos, sem problemas para as competições e que a equipe olímpica de vela do Brasil tenha muito sucesso.

Para contribuir com o texto, faço alguns comentários, a seguir.

Axel Grael


--------------------------------------------------



Axel Grael, irmão de Torben e Lars, se divide entre lixo da Baía e torcida pela família


Axel: responsável pelo sistema de ecobarreiras e ecobarcos (Foto: Reprodução / Facebook)


Responsável pelo sistema de ecobarreiras e ecobarcos para conter poluição torcerá por três parentes na vela: "A preocupação é com as duas coisas, mas estou tranquilo"

Por Leonardo Filipo
Rio de Janeiro

Quando o torneio de vela dos Jogos Olímpicos do Rio começar, a partir do dia 8 de agosto, uma pessoa vai ficar especialmente dividida entre a torcida pelos familiares e a preocupação com o lixo da Baía de Guanabara. O ambientalista Axel Grael é irmão de Lars e Torben Grael, este último bicampeão olímpico e coordenador técnico da equipe brasileira, da qual fazem parte seus sobrinhos Martine e Marco. Também é o responsável pelo plano de contenção do lixo flutuante, formado por ecobarreiras e ecobarcos. A missão é evitar que um saco plástico, por exemplo, atrapalhe algum barco. 

Comentário Axel Grael: fui responsável pela elaboração, em nome do Instituto Rumo Náutico (Projeto Grael), de um estudo com sugestões para o controle emergencial do lixo flutuante na Baía de Guanabara, visando os Jogos Rio 2016. O estudo foi oferecido como doação pelo Projeto Grael ao secretário estadual do Ambiente, André Correa.


Quando André Corrêa assumiu a Secretaria de Estadual de Ambiente, no início do ano passado, Axel, que também é vice-prefeito de Niterói, foi convocado para elaborar um plano de contenção da poluição. O fez de forma voluntária. As nove antigas ecobarreiras foram trocadas por outras mais resistentes e com sistema de retirada de resíduo, chegando-se a um total de 17 nos rios que mais poluem a Baía de Guanabara. Os 10 ecobarcos, que ganharão o reforço de mais três durante os Jogos, foram equipados com sistema de GPS para orienta-los até os locais onde há mais lixo. A implantação do sistema sofreu com a crise do governo estadual e o atraso no pagamento dos serviços. A última ecobarreira foi instalada no início de julho.

Comentário Axel Grael: De acordo com o estudo do Projeto Grael, para aumentar a eficiência do trabalho dos ecobarcos era necessário agregar "inteligência" ao processo. Os barcos precisam atuar onde o lixo se concentra e para isso, era preciso contar com um sistema de modelagem matemática das marés, correntes, ventos e pontos de chegada do lixo à Baía de Guanabara, de forma a prever com antecedência onde o lixo tenderá a se concentrar. Para cumprir este objetivo, a SEA contratou a empresa Prooceano, de reconhecida competência para cumprir este papel.


Para Axel, a hora é de se dividir entre os dois lados.

- A preocupação é com as duas coisas, mas estou mais tranquilo. Estou muito otimista com a participação da família. Estão bem preparados e tem tudo para ir bem. Com relação aos problemas da baía, acho que as pessoas de um modo geral acordaram para o problema agora. Mas nada disso é novidade. Já organizamos campeonatos mundiais na baía e não teve problema. Ela não está pior do que já esteve e naquelas ocasiões não contou com sistema de prevenção como houve agora - disse.


Ecobarreira Baía de Guanabara (Foto: Leonardo Filipo)

Nos Jogos Pan-americanos do Rio, em 2007, Axel também esteve à frente no bem sucedido combate ao lixo. Para os Jogos ele não descarta a ocorrência de problemas.

- Há um risco. Haverá embarcações em volta e pode voar um plástico. Em qualquer raia do mundo você corre o risco de achar um plástico boiando. O que não pode é alguém perder uma medalha porque prendeu um lixo.

Comentário de Axel Grael: O que eu quiz dizer é que é preciso estabelecer um parâmetro de aceitabilidade e entender que caso se encontre um plástico bioando na Baía não significa que o sistema fracassou. Mas, há que se trabalhar para atingir uma meta de ter o mínimo de lixo possível, para evitar prejuízo ao meio ambiente e às competições.


Axel lamenta que legado ambiental dos Jogos tenha ficado de lado, enquanto o esforço maior do poder público tenha sido na mobilidade, na construção das arenas esportivas e na reforma do centro da cidade. Para ele, mais importante é pensar no pós-Olimpíada.

