sábado, 27 de agosto de 2016

PROJETO GRAEL RECEBE BARCO SUSTENTÁVEL: Nômades do ambiente ancoram em Niterói



Nomade des Mers está ancorado em Jurujuba e ficará até o fim de setembro para desenvolver estudos de baixa tecnologia. Fotos: Douglas Macedo



Vinicius Rodrigues

Franceses fazem parceria com Projeto Grael para troca de estudos sustentáveis

Niterói recebeu desde o início desta semana uma expedição marítima que leva consigo conhecimento capaz de impactar as gerações futuras. Através da construção de tecnologias sustentáveis de baixo custo (low-tech), quatro franceses e uma brasileira ancoraram o Nomade Des Mers (Nômades dos Mares, em português) na sede do Projeto Grael, em Jurujuba, na Zona Sul, para uma parceria com a organização.

O objetivo da tripulação é divulgar tecnologias de simples utilização, sustentáveis, de baixo custo energético e financeiro, que podem estar disponíveis para comunidades e ONGs. Em cada parada, um inventor é convidado a instalar e testar a sua solução a bordo.

“Nosso objetivo é conhecer outros inventores e projetos inspiradores, conversar com especialistas e aprender uns com os outros”, diz o chefe da expedição e capitão do Nomade Des Mers, o francês Corentin De Châtelperron, também conhecido como “Coco”. Ele é responsável por toda a parte de pesquisa e desenvolvimento da expedição.

Capa de O Fluminense dando destaque à presença do Nomade des Mer no Projeto Grael.


Usando tubos de PVC e motor de impressora, Coco mostra uma hélice sustentável. Normalmente, o material utilizado é encontrado facilmente em lixeiras e até nos mares, como explica sua parceira de tripulação.

“Nós queremos que a sustentabilidade seja uma realidade na vida das pessoas e viajamos ao redor do mundo para difundir esse pensamento”, disse a cientista francesa Elina Reynaud, enquanto degustava uma porção de larva de tenébrio com uma caneca de chá de hibiscus.

Para Axel Grael, um dos fundadores e ex-presidente do Projeto Grael, a agenda dos tripulantes, que será de palestras para alunos do instituto, escolas do município e outros grupos que produzem energia sustentável, é de grande importância.

“Em função da sua atuação nos temas da sustentabilidade e da limpeza da Baía de Guanabara, o Projeto Grael tem se tornado uma referência para iniciativas locais e internacionais de proteção aos oceanos e outras iniciativas que vinculam náutica e meio ambiente. Então estamos alegres demais com a visita deles”, declarou.

Comida, banho e atividades não são nada convencionais. A bordo do Nomade, os tripulantes possuem destilador de água, forno a carvão e utilização do biocarvão, cultivam uma horta de hidroponia, uma pequena granja com galinhas para produzir proteína, gerador eólico, biofiltro para produzir fertilizante orgânico, cultivo de Spirulina para produzir proteína vegetal de qualidade, criação de insetos para produzir proteínas com poucos recursos, canacla para poupar água, etc.

Toda a tripulação está navegando pelo mundo numa expedição de três anos. Partiram da França, passaram por Recife e chegaram a Niterói. Daqui, partem para a África do Sul. Os próximos portos a serem visitados são em Madagascar, Índia, Sri Lanka e Malásia.

Fonte: O Fluminense



----------------------------------------------------


LEIA TAMBÉM:

Embarcação francesa que divulga técnicas sustentáveis chega a Niterói para parceria com o Projeto Grael







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.