domingo, 19 de junho de 2016

MARINHA DIVULGA CRITÉRIOS DE INTERDIÇÃO À NAVEGAÇÃO NA BAÍA DE GUANABARA DURANTES OS JOGOS OLÍMPICOS E PARALÍMPICOS



Foto Revista Veja.


COMENTÁRIO DE AXEL GRAEL:

A Federação de Vela do Estado do Rio de Janeiro (FEVERJ) distribuiu aos clubes membros um comunicado encaminhado pela Capitania dos Portos informando sobre os procedimentos de interdição à navegação na Guanabara durante as provas olímpicas de vela.

Conforme pode ser verificado na mensagem (vide abaixo), estão mantidos canais para o trajeto das linhas de transporte hidroviário de passageiros e são estabelecidas áreas de fundeio para navios.

A mensagem também se refere à "interdição do tráfego marítimo" (item b)" ao Sul da Ponte Rio-Niterói até as proximidades da Ilha Rasa". Mas, no item c), a Capitania dos Portos afirma que "Serão publicados Avisos aos Navegantes com as restrições acima mencionadas".

Portanto, a Marinha ainda esclarecerá sobre a abrangência da interdição, mas entende-se, pelo o que já foi divulgado, que nenhuma embarcação poderá deixar os iate clubes, as áreas de fundeio de embarcações de pesca e qualquer outra localidade contida no espelho d'água da Baía de Guanabara ao sul da Ponte Rio-Niterói.

As regatas olímpicas são o maior e mais importante evento esportivo já realizado na Baía de Guanabara e dificilmente outro evento como este será visto por aqui por muitos anos, ou até algumas gerações. Devido à sua magnitude e à conjuntura mundial, entende-se o enorme aparato de segurança e os cuidados com a segurança dos atletas participantes. Mas, caso se confirme, parece-nos uma medida extremamente restritiva e até exagerada. Não será possível sequer navegar nas enseada de Jurujuba e Botafogo?

Outra coisa chama a atenção. Há poucos anos, várias regras do esporte foram modificadas alegando-se que a vela olímpica precisava ser mais atraente ao público. Como entender esta preocupação e verificar a tentativa de impedir qualquer presença de embarcações de expectadores próximo às raias?

Já tivemos grandes eventos da vela na Baía de Guanabara, como a Regata de Volta ao Mundo, quando um grande número de expectadores acompanhou a tripulação do Brasil 1, de Torben Grael, competir dentro da Baía. Foi um evento inesquecível, que reuniu centenas de embarcações de expectadores e um público de milhares de pessoas ao longo da orla da Baía, no Rio e em Niterói. Tudo ocorreu sem problemas e estava de acordo com o que os dirigentes internacionais da vela pretendem: atrair a atenção do público.

Teremos os melhores velejadores do mundo na Baía de Guanabara e várias tripulações brasileiras com chances reais de conquistar medalhas em casa e teremos que assistir pela televisão?

Axel Grael



------------------------------------------------------

Reproduzimos abaixo o texto recebido por e-mail:

------------------------------------------------------


Senhores, boa tarde.

Participo a interdição que ocorrerá na Baia de Guanabara durante as Olimpíadas Rio 2016. A área a ser interditada é do sul da Ponte Pres. Costa e Silva (Rio-Niterói) até as proximidades da Ilha Rasa:

Em virtude dos Jogos Olímpicos (JO) e Paralímpicos (JPO) RIO2016, cujas atividades de vela ocorrerão na Baía de Guanabara, entre 24 de julho e 21 de agosto e de 31 de agosto a 18 de setembro de 2016, respectivamente, serão necessárias algumas interdições ao sul da Ponte Rio-Niterói, a fim de
garantir a segurança da navegação e contribuir para o ordenamento do espaço aquaviário. Estão previstas aproximadamente 700 (setecentas) embarcações navegando nas raias durante o evento.

"Estão previstas aproximadamente 700 (setecentas) embarcações navegando nas raias durante o evento".


Em virtude da experiência positiva nos Eventos Testes de 2014 e 2015, que resultaram na manutenção das atividades do porto em paralelo ao atendimento dos requisitos técnicos para a realização das regatas, solicitados pelo Comitê Organizador dos Jogos, encaminho um resumo sobre as áreas e horários dos eventos, que também atenderão aos parâmetros apresentados pela Polícia
Federal e Autoridade Portuária para a presença e segurança das Autoridades de Estado e atletas envolvidos:

a) Coordenadas das raias:

1 - Raia Pão de Açúcar (diâmetro 0,9nm) Lat 22º 55' 55,6"S, Long 043º 09'
37,7"W
2 - Raia Escola Naval (diâmetro 1.1nm) Lat 22º 55' 14,4"S, Long 043º 08'
50,2"W
3 - Raia Aeroporto (diâmetro 0,8nm) Lat 22º 54' 18"S, Long 043º 08' 57.59W
4 - Raia Ponte (diâmetro1,2nm) Lat 22º 53' 03,1"S, Long 043º 09' 08,9"W
5 - Raia Copacabana (diâmetro 1,2nm) Lat 22º 58' 33"S, Long 043º 08' 17,2"W
6 - Raia Niterói (diâmetro 1,5nm) Lat 22º 58' 37,1"S, Long 043º 06' 24,5"W
7 - Raia Pai (diâmetro 1.2nm) Lat 22º 59' 58"S, Long 043º 07' 23,3"W

b) Interdições ao tráfego marítimo:
De 24/JUL a 07/AGO (Treinamento Oficial) e 08 a 19/AGO
(Competições) - de 11h às 18:00h: interdição ao Sul da Ponte Rio-Niterói até as proximidades da Ilha Rasa.
De 31/AGO a 11/SET (Treinamento Oficial) e 12 a 17/SET
(Competições) - de 11h às 18:00h: interdição ao Sul do través da Cabeceira nº 02 (Norte) do Aeroporto Santos Dumont até as proximidades da Ilha Rasa.