- Nunca se teve a Baía de Guanabara tão em evidência quanto às suas necessidades e deficiências. A minha preocupação é que a gente deixe cair em uma ressaca pós-Olimpíada, como tivemos na Rio 92, quando todo mundo era ambientalista desde pequenininho e depois nós viramos ecochatos. Há um sentimento de frustração muito grande porque eu queria neste momento já estar com avanços estruturais mais significativos - disse.


Colchão boiando ao lado da ecobarreira do rio Pavuna Meriti (Foto: Leonardo Filipo)

Chuva forte com maré vazando - de dentro para fora da Baía de Guanabara - é a condição climática que mais preocupa o ambientalista:

- O pior dos mundos, mas que não acontece em marés mais fortes, é quando o lixo fica espalhado. Tem que tirar quase que no puça, pegando um por um. Mas normalmente isso acontece com pouco vento, que ajuda a agrupar o lixo. Ou condições de marés bem fracas. Mas isso chega menos nas raias olímpicas.


Ecobarco em ação na Baía de Guanabara (Foto: Leonardo Magliano)

Comentário de Axel Grael: Nesta última afirmação, alertei que a condição de maior preocupação é com marés mais fortes e na vazante, que traz mais lixo para a entrada da Barra da Baía, local de competições. E a maior dificuldade para o recolhimento do lixo é quando se está com marés menos intensas e pouco vento. Neste caso, o lixo tende a se espalhar e a eficiência dos ecobarcos é menor. Quando o sistema está mais dinâmico (mais correntes e vento), o lixo tende a se acumular.


 Fonte: Globo Esporte



-------------------------------------------------------------


LEIA TAMBÉM:

RIO 2016 - JORNAL DA GLOBO: Velejadores são grandes apostas de medalhas para o Brasil na Olimpíada
‘A nossa arena foi entregue cheia de lixo’, afirma Torben Grael sobre a Baía de Guanabara
BLOOMBERG: "Olympic Athletes Go for Gold Amid Rio Garbage"
RIO 2016 - BOM BIA BRASIL: Atletas da vela se preparam para competir na Baía de Guanabara
Acesse o estudo realizado pelo Projeto Grael e cedido para a SEA: Projeto Grael divulga relatório para contribuir para a solução do lixo flutuante na Baía de Guanabara

Lixo flutuante na Baía de Guanabara

BAÍA DE GUANABARA - Secretário do Ambiente do RJ anuncia conclusão da implantação das ecobarreiras e melhorias ambientais
GOVERNO DO ESTADO: Água da Baía de Guanabara passa a ter monitoramento diário
SEA: "Ecobarcos e ecobarreiras prontos para as regatas olímpicas dos Jogos Rio 2016"
BAÍA DE GUANABARA: Proposta de novo modelo de gestão é apresentado pelo governo estadual
EVENTO TESTE NA BAÍA DE GUANABARA - Quase 30 toneladas de lixo são recolhidos na Baía de Guanabara
ECOBARCOS VOLTAM A OPERAR NA BAÍA DE GUANABARA: Baía recebe 90 toneladas de lixo/dia
Lixo flutuante: um problema que parece se agravar na Baía de Guanabara
Esgoto despejado todo dia na Baía de Guanabara encheria 185 piscinas olímpicas
BAÍA DE GUANABARA: Projeto Uçá retira seis toneladas de lixo da APA de Guapimirim

Lixo flutuante no mundo

Especialistas explicam como outros países conseguiram despoluir suas baías
Produção de lixo no país cresce 29% em 11 anos, mostra pesquisa
NAVEGANDO PARA SALVAR OCEANOS: velejadores do "Race for Water Odissey", que pesquisam os impactos do lixo nos oceanos, visitaram o Projeto Grael

Contribuições do Projeto Grael para a solução do problema do lixo flutuante na Baía de Guanabara

