sexta-feira, 2 de setembro de 2016

MAC CELEBRA SEUS 20 ANOS COM TRÊS EXPOSIÇÕES





Três exposições que serão inauguradas no próximo sábado, dia 3, marcam a celebração dos 20 anos do Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC), comemorados neste mês de setembro.

Uma delas é a videoinstalação "Ten Thousand Waves", do multiartista inglês Isaac Julien, que conversará com os visitantes do museu no dia da abertura da exposição, a partir das 15h.

"Baía de Guanabara: Águas e Vidas Escondidas" e "Ephemera: Diálogos Entre-Vistas" completam a programação especial de aniversário do museu. As mostras poderão ser visitadas até 23 de outubro.

Com curadoria de Luiz Guilherme Vergara, as exposições seguem os conceitos curatoriais do programa MAC+20: colaborações com artistas nacionais e internacionais, relação e integração do museu com paisagem, e ressaltar a importância histórica da coleção MAC-Sattamini.

No dia de lançamento das exposições, haverá também várias atividades na praça do museu, a partir das 10h. Entre as atrações estão a obra inflável "Água", da artista plástica carioca Suzana Queiroga, além de foodbikes.

Tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em abril deste ano, o MAC Niterói foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer (1907-2012). A obra se inspira na paisagem da Baía de Guanabara e, com sua forma futurista, promove um diálogo contínuo por meio de exposições entre a arte e a sociedade.


Sobre as exposições

- Ten Thousand Waves (2010), de Isaac Julien


Foto Divulgação
 
Foto Axel Grael
 


Curadoria de Luiz Guilherme Vergara

Na instalação, o artista dialoga com a arquitetura de Niemeyer, criando uma visualização fluída desde o interior do museu. Por ser no Salão Principal, faz parte do núcleo central do "Programa Baía de Guanabara: águas e vidas escondidas". A obra – uma vídeo-instalação composta por nove telas de exibição de ‘Ten Thousand Waves’ – foi inspirada na tragédia da Baía de Morecambe, na Inglaterra, onde mais de 20 catadores de mariscos ilegalmente vindos da China morreram afogados. No filme, Julien resgata a memória da deusa chinesa Mazu, antiga protetora dos pescadores e mares.





- Baía de Guanabara: Águas e Vidas Escondidas - Saiba mais

Curadoria de Luiz Guilherme Vergara

Em agosto, foi aberta a parte I desta exposição, na varanda, com obras de Katie Van Scerpenberg; Gabriela Bandeira e Rodrigo Freitas; Nuno Sacramento; Ignês Albuquerque e Priscila Grimberg; Fernando Moraes; Lia do Rio e Enrique Banfi; Coletivo Re Aphrodite; além de obras de Nelson Leirner e das artistas francesas Aurelien Gamboni e Sandrine Teixido. Agora, no dia 3 de setembro, será aberta a parte II desta mesma mostra, com obras de Mercedes Lachmann; Lívia Moura; Rodrigo Braga; Ronald Duarte; Regina de Paula; Paulo Paes e Adriana Varejão.

O MAC, desta forma, assume a vocação intuitiva da arquitetura aberta de Niemeyer para experiências de processos artísticos e ambientais, que atravessam a apreciação da paisagem para assumirem o compromisso com o meio ambiente.

- Ephemera: Diálogos Entre-Vistas - Saiba mais




Curadoria de Luiz Guilherme Vergara

Uma exposição de longa duração, que busca o diálogo permanente com as demais mostras em cartaz. Aborda a Coleção MAC Sattamini com o sentido da constante atualização de significados e leituras de cada obra quando exposta aos atravessamentos dos olhares de cada um, seu contexto, época e geração. Assim, é proposto a cada visitante para entre-ver a arte não em objetos isolados, mas a partir de si próprio no caminhar como leitor móvel, personagem e passageiro desta nave de ressonâncias e espelhos da vida e mundo contemporâneo. Artistas: Angela Freiberger, Anna Bella Geiger, Antonio Manuel, Artur Barrio, Cildo Meireles, Cristina Salgado, Cybele Varela, Eliane Duarte, Emmanuel Nassar, Farnese de Andrade, Franz Weissman, Iole de Freitas, Ivens Machado, Jorge Duarte, Jorge Fonseca, José Rufino, Katie Van Scherpenberg, Luiz Ernesto, Luiz Zerbini, Lygia Clark, Nelson Leirner, Ricardo Basbaum, Rubens Gerchman, Tunga, Victor Arruda, Waltercio Caldas e Wanda Pimentel.


Serviço

Exposições:

"Ten Thousand Waves", do inglês Isaac Julien.
"Baía de Guanabara: Águas e Vidas Escondidas", de artistas nacionais e estrangeiros e artistas-pesquisadores em trabalhos colaborativos.
"Ephemera: Diálogos Entre-Vistas", obras da Coleção MAC-Niterói e João Sattamini.

Data de abertura: 3 de setembro, às 15h, com conversa com o artista Isaac Julien
Visitação: de terça a domingo, das 10h às 18h. A bilheteria fecha 15 minutos antes do término do horário de visitação. Até 23 de outubro.
Curadoria: Luiz Guilherme Vergara

Ingresso: R$ 10
Estudantes, professores e pessoas acima de 60 anos pagam meia.
Entrada gratuita para estudantes da rede pública (ensino médio), crianças de até 7 anos, portadores de necessidades especiais e moradores ou nascidos em Niterói (com apresentação do comprovante de residência).
Entrada gratuita também às quartas-feiras.

Local: MAC Niterói
Endereço: Mirante da Boa Viagem, s/nº, Boa Viagem – Niterói-RJ
Informações: (21) 2620-2481


Fonte: Cultura Niterói










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.