quarta-feira, 14 de outubro de 2015

ENERGIA SOLAR representará 4% da potência total no Brasil até 2024




Potencial de uso de energia do sol no Brasil aumentará na próxima década. Atualmente, matriz responde por 0,02% da potência elétrica brasileira

A geração de energia elétrica fotovoltaica, ou seja, pelos raios do sol, alcançará 7 mil megawatts (MW) no Brasil até 2024. Atualmente, a fonte é responsável por 0,02% da potência elétrica do País. Os dados constam no Plano Decenal de Energia Elétrica 2024 (PDE 2024), que está em processo de consulta pública conduzida pelo Ministério de Minas e Energia (MME). Segundo o planejamento para a próxima década, a potência instalada de eletricidade a partir do sol representará quase 4% da potência total brasileira de 2024.

Um significativo potencial de oferta de energia proveniente de recursos renováveis é previsto no período de 10 anos. A participação da fonte solar somada à energia eólica, biomassa e das Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) deve corresponder 28% na matriz de capacidade instalada de energia elétrica em 2024. Atualmente, esse conjunto de fontes corresponde a uma parcela de 17% na mesma matriz. As quatro modalidades deverão alcançar potência instalada próxima de 60 GW, quase três vezes a potência de 2014, com 22 GW.

As hidrelétricas (com exceção das Pequenas Centrais Hidrelétricas, as PCHs) deverão prover 111 GW da matriz elétrica, ou 53% da potência total. Já a fonte eólica, com potência estimada de 24 GW em 2024, deverá representar 11,5% do total e será a segunda maior potência instalada de renováveis, superando os 19 GW previstos para biomassa. Ao somar as outras fontes renováveis, 81% da matriz elétrica de 2024 será composta pela hidroeletricidade e fontes como a eólica, solar, biomassa e as PCHs, segundo o PDE.

Geração distribuída

A estimativa para a expansão da geração de energia elétrica pela modalidade distribuída em diversas fontes, energia gerada pelos próprios consumidores, é de 7% em média ao ano até 2024. Em 2014, a parcela da autoprodução representou cerca de 10% do consumo total de eletricidade do País, ou 52 TWh (terawatt/hora), e passará para quase 13% ao final desse horizonte, ou cerca de 100 TWh.

Há projeção ainda para que a energia solar distribuída, instalada em residências e no comércio, alcance 1,6 TWh em 2024, o que representará 1,6% do total da geração distribuída, ou 0,2% da oferta total de energia elétrica de 2024.

Esse mecanismo de produção é uma das alternativas mais eficientes e objeto de iniciativas do governo para que se amplie. O montante da geração distribuída de 100 TWh em 2024 é equivalente ao recorde da geração de Itaipu, de 98,6 TWh, verificado em 2013.

Fonte original: Portal Brasil com informações do MME

Fonte: Ecodebate


 -----------------------------------------------------

LEIA TAMBÉM:

Atlas Solar do Rio de Janeiro entra em fase final de elaboração

Projeto Grael demonstra uso da tecnologia solar nas escolas
Projeto Grael promove workshop gratuito sobre energia solar
Terraço verde na casa de Axel Grael
Demonstração de barcos solares no ICRJ
Barco solar do Projeto Grael é vice-campeão do Desafio Solar 2009
Lars Grael faz demonstração durante o Mundial de Star do Barco Solar do Projeto Grael

Maior estacionamento gerador de energia solar do país é construído em Niterói
Conheça mais sobre energia solar no Brasil
Uma perspectiva da energia solar na América Latina
El 50% de la potencia eléctrica del planeta será solar en 2050

Saiba mais sobre o legado solar da Copa do Mundo de 2014

ARENA DAS DUNAS: ESTÁDIO PIONEIRO NO SELO NACIONAL DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA
Ricardo Carvalho - Na Copa, exemplos de Estádios que adotam iniciativas sustentáveis
Texto de Paul Clemence: "A Dozen Sustainable Stadiums"
Mineirão é o primeiro estádio da Copa com energia solar
CAMPANHA ORIENTA TURISMO SUSTENTÁVEL NA COPA 2014
É NO BRASIL!!! ARENA PERNAMBUCO RECEBE CERTIFICAÇÃO LEED PRATA DE CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL
Maracanã recebe selo prata de sustentabilidade

Energia solar ganha espaço em prédios públicos de Kansas City
Uma perspectiva da energia solar na América Latina
Conheça mais sobre energia solar no Brasil







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.