segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

MEDALHISTAS OLÍMPICOS DA VELA SERÃO PADRINHOS DOS VELEJADORES QUE VÃO DISPUTAR OS JOGOS RIO 2016


Equipe Brasileira de Vela. Foto Fred Hoffmann/CBVela

Equipe Brasileira de Vela com os padrinhos. Foto Fred Hoffmann/CBVela


CBVela apresenta a Equipe Brasileira para a Olimpíada e presta homenagem aos atletas que conquistaram medalhas na história do evento esportivo

No Dia do Atleta e diante da Tocha Olímpica, a Confederação Brasileira de Vela (CBVela) apresentou oficialmente nesta segunda-feira (dia 21) a Equipe Brasileira de Vela que irá disputar os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. No evento apoiado pelo Bradesco, patrocinador oficial da CBVela, realizado no mirante do Morro da Urca, com a Baía de Guanabara ao fundo, a entidade aproveitou para homenagear os medalhistas olímpicos da vela brasileira e anunciar que todos eles serão padrinhos dos 15 velejadores classificados para a Rio 2016.

“Esse evento é uma grande celebração do excelente ano da Equipe Brasileira, o esforço que fizeram para chegar onde estão. A celebração de um time que lutou contra concorrentes poderosos. Ao mesmo tempo é uma homenagem a todos que nos ajudaram a chegar até aqui. Os medalhistas olímpicos, atletas que transformaram a vela no esporte mais vitorioso de todos os tempos do Brasil”, afirmou o presidente da CBVela, Marco Aurélio de Sá Ribeiro.

Em um dia histórico para a vela brasileira, os medalhistas olímpicos receberam da CBVela um troféu em homenagem às conquistas olímpicas. Os homenageados levaram suas medalhas, que ficaram expostas durante todo o evento. Já os atletas classificados para os Jogos Olímpicos Rio 2016 ganharam um diploma com a convocação para o evento esportivo.


As medalhas olímpicas conquistadas pelo Brasil na Vela. Foto Fred Hoffmann/CBVela

Numa ação inédita na história da vela nacional, a CBVela decidiu tornar os medalhistas olímpicos padrinhos dos velejadores que terão a importante missão de representar o país na primeira edição dos Jogos Olímpicos na América do Sul e, mais importante ainda, no Brasil. Donos da primeira medalha de ouro olímpica da vela brasileira, Alex Welter e Lars Bjorkström serão os padrinhos de Robert Scheidt, maior medalhista olímpico brasileiro, com cinco láureas, sendo duas de ouro.

Ronaldo Senfft foi selecionado para ser o padrinho de Fernanda Decnop, da Laser Radial. Eduardo Penido e Kiko Pelicano serão os padrinhos de Henrique Haddad e Bruno Bethlem, velejadores da classe 470 masculina. Coordenador técnico da CBVela, Torben Grael, ao lado de Nelson Falcão, será o padrinho do filho Marco Grael e de Gabriel Borges, dupla da 49er.

Lars Grael e Clinio de Freitas serão os padrinhos de Samuel Albrecht e Isabel Swan, atletas que vão competir na classe estreante em Jogos Olímpicos Nacra 17. Bicampeão olímpico, Marcelo Ferreira será o padrinho de Ricardo Winicki, o Bimba, da RS:X masculina, enquanto Marcos Soares foi escolhido para apadrinhar Patricia Freitas, da RS:X feminina.




Antigo rival e parceiro de treino de Jorge Zarif na classe Finn, Bruno Prada, ao lado de Peter Ficker, será o padrinho do pupilo. Os veteranos Reinaldo Conrad e Burkhard Cordes foram escolhidos para serem padrinhos de Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan, da 470 feminina. E novamente Torben e seu irmão Lars, acompanhados de Daniel Adler, serão os padrinhos de Martine Grael e Kahena Kunze, que estreiam em Jogos Olímpicos, assim como a classe, a 49erFX.

“É um evento de grande importância histórica para a vela brasileira. É um esporte que temos o orgulho das 17 medalhas conquistadas. Mas muitas vezes a geração atual teve sequer contato com quem abriu o caminho e construiu esta credibilidade para que eles tivessem o grande apoio de hoje em dia. Este encontro entre passado, presente e futuro tem como grande apelo a inspiração. Quem deu certo lá atrás, contrariando a lógica, a falta de apoio, vai trazer conhecimento e uma bagagem de experiência importante para os nossos velejadores”,disse Lars Grael.

A EQUIPE BRASILEIRA DE VELA NA RIO 2016
Laser: Robert Scheidt
Laser Radial: Fernanda Decnop
49er: Marco Grael e Gabriel Borges
49erFX: Martine Grael e Kahena Kunze
Finn: Jorge Zarif
470 feminina: Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan
470 masculina: Henrique Haddad e Bruno Bethlem
Nacra 17: Samuel Albrecht e Isabel Swan
RS:X feminina: Patricia Freitas
RS:X masculina: Ricardo Winicki, o Bimba

Fonte: CBVela







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.