sábado, 6 de fevereiro de 2016

COMBATE AO AEDES: Nota de esclarecimento da Prefeitura Municipal de Niterói




COMENTÁRIO AXEL GRAEL:

Mais uma vez, certos veículos de comunicação desinformam. A afirmação da matéria do Globo Niterói de que Niterói estaria em falta de inseticida para o combate à dengue não procede. Com mais de 2.000 pessoas mobilizadas na cidade para o combate ao mosquito Aedes aegypti, vetor das doenças dengue, chikungunya e a Zyka, contando com soluções inovadoras e reconhecidas nacionalmente, a cidade de Niterói está enfrentando a epidemia com eficácia.

É em Niterói, em parceria com a Prefeitura, que a FIOCRUZ está estando novas tecnologias de combate ao Aedes, como a inoculação da bactéria Wolbachia. Também em Niterói, um aplicativo de celular foi disponibilizado para facilitar a comunicação da população com a Prefeitura.

O resultado de todo o trabalho está nos números registrados em 2015:
  • Crescimento da dengue no Brasil: 177%
  • Crescimento da dengue no RJ: 580%
  • Crescimento da dengue em Niterói: 11%
O combate químico ao mosquito, através de inseticida ("fumacê"), é recomendado apenas em situações específicas e é eficiente apenas contra o inseto adulto, não agindo sobre as larvas. Caso seja utilizado de forma indiscriminada, o pesticida pode causar resistência nos mosquitos e perder eficiência, pode causar desequilíbrio ecológico pois não mata apenas o Aedes (mata também os seus predadores) e pode causar problemas à saúde humana e ao meio ambiente.

Por isso, a Prefeitura de Niterói possui estoques de inseticidas, mas apenas aplica com responsabilidade, seguindo protocolos rígidos e nas situações em que o seu uso é prescrito por profissional competente e aprovado pela Secretaria Municipal de Saúde.

A Prefeitura de Niterói continua empenhada em cumprir o seu dever, fazendo a sua parte e mobilizando a população no esforço para derrotar o mosquito. Equipes da Prefeitura continuam trabalhando de forma dedicada e intensa, mesmo nos dias de Carnaval.

A partir do dia 13 de fevereiro, Niterói começa mais uma parceria e receberá mais um importante reforço. Conforme decidido na última quinta-feira, em reunião com oficiais representantes do Exército e da Marinha, um grande efetivo de militares estará nas ruas de Niterói, somando-se às equipes da Prefeitura de Niterói no combate à Dengue, à Chikungunya e à Zyka.

A maior arma que temos contra o Aedes é a informação e a participação de todos. No atual momento, em que vidas estão em jogo, notícias alarmistas e infundadas são um desserviço e não interessam a ninguém. Ou será que interessa?

Axel Grael


-----------------------------------------------


Nota de esclarecimento da Prefeitura Municipal de Niterói

06/02/2016 - A Prefeitura de Niterói esclarece que não procede reportagem de suplemento informativo semanal sobre ações relacionadas contra a dengue. Niterói é a única cidade da Região Metropolitana que não registrou na sua rede municipal de hospitais, nos últimos três anos, sequer um óbito em consequência da dengue.

A prefeitura conta atualmente com cerca de 2 mil profissionais atuando em ações de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti. Além dos agentes de endemias, que visitam as casas periodicamente, profissionais do Programa Médico de Família atuam em parceria com o Centro de Controle de Zoonoses nas suas áreas de cobertura, totalizando 100% do município.

A prefeitura conta atualmente com cerca de 2 mil profissionais atuando em ações de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti.



As unidades locais de saúde fazem ações conjuntas nos bairros com maiores índices de infestação. Para isso, contam com a parceria da Companhia de Limpeza Urbana de Niterói (Clin), da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SECONSER), da Defesa Civil, da Secretaria de Ordem Pública, entre outros órgãos municipais.

"... em 2015, o crescimento da dengue foi de 177% no Brasil, 580% no Estado, enquanto em Niterói este crescimento foi de apenas 11%".



A estratégia e efetividade das ações da administração municipal no combate e prevenção ao mosquito em Niterói vêm se mostrando muito bem-sucedidas. Comparando os resultados de Niterói com os do Estado do Rio e do País em 2015, o crescimento da dengue foi de 177% no Brasil, 580% no Estado, enquanto em Niterói este crescimento foi de apenas 11%. Esse resultado é reflexo do trabalho intenso realizado pelo município durante todo o ano e intensificado no verão, com a participação de outros setores do poder público.

"... o uso do produto por meio do fumacê tem indicações precisas e obedece a protocolo criterioso, sendo usado como medida complementar no combate ao mosquito".


A gestão municipal esclarece que não há falta de inseticida no município. No entanto, o uso do produto por meio do fumacê tem indicações precisas e obedece a protocolo criterioso, sendo usado como medida complementar no combate ao mosquito. Além disso, quando usado com frequência, pode causar resistência no mosquito. Portanto, o uso só é feito dentro de critérios de segurança. O município trabalha com carro fumacê e outros equipamentos necessários que estão disponíveis quando indicados.

"A gestão municipal esclarece que não há falta de inseticida no município".



Em janeiro, a prefeitura lançou a campanha “Não Crie Mosquito em Casa”, uma ação que envolve várias secretarias e órgão municipais. A principal ferramenta é o aplicativo gratuito Sem Dengue, que permite tirar fotos de possíveis criadouros do mosquito e enviar a imagem para que fiscais da Secretaria Municipal de Saúde vistoriem o local. Até o momento, foram feitas via o aplicativo 120 denúncias, com 38 casos em atendimento e 31 resolvidos.

A campanha tem, ainda, a distribuição de panfletos, cartazes, divulgação nas mídias sociais e uma página especial no Portal da Prefeitura (www.niteroi.rj.gov.br/contradengue).

O Disque Dengue é outro canal disponível para a população denunciar possíveis focos e tirar dúvidas. O horário de atendimento da central é de segunda a sexta-feira, das 8 às 12h e de 13 às 17h, e sábados e domingos, das 9h às 13h. O município também atende denúncias pelo Facebook e por e-mail institucional (ascom@saude.niteroi.rj.gov.br ).

Fonte: Prefeitura de Niterói



--------------------------------------------------------


LEIA TAMBÉM:

NITERÓI CONTRA A DENGUE: Prefeitura lança pacote de ações contra o Aedes aegypti
NITERÓI CONTRA A DENGUE: Prefeitura lança campanha informativa contra a Dengue, Zika e Chikungunya
Niterói lança aplicativo para que cidadãos denunciem focos de dengue
NITERÓI CONTRA A DENGUE: Nova batalha contra o mosquito
TECNOLOGIA INOVADORA DE COMBATE BIOLÓGICO AO MOSQUITO DA DENGUE ESTÁ SENDO TESTADO PELA FIOCRUZ EM NITERÓI COM BONS RESULTADOS
NITERÓI CONTRA A DENGUE 2015: Prefeitura lança campanha de combate à dengue 
Agentes da Defesa Civil são treinados para combater o mosquito Aedes aegypti nas comunidades
Fiocruz testa no Rio mosquito mutante que pode combater a dengue 
CAMPANHA NITERÓI CONTRA A DENGUE - Grota do Surucucu recebe mutirão contra dengue
Viradouro recebe primeira ação da Campanha Niterói Contra Dengue
NITERÓI CONTRA A DENGUE 2015: Prefeitura lança campanha de combate à dengue
NITERÓI É DESTAQUE EM SANEAMENTO
MUDANÇAS CLIMÁTICAS - Caos no clima trará mais doenças a metrópoles latinas









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.