sexta-feira, 23 de setembro de 2016

POLUIÇÃO DO AR: Secretaria Estadual do Ambiente lança 2º Inventário de Emissões Veiculares






Segundo o documento, houve uma redução de até 90% das emissões atmosféricas

Em comemoração ao Dia Mundial Sem Carro, a Secretaria do Ambiente lançou o 2º Inventário de Emissões Veiculares da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. O documento traz resultados expressivos: houve uma redução de até 90% das emissões atmosféricas contempladas no 1º inventário, publicado em 2004. Também foi lançada a base de dados referentes ao monitoramento da qualidade do ar da última década, que ficará disponível no portal do Inea: www.inea.rj.gov.br.

Passada mais de uma década da primeira publicação, durante a qual foram aplicadas diversas medidas de controle de emissões veiculares, tanto em âmbito nacional quanto estadual, as emissões estimadas foram reduzidas em aproximadamente 90% para monóxido de carbono (CO) e 75% para os óxidos de nitrogênio (NOx). Em relação ao somatório das emissões estimadas em 2004 e 2016, a redução alcançou 90% mesmo com a ampliação de 186 para 1.233 de vias inventariadas e da frota (de 885.716 para 1.352.561) consideradas no estudo.

Para se chegar a esse percentual, o Governo do Estado intensificou as vistorias sobre os veículos; aprimorou o Programa de Inspeção e Manutenção de Veículos em Uso, executado em parceria entre o Inea e o Detran; melhorou o programa Procon Fumaça Preta, que intensificou o controle dos veículos pesados que trafegam no estado e incentivou o uso do Gás Natural Veicular (GNV).

Em âmbito nacional, as medidas adotadas foram: uso de biocombustíveis como o etanol e o aumento do percentual do biodiesel no diesel; melhora na qualidade dos combustíveis comercializados; e fabricação de veículos com rigorosos sistemas de controle de emissões.

– O inventário de emissão veicular é uma das ferramentas mais úteis na gestão do controle da poluição atmosférica. Por meio do levantamento das emissões de poluentes emitidos pela frota de veículos automotores de uma região, o inventário permite a elaboração de diagnósticos que norteiam e reforçam as ações governamentais preventivas e corretivas e também contribuem para o desenvolvimento de ações pontuais de controle – disse o secretário do Ambiente, André Corrêa.

Metodologia inovadora

O inventário traz uma metodologia inovadora de cálculos de emissões de fontes móveis, adotada na nota técnica do 2º Inventário Nacional de Emissões Rodoviárias, publicado pelo Ministério do Meio Ambiente em 2014.

Fonte: Governo do RJ






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.