sexta-feira, 29 de julho de 2016

FAMÍLIA AO MAR: Exposição interativa ‘Grael – Amor pelo mar’


Axel, Lars e Torben Grael mostrando que tem intimidade com o mar desde sempre. Foto: Arquivo pessoal.

Lars e Torben Grael no Aileen. Foto: Arquivo pessoal.


Exposição interativa ‘Grael – Amor pelo mar’, que estreia no Palácio dos Correios, homenageia família Schmidt Grael durante os Jogos Olímpicos

Na mesma data da abertura dos Jogos Olímpicos, 5 de agosto, estreia em Niterói a exposição “Grael – Amor pelo mar”, que faz uma homenagem à família Grael, de Lars e Torben Grael, atletas consagrados da vela brasileira. A mostra acontece no Espaço Cultural Correios Niterói (Palácio dos Correios), cidade onde ambos os atletas vivem desde a infância e que será representada por eles na passagem da Tocha Olímpica, três dias antes do evento.

“O processo foi muito rico e, de certa forma, surpreendente. À medida em que fomos ‘mergulhando’ na história da família Schmidt Grael, fomos descobrindo grandes feitos e contribuições que eles deram para o esporte nacional. Descobrimos que o amor pela vela é uma história antiga nessa família de campeões, que vem de gerações anteriores ao Lars e ao Torben Grael”, diz Marina Espogeiro, produtora da exposição.

 A escolha da família Grael como homenageada aconteceu pela notória contribuição ao esporte. Os irmãos reúnem sete medalhas – sendo cinco para Torben e duas para Lars. Mas antes disso, seus tios maternos, Axel e Eric Schmidt, além de terem sido os primeiros brasileiros tricampeões mundiais, também foram atletas olímpicos na Cidade do México (1968) e em Munique (1972).

Como se não bastasse, neste ano, Martine e Marco, filhos de Torben, também estão na disputa pela medalha. Ou seja, já são seis membros da família Schmidt Grael a competir em Olimpíadas. “A nova geração já está dando continuidade a essa tradição. Assim, já são três gerações de atletas olímpicos. Isso é um orgulho muito grande, sem dúvida”, declarou Torben.


Família Schmidt Grael. Foto Arquivo pessoal.


E é justamente essa história de ligação familiar tão estreita com a vela o panorama da primeira das três salas da exposição, que, de forma lúdica e interativa, conta ao público a trajetória dos Grael até chegar à sala dedicada às Olimpíadas, onde será possível ver as medalhas que Torben e Lars conquistaram. Torben, um dos maiores medalhistas brasileiros, foi ouro em Atlanta (1996) e Atenas (2004), prata em Los Angeles (1984) e bronze em Seul (1988) e Sydney (2000). Já Lars conquistou duas medalhas de bronze em Seul e em Atlanta.

Além dos depoimentos de grandes atletas – como Robert Scheidt, Gustavo Kuerten, o Guga, e o nadador Gustavo Borges – transmitidos em televisores interativos, o público poderá “brincar de ser campeão”. Isso porque, através de um equipamento de realidade aumentada, um holograma será produzido diretamente no peito de quem quiser tirar uma foto “usando” as medalhas de Torben e Lars. A foto será enviada automaticamente para o e-mail do visitante.

Na sala central, o foco está na relação que os irmãos Grael têm atualmente com a vela. Lars, depois do acidente que resultou na amputação de parte da perna, hoje compete na categoria Star, tendo vencido o campeonato mundial em 2015. Torben disputa regatas oceânicas e já deu a volta ao mundo duas vezes (2005/2006 e 2008/2009). Em 2005 e 2006 ficou em terceiro lugar com a equipe brasileira tripulante do barco Brasil 1 e, em 2008 e 2009, como convidado da equipe sueca Ericsson 4, ficou em primeiro lugar. A sala também mostra o Projeto Grael – que em 2016 completa 18 anos de atividades dedicadas a crianças e jovens da rede pública –, que tem aulas de esportes náuticos e acesso a cursos profissionalizantes.

Já a última sala é dedicada à Baía de Guanabara, considerada berço nacional da vela. Como recurso interativo, a sala vai contar com óculos de realidade virtual, que simulam a sensação de estar velejando: o visitante vislumbra a baía e a vela sob o olhar de Torben, Lars e Martine em um vídeo gravado com uma câmera Go Pro. “É um trabalho muito bem-vindo, que mostra a forte ligação da minha família com o mar e com o esporte. É muito bom poder dividir detalhes do nosso trabalho com o público”, afirma Torben.

“Grael – Amor pelo mar” faz parte do Programa de Cultura Rio 2016 e tem patrocínio dos Correios e da Águas de Niterói. A produtora da mostra também faz questão de lembrar que a mostra guarda, ainda, muitas surpresas para os visitantes. “Esperamos que, com essa exposição, o público tenha um contato mais próximo com o esporte da vela e aprecie os objetos familiares que estarão expostos e que possa curtir um pouco a experiência de velejar, ainda que seja através da tecnologia em realidade virtual. Trata-se de um dos esportes que mais trazem medalhas para o Brasil em Olimpíadas, mas que, infelizmente, ainda é pouco popular”, afirma Luana Pires, também produtora.

O Espaço Cultural Correios Niterói – Palácio dos Correios fica na Avenida Visconde do Rio Branco, 481, no Centro. De 5 de agosto a 24 de setembro. Visitação: de segunda a sábado, das 11h até as 18h (exceto feriados). Entrada franca. Telefone: 2622-3200.

Fonte: O Fluminense



---------------------------------------------------


LEIA TAMBÉM:

"GRAEL - AMOR PELO MAR" - exposição sobre a Família Grael no ESPAÇO CULTURAL CORREIOS, em Niterói
GLOBO ESPORTE: Axel Grael, irmão de Torben e Lars, se divide entre lixo da Baía e torcida pela família









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.