terça-feira, 9 de agosto de 2016

Niterói ganha espaço cultural Afro



Reduto Afro Cultural de Niterói é mais do que uma feira, um evento cultural, é exemplo de respeito, justiça, inclusão, cidadania. Divulgação


Iniciativa é pioneira na região e tem expectativa de público de mil pessoas visitando a feira

A partir do mês de agosto, a cidade de Niterói passará a ser referência negra no Estado do Rio de Janeiro, isto porque no sábado, dia 13, vai acontecer o lançamento do BAOBAB - Reduto Afro Cultural de Niterói. Na Rua Visconde de Sepetiba, esquina com Marechal Deodoro, o primeiro reduto Afro da cidade tomará forma sempre no segundo sábado de cada mês, de 13h às 22h e será composto por música, dança, artesanato, literatura, moda, gastronomia, espaço infantil, cinema e todos os tipos de artes, empreendedorismo e empoderamento dos negros de Niterói.

Em cada edição, uma personalidade negra será homenageada durante o evento. Na estréia e aproveitando o período olímpico que toma conta da cidade do Rio de Janeiro, nada mais justo do que homenagear uma grande ex-atleta olímpica. Sendo assim, a homenageada do mês de agosto será Aída dos Santos, única mulher negra a fazer parte da delegação brasileira de atletismo, nas Olimpíadas de Tóquio em 1964. Com todas as dificuldades que importavam na época, Aída foi a primeira brasileira a disputar uma final nos Jogos, viajando sem técnico e sem material de competição, Aída conquistou o quarto lugar em sua modalidade, tornando-se exemplo e referência para os atletas.

"... a homenageada do mês de agosto será Aída dos Santos, única mulher negra a fazer parte da delegação brasileira de atletismo, nas Olimpíadas de Tóquio em 1964". 


Na música o destaque da primeira edição vai para a participação do cantor, compositor e guitarrista Da Ghama, ex - Cidade Negra e que está lançando seu novo disco Baixafrikabrasil, uma homenagem às matrizes africanas.

Presença confirmada também da atriz Maria da Penha, oriunda do grupo Tá na Rua e que já participou de dezenas de novelas na Rede Globo. A atriz fará uma reflexão sobre o gostar de si mesmo, da forma que se é através de uma performance voltada para a estética do cabelo crespo onde a atriz cantando e contando as receitas da África e do Brasil, coloca em movimento formas de transformar e ampliar a auto estima.

Durante o evento os artistas poderão expor seus trabalhos, haverá um espaço dedicado à venda de CDs e DVDs, além da área gastronômica que contará com a participação de restaurantes exclusivos da gastronomia africana, servindo caruru, acarajé, bolinho de feijoada, moqueca, chinchin de galinha, vatapá, cocada entre outras delicias.

Para os pequenos, além dos expositores com produtos à venda tais como ; roupas, brinquedos artesanais, gastronomia , teremos também um espaço kids​, com brinquedos , pinturas faciais , contação de histórias e muita musica.

Os visitantes poderão contar com uma área dedicada ao cinema negro. Na primeira edição haverá a exibição de curta metragem do Cineasta niteroiense Delanir Cerqueira.

BAOBAB Reduto Afro Cultural de Niterói é mais do que uma feira, um evento cultural, é exemplo de respeito, justiça, inclusão, cidadania e que busca incentivar a economia criativa e a sustentabilidade. Com foco no desenvolvimento cultural e econômico de nossa gente e paralelamente de nossa cidade, o Reduto também irá fomentar o turismo e contribuir com a revitalização do centro da cidade, além de ser mais uma opção de diversão e interação de todas as famílias niteroienses.

Uma cidade sem preconceito é uma cidade aberta para o crescimento, inovação e que valoriza a diversidade, suas raízes e respeita as características da sua população, é com esse pensamento que a Kades Produções e Eventos e Inac-Ingá Núcleo de Ação Comunitária com o apoio da CEPPIR Niterói criaram o BAOBAB Reduto Afro Cultural de Niterói.

Fonte: O Fluminense









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.