sábado, 11 de março de 2017

Programa de Pequenos Projetos da CESE prioriza iniciativas de resistência 



No ano de 2017, a prioridade do Programa de Pequenos Projetos da Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE) será fortalecer iniciativas de resistência, tendo em vista o atual cenário político do Brasil. A CESE ter por objetivo fortalecer movimentos e organizações que lutam por um país em que prevaleça a justiça com democracia.

Podem enviar projetos movimentos sociais populares, associações, sindicatos, grupos de base, cooperativas, fóruns e articulações, organizações não-governamentais de apoio e assessoria ao movimento popular, pastorais sociais e diaconias das igrejas. A CESE apoia iniciativas nas seguintes áreas: Fortalecimento Institucional, Direitos Humanos, Desenvolvimento Econômico, Comunicação e Cultura, Meio ambiente, Articulação Ecumênica, Saúde Popular e Educação.

Para a CESE, se enquadram no perfil do Programa Pequenos Projetos iniciativas pontuais, com início, meio e fim, que não dependam da continuidade do apoio.

Para mais informações e envio de projeto, acesse: https://www.cese.org.br/enviar-projeto/.




-------------------------------------------------------------


Enviar Projeto

As proposta devem ser encaminhadas para o e-mail projetos@cese.org.br
Atualmente, a CESE está recebendo projetos no seguinte programa (clique no link para mais informações):

– Programa de Pequenos Projetos (PPP)

Os demais programas têm editais e processos de seleção específicos, durante um determinado período do ano.

QUEM A CESE APOIA

Movimentos sociais populares, associações, sindicatos, grupos de base, cooperativas, fóruns e articulações, organizações não-governamentais de apoio e assessoria ao movimento popular, pastorais sociais e diaconias das igrejas.

QUEM A CESE NÃO APOIA

Empresas e fundações a elas ligadas, fundações e órgãos públicos, universidades, pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEI)

ÁREAS APOIADAS PELA CESE

• Fortalecimento Institucional – iniciativas que visem organizar, fortalecer e articular as organizações populares e sociais enquanto agentes de transformação social.
• Direitos Humanos – projetos que buscam a promoção dos Direitos Humanos (econômicos, sociais, culturais e ambientais; em especial, a luta contra toda forma de preconceito, intolerância e violência).
• Desenvolvimento Econômico – iniciativas de geração de ocupação, trabalho e renda que visem à inserção econômica da população excluída do mercado formal de trabalho, ou consolidem formas alternativas estáveis de produção e geração de renda.
• Comunicação e Cultura – esforços pela democratização da informação e resgate e promoção da cultura popular.
• Meio Ambiente – projetos de educação ambiental e de intervenção de grupos e associações para implantação de políticas públicas, recuperação de áreas degradadas, reciclagem, superação de conflitos sócio-ambientais e manejo adequado de recursos naturais.
• Articulação Ecumênica – iniciativas com dimensão ecumênica dos setores de diaconia ou ação social das igrejas, com objetivo de fortalecer o trabalho no âmbito dos direitos humanos e o do seu compromisso com os movimentos sociais.
• Saúde Popular – iniciativas de defesa do direito à saúde, através de ações diretas, de valorização de práticas tradicionais de saúde ou de intervenção em políticas públicas;
• Educação – defesa da educação pública, da educação popular comunitária e de fomento de práticas educativas diferenciadas.

CRITÉRIOS E PRIORIDADES

Através do Programa de Pequenos Projetos, a CESE pode apoiar iniciativas pontuais, isto é, que tenham início, meio e fim e não dependam da continuidade do apoio. Chamamos esses projetos de “pontuais” porque suas atividades são bem específicas e estão relacionados à ação-fim da organização. Assim sendo, não será possível considerar propostas que tenham itens orçamentários relacionados à manutenção institucional, como por exemplo: pagamento de salários, despesas de manutenção mensal do escritório (contas de luz, telefone, aluguel etc); despesas de infraestrutura (construção e reforma de imóvel) e aquisição ou reforma/manutenção de veículos.

Ações pontuais podem ser desenvolvidas em âmbito local, regional e nacional. Também estão fora dos critérios pagamento de passagens e despesas internacionais.

A CESE apoia projetos que:

1. Preparem a população para o exercício do seu direito de participação democrática nos diversos níveis de decisão da sociedade, possibilitando-lhe intervir na formulação e fiscalização das políticas públicas.
2. Exerçam uma função educativa, incentivando as comunidades envolvidas a tomarem consciência da realidade social, tanto local como geral, e de como essa realidade pode ser transformada.
3. Fortaleçam a organização comunitária e afirmem sua autonomia e protagonismo, evitando a criação de relações de dependência e contribuindo para a superação das que já existam.
4. Visem proveito comunitário, garantindo ampla participação da comunidade nas decisões sobre o projeto e evitem a sua utilização para promoção pessoal ou para qualquer tipo de proselitismo.
5. Tenham um potencial multiplicador, seja estimulando outros grupos a tomarem iniciativas similares, seja provocando a adoção da experiência por entidades governamentais.
6. Incentivem a articulação entre grupos com preocupações similares e contribuam para o desenvolvimento de movimentos sociais transformadores, como elementos essenciais da sociedade civil.


Fonte: CESE











Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.