segunda-feira, 6 de março de 2017

Região Oceânica ganhará Polo Gastronômico no próximo mês



Empresários da Região Oceânica se reúnem com Luiz Paulino, secretário de Desenvolvimento Econômico de Niterói. Foto: Alexandre Vieira/Divulgação/Prefeitura de Niterói



Prefeitura anunciou que o novo circuito terá um traçado que vai do Cafubá até o Engenho do Mato

Para incrementar o empreendedorismo e o roteiro de entretenimento na cidade, a Prefeitura de Niterói implantará oficialmente no mês de abril o Polo Gastronômico da Região Oceânica. Por questões geográficas, já que a área é extensa, o novo circuito terá um traçado que vai do Cafubá até o Engenho do Mato.

Para orientar os empresários da Região Oceânica e impulsionar o desenvolvimento do polo, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Niterói vem realizando reuniões periódicas com os comerciantes e apoio do Sebrae. Durante os encontros têm sido apresentadas planilhas e ideias sobre o que cada setor pode fazer e o tipo de ajuda que esperam do poder público.

O empresário Jorge Bellas, conhecido como Jorginho, presidente da Associação de Comerciantes de Itaipu, destaca que a união da Prefeitura com os empresários da região é extremamente importante. “Esse entrosamento nos permite uma melhor organização até na hora da compra de mercadoria por atacado. Uma compra conjunta torna o custo benefício é muito melhor para os comerciantes. Esse auxílio da Prefeitura é fundamental, pois dá o apoio estrutural que os bairros necessitam, ajuda a aumentar nossa visibilidade, movimenta o circuito turístico e direciona comércio”, afirma Jorginho.

Morador da Região Oceânica, o empresário Newton Castilho está investindo novamente em um restaurante alemão e choperia na região. “Estamos muito empolgados com esse circuito que, junto com a abertura do túnel Charitas-Cafubá, vai promover o crescimento da região”, disse.

Para Luiz Paulino Moreira Leite, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Indústria Naval, Niterói tem um grande potencial turístico e merece ter incentivo para a indústria gastronômica e de entretenimento. “A Prefeitura está buscando ajudar os empresários através de capacitação, com o Sebrae, e infraestrutura. Esse entrosamento é importante para a prestação de melhores serviços para moradores e turistas. Vamos manter e pretendemos ampliar esse apoio estrutural. Vamos melhorar o acesso à esses comércios para ampliar o volume de negócios”, afirma o secretário.

Luiz Paulino lembra que, por conta de incentivos fiscais dados nos últimos anos em Niterói nos segmentos da Saúde, Naval e serviços, o cenário econômico é positivo, mesmo diante do cenário nacional de crise. Ele revela que o niteroiense tem um perfil de consumo alto, com grandes redes e grifes instaladas na cidade, em corredores principais de comércio, incluindo pontos como Icaraí e Jardim Icaraí, entre outros.

Fonte: O Fluminense










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.