Projeto Grael divulga relatório para contribuir para a solução do lixo flutuante na Baía de Guanabara
PROJETO GRAEL, PARLEY FOR THE OCEANS E ADIDAS lançam programa educativo sobre lixo marinho
PARLEY OCEAN SCHOOL, PROJETO GRAEL E ADIDAS lançam programa educacional sobre o lixo marinho
DIA DA TERRA AO REDOR DO MUNDO - LIXO: Como 5 países estão enfrentando os problemas do lixo
Iniciativas do Projeto Grael na prevenção do lixo flutuante da Baía de Guanabara
CONFERÊNCIA LIVRE DO LIXO MARINHO NO PROJETO GRAEL.
Associação Brasileira do Lixo Marinho realiza conferência na sede do Projeto Grael
"Lixo flutuante - de onde vem?". Projeto Grael participa de programação do MAC
Poluição da Baía de Guanabara: entrevista da equipe do Projeto Grael repercute na mídia internacional
Projeto Grael foi objeto de matéria no Bom Dia Brasil, da Globo
Equipe do Projeto Grael visita a Grota do Surucucu
Assista matéria sobre as ações ambientais do Projeto Grael exibida pela Rede Brasil
Lixo flutuante na Baía de Guanabara: vídeo sobre niciativas ambientais do Projeto Grael

Contribuições da família Grael no tema do lixo flutuante na Baía de Guanabara

LARS GRAEL NO FANTÁSTICO: 'Competição com obstáculos', diz Lars Grael sobre lixo na Baía de Guanabara
Em entrevista para a Rádio Globo, LARS GRAEL afirma que espera medalhas brasileiras na vela e critica a Baía de Guanabara
BAÍA DE GUANABARA: Entrevista no Projeto Grael para o CANAL+, da França
Entrevista para o SporTV sobre o lixo flutuante na Baía de Guanabara REGATAS OLÍMPICAS - Dentro ou fora da Baía de Guanabara? BAÍA DE GUANABARA POLUÍDA PARA OS JOGOS OLÍMPICOS: matéria do Fantástico - 26-04-2015 "Questão de civilidade": Lars Grael sonha com Baía de Guanabara limpa
Irmãos Grael citados em matéria do jornal inglês "THE GUARDIAN" sobre a Baía de Guanabara
BAÍA DE GUANABARA: XI Congresso Brasileiro de Defesa do Meio Ambiente debateu o saneamento e despoluição da Baía
HISTORIAS DO RIO - ESPN - Mais um belo documentário sobre Lars Grael e a família Grael
Assista à matéria sobre o Projeto Grael no programa "Como Será?", da Globo
A BAÍA DE GUANABARA NA OLIMPÍADA E NA PÓS-OLIMPÍADA

Atuação de Niterói sobre o tema do Lixo flutuante

LIXO EM NITERÓI: Um terço do lixo recolhido na cidade é o jogado no chão
LIXO EM NITERÓI: Cresce o volume de lixo retirado dos rios de Niterói
NITERÓI COMBATE O LIXO NOS RIOS
Prefeitura retirou quase 6 mil m3 de lixo dos rios de Niterói em 2015
Boas iniciativas de educação ambiental e sustentabilidade em Niterói e São Gonçalo
LIXO NAS RUAS: Niterói registrou queda de 12% com o aumento da fiscalização e ações educativas
Prefeitura de Niterói inaugura Centro de Ofícios da Reciclagem no Barreto
CENTRO DE OFÍCIOS DA RECICLAGEM: Programa Recicla Niterói vai inaugurar Centro de Ofícios da Reciclagem no Barreto
Projeto NITERÓI ECOCULTURAL apresenta instrumentos musicais ecológicos
NITERÓI ECOCULTURAL: Projeto ambiental abre inscrições no dia 1º
PARCERIA PREFEITURA DE NITERÓI E SEA/INEA - Niterói lança projeto Ecocultural com foco na reciclagem
ECOCULTURAL - PARCERIA ENTRE A PREFEITURA DE NITERÓI E O INEA: Projeto em Niterói conscientiza sobre descarte de lixo
NITERÓI ECOCULTURAL - Prefeitura de Niterói e Governo do Estado, através da Secretaria Estadual do Ambiente, assinam mais uma parceria
ECOCULTURAL - Artesanato de lixo reciclável em Icaraí
Mutirão retira 700 kg de lixo das orlas do Gragoatá e Boa Viagem
NITERÓI RECICLA 5% DO SEU LIXO. A média da Região Metropolitana do RJ é de cerca de 1%
LIXO - Mutirão recolhe 900kg de lixo da enseada localizada após a Prainha de Piratininga
BAÍA DE GUANABARA: Saneamento em Niterói ganha destaque positivo na imprensa internacional
SEMANA DO MEIO AMBIENTE: Mutirão recolhe lixo na Praia de Piratininga
BAÍA DE GUANABARA - Clin retira 100 toneladas de lixo das praias da Zona Sul








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.