sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

NITERÓI RUMO À UNIVERSALIZAÇÃO DO SANEAMENTO - Estação de Tratamento de Esgoto de Maria Paula será inaugurada dia 8


Empreendimento inicia sua operação que visa beneficiar cerce de 40 mil habitantes dos bairros de Maria Paula, Rio do Ouro, Vila Progresso e Muriqui.
Foto: Marcelo Feitosa

Empreendimento inicia sua operação que visa beneficiar cerce de 40 mil habitantes

A inauguração das obras da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Maria Paula, acontece na manhã da próxima terça-feira. Após 14 meses de construção, o empreendimento inicia sua operação que visa beneficiar cerce de 40 mil habitantes dos bairros de Maria Paula, Rio do Ouro, Vila Progresso e Muriqui.

Ao todo a concessionária Águas de Niterói, investiu aproximadamente R$ 35 milhões no projeto que terá capacidade para tratar 60 litros de esgoto por segundo.

A ETE de Maria Paula será a primeira de três unidades que atenderão por completo a Região de Pendotiba até o fim de 2018. A expectativa é que cem mil moradores sejam favorecidos, através da construção das unidades da ETE do Badu e da ETE do Sapê. As obras dos próximos investimentos devem iniciar no primeiro semestre do ano que vem e a previsão de término da construção de todo o sistema é de três anos.

Durante o período das obras, o superintendente da Águas de Niterói, Nelson Gomes, informou que o valor da construção das unidades gira em torno de R$ 120 milhões, uma vez que o sistema agrega toda a rede de tubulação e estações elevatórias. Ainda segundo Gomez, a empresa deve iniciar um trabalho de panfletagem ao longo do mês de dezembro com o intuito de integrar o sistema de esgoto dos habitantes das regiões contempladas ao processo de coleta da nova rede de tratamento.

Além disso, para garantir a adequação do sistema será instalado um Tubo de Inspeção e Limpeza (TIL) na frente da casa dos moradores para que a mudança da conexão das redes seja facilitada.

Por isso, a concessionária irá inspecionar todos os imóveis atendidos pela Estação de Tratamento de Esgoto com a intenção de verificar qual ponto o esgoto alcança a rua. Dessa forma, o TIL poderá ser instalado com extrema proximidade, diminuindo o custo da obra de adequação para a população.

De acordo com o superintendente, a Águas de Niterói conta o apoio do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) para regularizar a adequação do sistema, por meio do projeto Se Liga. O programa, que emite uma notificação para que os proprietários de imóveis se regularizem em até 60 dias, será levado para a região e a expectativa é que até o mês de fevereiro todos os domicílios estejam ligados à rede.

Para o prefeito Rodrigo Neves, a nova estação representa um avanço para a cidade e mais qualidade de vida para o cidadão, visto que através da implantação Niterói atingirá 96% de cobertura da rede coletora de tratamento de esgoto, o que configura o maior percentual de alcance do Estado e um dos maiores do Brasil.

Fonte: O Fluminense


---------------------------------------------------

LEIA TAMBÉM:

INFRAESTRUTURA AVANÇA EM NITERÓI - Prefeitura realiza simultaneamente 18 obras por diversos bairros de Niterói

Saneamento em Niterói

NITEROI AVANÇA PARA UNIVERSALIZAÇÃO DO SANEAMENTO: Visita às obras da ETE Maria Paula 
NITERÓI AVANÇA PARA SEXTO LUGAR NO RANKING NACIONAL DO SANEAMENTO
REGIÃO METROPOLITANA DO RIO: Niterói e Baixada contrastam em mapa da desigualdade no Rio
ECOCULTURAL - PARCERIA ENTRE A PREFEITURA DE NITERÓI E O INEA: Projeto em Niterói conscientiza sobre descarte de lixo
NITERÓI É DESTAQUE EM SANEAMENTO
Niterói é destaque em evento de saneamento em São Paulo
NITERÓI AVANÇA PARA SEXTO LUGAR NO RANKING NACIONAL DO SANEAMENTO
Capivaras na Baía de Guanabara, em Niterói
NITERÓI NO JORNAL NACIONAL: bons resultados na prevenção ao desperdício de água
CRISE DA ÁGUA - RJTV dá destaque à experiência de Niterói com políticas para a economia de água
Nascentes de Niterói estão sendo mapeadas
Ilha da Conceição ganha sistema de coleta de esgoto sanitário
PROGRAMA REGIÃO OCEÂNICA SUSTENTÁVEL (PRO-SUSTENTÁVEL): Aprovada a liberação de R$ 250 milhões para Niterói
Pelo menos 450 imóveis de Niterói não estão ligados ao sistema coletor de esgoto
SANEAMENTO EM NITERÓI CONTINUA AVANÇANDO: Começam obras de implantação da ETE Maria Paula
Matéria de O Globo dá destaque ao saneamento em Niterói
AVANÇA O SANEAMENTO EM NITERÓI: Ilha da Conceição terá 100% de água e esgoto tratados
Niterói terá 100% de esgoto tratado até 2018 - Plano de Saneamento Ambiental investirá R$ 120 milhões
Município vai receber investimentos de R$ 120 milhões em saneamento básico até 2017
Niterói é a cidade que mais protege a Baía de Guanabara
Aterro de Seropédica passa a descontaminar o material poluente
Reunião entre Prefeitura e Inea sela fim de despejo de chorume em estação de tratamento de Niterói

Saneamento

Projeto Grael divulga relatório para contribuir para a solução do lixo flutuante na Baía de Guanabara
O saneamento e o desenvolvimento econômico - Estudo destaca benefícios com a expansão do saneamento no Brasil
SANEAMENTO - POLUIÇÃO CONDENA A MORTE 70 DOS 77 RIOS E CANAIS DO RIO
Esgoto despejado todo dia na Baía de Guanabara encheria 185 piscinas olímpicas
Especialistas explicam como outros países conseguiram despoluir suas baías

Outras ações importantes de Niterói para o saneamento e a despoluição dos corpos hídricos

PRO-SUSTENTÁVEL - Piratininga terá ações contra poluição

Crise da Água

Audiência Pública no Legislativo Municipal debateu os problemas do manancial de abastecimento de água para Niterói






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.