segunda-feira, 20 de junho de 2016

INEA DESENVOLVE PLANTIO DE MUDAS DE MANGUEZAIS NA LAGOA DE ITAIPU



Enquanto voluntários plantavam novas mudas, já era possível observar o resultado da última ação: algumas já brotavam. Foto: Marcelo Feitosa


Raiana Collier

Ação de replantio pretende recuperar a flora perdida na região

Um grupo de pessoas se reuniu na manhã deste sábado (18) no mangue de Itaipu, na Região Oceânica de Niterói, para uma ação de plantio e retirada de lixo da vegetação da região. Essa é a terceira vez que a ação acontece no local, com participação de moradores de Niterói e apoio do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Foram plantadas cerca de mil mudas com objetivo de recuperar a flora local.

O grupo se reuniu em frente ao Trevo de Itacoatiara por volta das 9h e seguiu para a faixa do mangue. Por lá já era possível ver um pouco do resultado do trabalho feito na última ação. Algumas mudas já começavam a brotar. “Essa ação desperta nas pessoas a consciência sobre a importância de ter um meio ambiente mais saudável. Como essa é a terceira vez que fazemos esse tipo de ação, o objetivo é que as pessoas acompanhem o desenvolvimento da vegetação e vejam o resultado de seu trabalho”, pontua Luiz.

A gestora ambiental Luiza Faresin, de 25 anos, é uma das pessoas que já marcaram presença outras vezes na ação de plantio. “Vim porque, para mim, essa ação envolve inúmeros conceitos. Sou ambientalista de formação, e tenho essa noção da importância de preservar o meio ambiente. Tenho essa necessidade de botar a mão na terra”, conta.

O cuidado com o mangue de Itaipu afeta também a comunidade pesqueira da Região Oceânica. Cada hectare recuperado equivale a sobrevivência de cerca de uma tonelada de peixe por ano. O projeto já existe há quatro anos e é coordenado pelo biólogo marinho Luiz Gonzaga, que desenvolve atividades voluntárias junto da Associação de Moradores e Amigos do Maravista com apoio do Parque Estadual da Serra da Tiririca e do Inea.

Fonte: O Fluminense








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.