quarta-feira, 29 de junho de 2016

NOVO HOSPITAL PEDIÁTRICO GETULINHO SERÁ INAUGURADO NO DIA 1º DE JULHO








Serão 12 leitos divididos de acordo com a classificação de risco amarela, vermelha e observação individual (isolamento). Foto: Alexandre Vieira / Ascom Niterói

Getulinho abre as portas da nova emergência infantil a partir do dia 1º

Seis mil atendimentos deverão ser realizados mensalmente na unidade do Fonseca

O atendimento médico de emergência pediátrica do Hospital Getúlio Vargas Filho, no Fonseca, em Niterói, começa a funcionar no próxima sexta-feira (1º), segundo a Prefeitura. As obras estão previstas para entrega na quinta-feira (30) quando o local passará por procedimentos de assepsia, transferência de pacientes e de equipamentos, estando apto para início do funcionamento.

"Desde o primeiro dia de nosso governo reabrimos a antiga emergência do Getulinho, que já atendeu milhares de crianças nestes três anos e meio. Estamos avançando mais ainda, com a construção e entrega de uma moderna emergência pediátrica, que será uma referência na área. O Getulinho é uma das melhores sínteses de nossa gestão: olhamos por todos e por toda a cidade, mas especialmente pelos mais frágeis – crianças e famílias que mais precisam da atenção da saúde pública", disse o prefeito Rodrigo Neves.


Atendimento médico de emergência pediátrica começa a funcionar a partir do dia 1º de julho. Foto: Alexandre Vieira / Ascom Niterói

Segundo a Prefeitura, a emergência do Getulinho foi fechada em 2011 e reaberta em janeiro de 2013. Em um primeiro momento, a assistência médica aconteceu em um hospital de campanha, que realizou 25 mil atendimentos em quase cinco meses. Depois, o atendimento passou para a emergência provisória, que realizou todos os serviços de urgência e emergência durante a construção da nova unidade. Mais de 400 mil atendimentos foram realizados no local.

O Executivo estima que a nova emergência tem previsão de atender seis mil pacientes por mês. Foram investidos R$ 20 milhões na reforma, ampliação e compra de mobiliário e equipamentos para a unidade, que terá 12 leitos, divididos de acordo com a classificação de risco amarela, vermelha e observação individual (isolamento).

A emergência contará com duas salas de espera, sendo uma para recepção e outra para espera do atendimento médico, dois consultórios para classificação de risco, quatro consultórios médicos, sala de medicação e inalação, sala de sutura, sala de curativo, sala de raios X, sala de estar para acompanhantes, sala de atendimento familiar, além de duas salas de apoio técnico e administrativo e duas salas de repouso para plantonistas.

O espaço foi planejado seguindo as normas de acessibilidade, com banheiros adaptados para portadores de necessidades especiais e elevador. São 2.500 metros quadrados de área construída.

Fonte: O Fluminense









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.