sábado, 28 de novembro de 2015

RIO 2016 - Niterói vai falar a língua do esporte


Paulo Haddad diz que guia será importante para auxiliar os turistas na passagem pela cidade durante os jogos
Foto: André Redlich


Pamella Souza

Município prepara cartilha em português, inglês e francês para distribuir entre os comitês olímpicos e atrair turistas

Niterói já se prepara para os Jogos Olímpicos de 2016. Visando torná-la uma cidade turística, o presidente da Neltur, Paulo Haddad, em parceria com a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, prepara um guia trilíngue do município, que divulgará aos países visitantes e comissões olímpicas o que de melhor a cidade tem a oferecer. Apesar de não ter uma data definitiva de lançamento, a intenção é que o guia seja concluído o quanto antes para alcançar um número maior de delegações e turistas.

O projeto abordará os equipamentos disponíveis, os meios de hospedagens, a capacitação de informação e o essencial para auxiliar aos turistas na passagem pela cidade durante os meses que o Rio de Janeiro receberá o evento.

Sua distribuição será feita para o próprio Comitê Olímpico, como forma de atrativo para quem irá trabalhar no evento, e para os clubes, na intenção de atraí-los para se instalarem na cidade.

A cartilha será produzida em português e nas línguas oficiais do Comitê Olímpico, inglês e francês. Além do conteúdo informativo, o material também mostrará o lado esportista do niteroiense. Os atletas da cidade, reconhecidos nacional e internacionalmente, ganharão espaço no projeto. “Niterói é a cidade mais próxima do Rio de Janeiro, onde vão acontecer os Jogos Olímpicos. A cidade tem um berço de atletas incontáveis, daí a vocação para o turismo esportivo. Lotar nossos meios de hospedagens através disso é a nossa meta”, informou Haddad.

Como exemplo, o guia irá contar a história da vela, uma das modalidades referência do município, que foi iniciada com a família Grael e Schmidt. A primeira partida de futebol do Brasil, que foi realizada no Rio Cricket, no Ingá, também será relembrada. Atletas como Fernanda Keller, Gerson – mais conhecido como o “Canhotinha de Ouro”, Raí e outros que tiveram uma importante passagem por Niterói estarão nas páginas dessa cartilha.

A ideia é usar imagens desses esportistas e contar suas histórias para atrair delegações à cidade. Duas reuniões já foram realizadas entre Haddad e o secretário de Esporte Bruno Souza, com o objetivo de identificar os potenciais do município e pensar na montagem desse material. O plano será levado, ainda, ao Comitê Gestor, do qual o coordenador é o vice-prefeito Axel Grael, que já está ciente sobre sua realização, a fim de amadurecer o projeto.

Além disso, a Neltur se colocará à disposição das comissões olímpicas, na tentativa de atrair pessoas que trabalharão nos Jogos Rio 2016. “Nós vamos identificar no Comitê Olímpico quais comissões, que são mais de 250, se alinham com o que a gente tem a oferecer. Não vamos esperar que eles nos procurem. Vamos buscar essas comissões para virem à cidade, numa ação proativa e não reativa”, explicou o presidente da Neltur.

Este plano é alinhado ao projeto “Niterói Cidade do Esporte”, desenvolvido por Bruno Souza, que tem como o objetivo a potencialização de ações e programas e o desenvolvimento de iniciativas tendo em vista às Olimpíadas e as Paralimpíadas de 2016. De acordo com o secretário, essa é a chance que a cidade tem de receber pessoas de outros países, além de proporcionar à população a oportunidade de participar ativamente de um dos maiores eventos do mundo. “Temos muitas delegações na cidade, por conta do treino de vela. Mas ainda queremos alcançar mais. Niterói é uma cidade com ótima qualidade de vida, e isso atrai bastante turista”, pontuou Bruno.

Souza ainda destacou a importância da parceria entre a Secretaria de Esporte e Lazer e a Neltur, que juntas potencializarão a capacidade turística de Niterói e mostrarão os verdadeiros talentos do município. “Essa integração entre a secretaria e a Neltur é importante porque em 2016 a nossa principal ferramenta para desenvolver a cidade e trazer mais turistas é o esporte”, finalizou o secretário.

Fonte: O Fluminense






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.