c) Serão publicados Avisos aos Navegantes com as restrições acima mencionadas.

d) Áreas para Fundeio dos Navios de Estado:

Área Navio de Estado (NE -1) ( dentro do Fundeadouro nº4): Para navios com LOA até 110m, H até 7 m e no máximo dois navios:
1A - LAT 22º52'44,99"S LONG 043º 09' 53,40"W;e
1B - LAT 22º52'39,59"S LONG 043º 10' 01,80"W.

Área NE-2 (próximo a ponta de Santa Cruz): Para navio até 110m, H até 7 m e no máximo um navio:
2 - LAT 22º55'51,11"S LONG 043º 07' 45,20"W.

Área NE-3 (próximo a ponta de Santa Cruz): Para navio até 110m, H até 7 m e no máximo um navio:
3 - LAT 22º56'04,13"S LONG 043º 07' 51,14"W.
Área NE-4 (próximo Ilhas Pai e Mãe): Para navios até 110m, H até 7 m e no máximo quatro navios:
4A - LAT 22º58'23,40"S LONG 043º 04' 56,39"W;
4B - LAT 22º58'24,60"S LONG 043º 04' 30"W;
4C - LAT 22º58'48,59"S LONG 043º 04' 58,79"W;e
4D - LAT 22º58'50,40"S LONG 043º 04' 29,39"W.

Área NE-5 ( dentro do Fundeadouro nº3): Para navios com LOA até 110m, H até 5,2 m (áreas A a D) e LOA até 80m, H até 5,2 m (área E):
5A - LAT 22º52'35,40"S LONG 043º 11' 04,19"W;
5B - LAT 22º52'47,99"S LONG 043º 10' 58,20"W;
5C - LAT 22º52'37,80"S LONG 043º 10' 51,59"W;
5D - LAT 22º52'44,40"S LONG 043º 10' 40,79"W;e
5E - LAT 22º52'36,11"S LONG 043º 10' 33,60"W.

Área NE-6 (Urca): Para navios com LOA até 80m, H até 5,20 m e no máximo um navio:
6 - LAT 22º56'30,84"S LONG 043º 10' 02,70"W.

e) Canal que as Barcas deverão cumprir durante os Jogos Olímpicos RIO2016:

*Coordenadas Geográficas do Trajeto Rio - Cocotá / Paquetá*

WTP. Nº 01:
22º 54' 10" S
043º 10' 16.45" W
WTP. Nº 08
22º 53' 51" S
043º 09' 30" W
WTP. Nº 09
22º 53' 18.8" S
043º 09' 55.8"W
WTP. Nº 10
22º 52' 48" S
043º 09' 50" W
WTP. Nº 11
22º 52' 19" S
043º 09' 27" W
WTP. Nº 12
22º 52' 09.6" S
043º 09' 27" W


*Coordenadas Geográficas do Trajeto Rio - Charitas*

WPT. Nº 1
22º 54' 10" S
043º 10' 16,45" W
WPT. Nº 2
22º 53' 45" S
043º 09' 14" W
WPT. Nº 3
22º 53' 39.6" S
043º 08' 37.2" W
WPT. Nº 5
22º 54' 38.4" S
043º 08' 15" W
WPT. Nº 6
22º 55' 4.8" S
043º 07' 3" W
WPT. Nº 7
22º 55' 45.6" S
043º 05' 55.2" W

*Coordenadas Geográficas do Trajeto Rio - Niterói*
WPT. Nº 1
22º 54' 7.2" S
043º 10' 18" W
WPT. Nº 2
22º 53' 43.2" S
043º 09' 13.2" W
WPT. Nº 3
22º 53' 39.6" S
043º 08' 37.2" W
WPT. Nº 4
22º 53.60' 36" S
043º 07' 29.4" W


f) Desvio das Barcas para os Jogos Paralímpicos RIO2016:
*Coordenadas Geográficas do Trajeto Rio - Charitas*
WPT. Nº 1
22º 54' 7.2" S
043º 10' 18" W
WPT. Nº 2
22º 54' 14.58" S
043º 08' 43.37" W
WPT. Nº 3
22º 55' 02.42" S
043º 07' 50.15" W
WPT. Nº 4
22º 55' 06.82" S
043º 07' 04.30" W
WPT. Nº 5
22º 55' 46.35" S
043º 05' 55.27" W
WPT. Nº 6
22º 55' 45.6" S
043º 05' 55.2" W

Dessa forma, temos a certeza que continuaremos contando com as mesmas atitudes colaborativas e alto nível de profissionalismo observados durante os eventos testes em 2014 e 2015, que possibilitaram o nível adequado de segurança da navegação e de ordenamento do espaço aquaviário, aspectos reconhecidos pela comunidade marítima internacional, pela organização desses eventos náuticos e pelos atletas que utilizaram as nossas águas nas atividades preparatórias para os JO e JPO Rio 2016.


Respeitosamente,

Gustavo Seco
Primeiro-Tenente (RM2-T)
Ajudante da Seção de Obras, Amadores e Controle do Tráfego.
(21) 2104-5316, (21) 98218-6968, (21) 2104-5480


Acesse também: Rio Yacht Club








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.