segunda-feira, 13 de junho de 2016

MUDANÇAS CLIMÁTICAS - El Niño elevou concentração de gás do efeito estufa a nível recorde em 2016




Incêndio florestal na Espanha: aumento da concentração de CO2 baterá recordes em 2016 - ALBERT GEA / REUTERS



Fenômeno aqueceu ecossistemas tropicais e deixou florestas vulneráveis a incêndios

RIO — O fenômeno El Niño aumentou este ano a emissão de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera, de acordo com um estudo publicado esta semana na revista “Nature Climate Change”. Por isso, 2016 terminará como o primeiro ano em que a concentração do gás será superior a 400 partes por milhão (ppm) durante todo o ano no icônico vulcão haviano Mauna Loa.

— A concentração de CO2 devido à ação humana está aumentando a cada ano, mas desta vez o El Niño deu um empurrão. Os ecossistemas tropicais estão mais quentes e secos, reduzindo sua absorção de carbono e aumentando os incêndios florestais — comenta Richard Betts, autor principal do estudo, membro do Met Office e da Universidade de Exeter, no Reino Unido. — Como as emissões humanas são agora 25% maiores do que na última grande manifestação do El Niño, entre 1997 e 1998, isso levou desta vez a aumento recorde de CO2.

A tendência de aumento das emissões de gás de efeito estufa em Mauna Loa começou a ser estudada desde 1958 pelo climatologista americano Charles David Keeling. Suas primeiras medidas registraram em torno de 315ppm de dióxido de carbono. Sessenta anos mais tarde, o índice tem aumentado, em média, a uma taxa anual de 2,1ppm. Agora, usando um modelo de previsão climática que também ressalta a previsão das temperaturas do mar, os cientistas previram com sucesso que a concentração máxima de CO2 no mar no local este ano ocorreu no mês passado, quando chegou a 407ppm.

Atualmente o CO2 em Mauna Loa está acima de 400ppm, mas esperava-se que ela estaria abaixo desta marca em setembro. No entanto, devido ao impacto prolongado do El Niño, Betts acredita que o índice não diminuirá na velocidade esperada.

Fonte: O Globo



-----------------------------------------------------


LEIA TAMBÉM:

Queimadas: mitos e verdades

America Latina tem grande vulnerabilidade ao aquecimento climático. Custos econômicos podem alcançar entre 1,5 e 5% do PIB regional em 2050

El Niño

El Niño atual é o segundo mais forte em 66 anos
DEFESA CIVIL - El Niño deixará verão mais quente e chuvoso no Rio
BRASIL ESTÁ MAIS INFLAMÁVEL
Brasil deve esquentar pelo menos 3°C até 2100
Rio tem recorde de focos de queimada em 2014 devido à onda de calor
AQUECIMENTO GLOBAL: 2014 foi o ano mais quente já registrado. Veja a dimensão do problema


Niterói Contra as Queimadas

NITERÓI CONTRA AS QUEIMADAS: queimadas no RJ diminuíram em 2015, mas Niterói teve elevado número de focos
TECNOLOGIA PARA EVITAR TRAGÉDIAS - cooperação UFF e Defesa Civil de Niterói 


PREVENÇÃO E OCORRÊNCIA DE QUEIMADAS EM NITERÓI

NITERÓI CONTRA AS QUEIMADAS - Acordo permite que Niterói remunere bombeiros para atuar na prevenção e reposta a incêndios em vegetação na cidade
AUMENTA O RISCO DE INCÊNDIO EM VEGETAÇÃO EM NITERÓI - Colabore fazendo a sua parte. Evite o fogo, não solte balões e tome cuidado com fogos de artifício!
NITERÓI CONTRA QUEIMADAS - Experiência da Defesa Civil de Niterói na prevenção e combate às queimadas é premiada
NITERÓI CONTRA AS QUEIMADAS - Niterói forma primeira turma do curso de Defesa Civil contra queimadas em vegetação
NITERÓI CONTRA QUEIMADAS - Defesa Civil de Niterói forma a primeira turma de voluntários para o combate a incêndio em vegetação
NITERÓI CONTRA AS QUEIMADAS - saiba mais detalhes técnicos sobre o programa anunciado pela Prefeitura de Niterói
NITERÓI CONTRA QUEIMADAS: Bombeiros firmam parceria com Prefeitura de Niterói
NITERÓI CONTRA QUEIMADAS - Prefeitura de Niterói lança programa de combate às queimadas




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.