quarta-feira, 7 de outubro de 2015

TRANSOCEÂNICA - Acompanhei o prefeito Rodrigo Neves em visita às obras do Túnel Charitas-Cafubá



Hoje, dirigentes e técnicos da Prefeitura de Niterói e do Consórcio TransOceânica, acompanharam o prefeito Rodrigo Neves na visita às obras de construção do Túnel Luís Antônio Pimentel (Charitas-Cafubá), parte da TransOceânica, que vai oferecer uma moderna opção de mobilidade para a população da Região Oceânica de Niterói e para toda a cidade.

As obras estão avançando dentro do cronograma. A cada detonação, o túnel avança para dentro da rocha cerca de 6 metros. São feitas de duas a três detonações por dia.

A obra ganhará novo impulso a partir de amanhã, quando começa a ser implantado o Canteiro de Obra em Charitas, e a escavação começará também pela outra extremidade das duas galerias, dobrando a velocidade de escavação do túnel.


 


O túnel terá duas galerias, uma em cada sentido, com prioridade para os ônibus do sistema BHLS que terá uma pista exclusiva. Contará ainda com duas pistas para automóveis e uma exclusiva para bicicletas, conectando a malha cicloviária da Regiâo Oceânica, que será implantada atraves do Programa Região Oceânica Sustentável (PRO-SUSTENTÁVEL).

Segundo o cronograma das obras, o túnel estará concluído no segunde semestre de 2016.

Axel Grael
Vice-Prefeito
Niterói


---------------------------------------------



Veja as fotos da visita:


Frente de escavação da galeria de sentido Região Oceânica. As perfurações na rocha mostram a preparação para a coloçaão das cargas de explosivos, para a próxima detonação. Foto Axel Grael

Secretária municipal de Urbanismo e Mobilidade, Verena Andreatta e subsecretário de Mobilidade, Renato Barandier, responsáveis pela concepção e planejamento urbanístico da TransOceânica. Foto Axel Grael

Fundo da galeria já escavada. Foto de Axel Grael

Equipamento de perfuração da rocha, para o assentamento das cargas de explosivos. Foto Axel Grael.

Letícia Mose (do Gabinete da Vice-Prefeitura), Renato Barandier e engenheiro da obra, diante da embocadura de uma das galerias. Fotos de Axel Grael

Uma ideia da maravilhora vista da paisagem da Região Oceânica, que se terá ao sair do túnel. Foto Leonardo Simplicio.

Prefeito Rodrigo Neves e seus acompanhantes entram para a vistoria das obras no interior do túnel. Foto Leonardo Simplício.

Saindo da inspeção às obras. Foto Leonardo Simplício.

Prefeito Rodrigo Neves dá entrevista para a imprensa, ao lado do secretário estadual de Transporte, Carlos Osório. Foto de Leonardo Simplicio.

Da esqerda para a direita, Renato Barandier, engenheiro Lincoln Silveira (coordenador geral das obras), Axel Grael e Verena Andreatta. 

Vista geral do interior da galeria. Foto de Renato Barandier.


Vista geral da área de embocadura das galerias do túnel. Ao fundo, o Parque Natural Municipal de Niterói (PARNIT), criado pelo prefeito Rodrigo Neves em 2014. O PARNIT protege todo o ecossistema do Morro da Viração. Foto Renato Barandier.

----------------------------------------------------



Frente de obras do lado de Charitas começa nesta quinta

Prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, o secretário estadual de Transporte, Carlos Roberto Osório, em visita as obras do túnel Charitas-Cafubá, (TransOceânica)
Foto: Divulgação

TransOceânica: prefeito informa que amanhã serão iniciadas montagem de canteiro de obras e demolição de casas

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, e o secretário estadual de Transporte, Carlos Roberto Osório, em visita as obras do túnel Charitas-Cafubá, (TransOceânica) na manhã desta quarta-feira, anunciaram que serão iniciadas a montagem do canteiro de obras e a demolição de casas desapropriadas no lado de Charitas a partir desta quinta (08).

O prefeito informou que, até a primeira quinzena de novembro, estará concluído o lado direito do trecho 8, que vai da Padaria Versailles até o Engenho do Mato, com o recapeamento da pista, sistema de drenagem e o corredor do BHLS. Após isso, será feito o lado esquerdo.

