domingo, 9 de abril de 2017

Tecnologia a serviço da Saúde em Niterói



O drone também vai auxiliar no monitoramento de queimadas e ao Grupo Especial de Crescimento Ordenado e Proteção de Áreas Verdes (Gecopav). Foto: Leonardo Simplício / Prefeitura de Niterói



Drone está sendo utilizado para identificar focos de mosquito

Em comemoração ao Dia Mundial da Saúde, o Departamento de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses da Fundação Municipal de Saúde de Niterói realizou a primeira ação utilizando o drone da Defesa Civil no combate aos focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika. Com o auxílio da nova ferramenta, os agentes puderam direcionar a entrada em áreas de difícil visualização e acesso, com objetivo de detectar possíveis irregularidades nas vistorias. A novidade foi usada nesta sexta-feira (7), no Cafubá, Região Oceânica da cidade.

Os agentes de combate a endemias visitaram as casas da região, combatendo focos e orientando os moradores. O drone serviu de apoio para dinamizar o trabalho nos locais de difícil entrada. O equipamento sobrevoou terrenos e residências abandonadas, alcançando lugares que os profissionais não tinham acesso com facilidade anteriormente, como caixas das águas, calhas e piscinas. As imagens são captadas por uma câmara de alta resolução, transmitidas por agentes treinados e seguindo todas as especificações e orientações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

De acordo com a secretária Municipal de Saúde, Maria Célia Vasconcellos, a tecnologia vem para integrar e aprimorar o serviço que já é desempenhado pelo órgão durante todo o ano. “Realizamos um trabalho intenso de combate ao mosquito aqui na cidade. Essa parceria com a Defesa Civil, utilizando esse equipamento, vem para somar, facilitando o dia a dia dos agentes em áreas de acessos complicados. Tenho certeza que essa nova ferramenta vai ser fundamental na luta contra o Aedes, reforçando o trabalho intersetorial da Prefeitura”, declara.

O Drone também vai auxiliar no monitoramento de queimadas e ao Grupo Especial de Crescimento Ordenado e Proteção de Áreas Verdes (Gecopav), na fiscalização de crescimento desordenado e fiscalização de encostas. O equipamento que foi cedido pela Secretaria de Meio Ambiente estará disponível também para acompanhamento e auxílio de operações durante ocorrências de grandes proporções, que necessitem de visualização rápida para auxílio dos grupos de resgate ou de operações.

Na ação desta sexta, o operador do Drone da Defesa Civil iniciou o trabalho de orientação dos agentes. A parceria continuará .

“É uma parceria muito importante. Nossos operadores saem em campo com os agentes de Zoonose e direcionam o drone de forma que facilite o trabalho dos agentes. Isso vai dinamizar muito o trabalho”, explicou o Major Wallace coordenador da Defesa Civil de Niterói.   

Para o chefe do CCZ, Francisco de Faria Neto, o aparelho é mais um instrumento que vai facilitar o controle, mas alerta que é fundamental a participação da população no controle dos focos.

“As novas ferramentas vão sendo disponibilizadas e incorporadas ao serviço, complementando o trabalho. Porém, continua sendo essencial a participação dos moradores no combate ao mosquito. A gente sabe que a população de Niterói vem fazendo sua parte, portanto esperamos que, todos juntos, continuemos trabalhando para evitar essas doenças”, afirmou.

Fonte: O Fluminense



---------------------------------------------------------------


LEIA TAMBÉM:

NITERÓI CONTRA AS QUEIMADAS: Drone começa a ser usado no monitoramento de queimadas em Niterói
Construção irregular é demolida em área de preservação













Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.