Ainda na primeira quinzena de novembro, Rodrigo Neves disse serão iniciados os trabalhos do trecho 4, que vai do DPO até a rotatória do Cafubá. Para isso, segundo ele, até o fim de outubro, a macrodrenagem da avenida 6 chegará ao DPO. Essa intervenção, que é fundamental para o começo do trecho 4 da TransOceânica, integra o programa Bairro Melhor que está recuperando ruas no Cafubá.

O prefeito afirmou que, até novembro, cerca de 250 metros do túnel deverá estar perfurados. Ele disse estão sendo feitas três detonações por dia, cada uma perfura de seis a sete metros de rocha. Segundo ele, a meta é que até o segundo semestre do ano que vem, o túnel já esteja todo perfurado.

"O cronograma está sendo cumprido. A obra está seguindo um ritmo ainda mais intenso. Mais do que uma obra viária, a TransOceânica é um projeto de mobilidade, com um BRT mais evoluído, o BHLS. É um sonho que está se concretizando. Tudo isso só foi possível graças ao planejamento e organização das contas públicas que permite continuar com os investimentos e pela parceria com o Estado e o governo federal. A Região Oceânica é uma das regiões mais bonitas de Niterói e do Estado do Rio de Janeiro e vem recebendo grandes investimentos, como o Cisp e obras de infraestrutura", disse.

O prefeito reiterou que está em entendimentos com o governo estadual para ampliar a capacidade de transporte da estação hidroviária de Charitas e que se crie uma tarifa mais acessível. Segundo ele, o entorno do terminal está recebendo investimentos, como a garagem subterrânea.

O secretário Osório afirmou que a obra da TransOceânica é estratégica para o sistema de mobilidade urbana da região metropolitana fluminense.

"Essa obra é estratégica. É um projeto antigo, sonho de muitas décadas. Vai facilitar o deslocamento de moradores da Região Oceânica com a Zona Sul de Niterói bem como a conexão com o Rio de Janeiro. O governo estadual estará sempre presente para ajudar. Faremos estudos para aumentar a capacidade de recepção de passageiros das barcas em Charitas e melhorias na estação da Praça Araribóia. Niterói está tendo um papel exemplar. Está demostrando ao Rio e o Brasil que, quando se tem vontade de fazer, dá para fazer. A TransOceânica é uma prioridade para Niterói e para a região metropolitana", declarou.

A obra

A TransOceânica será uma via expressa de 9,3 quilômetros de extensão, e vai atender diretamente 11 bairros da Região Oceânica de Niterói. A previsão é de transportar cerca de 80 mil pessoas por dia. A primeira etapa é a construção do túnel. A obra completa ficará pronta em 24 meses.

A via contará com ônibus no sistema BHLS (Bus of High Level of Service), o primeiro implantado na América do Sul, equipados com ar-condicionado e com portas de ambos os lados. Pelo sistema, os passageiros poderão embarcar nos veículos em seus próprios bairros. Em seguida, os ônibus entrarão na faixa exclusiva do BHLS.

O ônibus fará o percurso do Engenho do Mato até Charitas em 25 minutos, passando por 13 estações e pelo túnel, que não terá cobrança de pedágio. O corredor viário também contará com ciclovia.

O investimento total da obra é de R$ 310.894.585,00, com recursos do governo federal e da Prefeitura de Niterói.

Fonte: O Fluminense



--------------------------------------------------------


LEIA TAMBÉM:

TRANSOCEÂNICA - Vistoria às obras do novo sistema viário da Estrada Francisco da Cruz Nunes, no Trecho 8
TRANSOCEÂNICA: Previsão de começo da escavação do túnel do lado de Charitas ainda este mês
TRANSOCEÂNICA - Nova frente de trabalho no túnel vai acelerar a obra
TransOceânica: começa a perfuração do túnel Charitas-Cafubá
TRANSOCEÂNICA - Começam as obras do túnel Charitas-Cafubá em Niterói
TRANSOCEÂNICA - COMEÇA A ESCAVAÇÃO DO TÚNEL CHARITAS-CAFUBÁ

Saiba mais sobre a TransOceânica:









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.