sábado, 13 de agosto de 2016

Baía de Guanabara surpreende pela limpeza e águas cristalinas



Mar claro chama atenção de moradores e visitantes. Foto: Evelen Gouvêa


Cartão-postal do Rio de Janeiro é palco das competições de vela dos Jogos e foi alvo de muitas críticas

Contrariando as expectativas, as praias da Baía de Guanabara vêm apresentando mar claro desde o início dos Jogos Olímpicos Rio 2016. A situação surpreendeu atletas, turistas e moradores acostumados a ver e ouvir falar da poluição nas águas. Para o Governo do Estado, o cenário encontrado evidencia o resultado das obras de melhoria e o trabalho de contenção de lixo flutuante realizado na Baía de Guanabara.

A utilização de recursos como ecobarcos, balsas e tecnologia para monitoramento contribui para que as águas da Baía de Guanabara estejam mais limpas, claras e com menos lixo flutuante. Foto: Marcelo Horn/Governo do Estado


Para melhorar o estado das águas da Baía, estações de tratamento de esgoto (ETEs) no entorno do espelho d’água, galeria de cintura da Marina da Glória, 12 ecobarcos, uma balsa e 17 ecobarreiras vêm sendo usadas na região. Segundo o Governo do Estado, durante os Jogos, o uso desses mecanismos foi intensificado. Diariamente, um software indica os possíveis locais de concentração do lixo flutuante e as informações são passadas para os ecobarcos. Durante as competições, os barcos realizam o trabalho de rotina das 6h às 11h. Entre 11h e 18h, os equipamentos fazem trabalho de mitigação no entorno das raias de vela para evitar que qualquer material flutuante atinja as raias e prejudique os atletas. As ecobarreiras estão na foz dos principais rios e canais que deságuam na Baía de Guanabara.

O velejador italiano Mattia Camboni, de 20 anos, participou da primeira etapa das competições de vela na categoria RS:X. Treinando no Rio desde 2015, durante eventos-teste, ele destacou a melhoria da qualidade da água nesse período.

“Estou treinando no Rio há cerca de um ano e percebi que a água melhorou muito desde então. Agora está boa para competição, como em diversos lugares do mundo”, disse.

Em Niterói, o mais recente boletim de balneabilidade divulgado pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea) apontou seis das 29 regiões de praia como impróprias para banho: Gragoatá, quase toda a praia de Icaraí e parte de Jurujuba. Ainda assim, moradores que veem de perto o mar de praias como a de Icaraí todos os dias ainda estão reticentes. Para o administrador Mauro Alicino, de 49 anos, a natureza contribui com as recentes águas claras.
“Acho que foi uma coincidência o mar estar tão claro. Mas acho que a ausência de grandes embarcações por aqui também pode ter contribuído”, opinou.

O comerciante Eduardo dos Santos, de 40 anos, trabalha diariamente na praia e contou que os turistas têm se mostrado surpresos com a água clarinha dos últimos dias.
“O pessoal comenta que está bonito. Acho que ajuda a nossa imagem com os turistas. Essa semana mesmo estava clarinho”, relatou.

A fisioterapeuta Fernanda Melo, de 49 anos, também acredita em uma melhora na forma como a situação da Baía de Guanabara é vista por pessoas de fora.

“Mesmo sendo uma coisa da natureza, acho que ajuda. Isso aqui é muito bonito, e fica ainda mais com o mar clarinho”, disse.

Em passagem por Niterói durante cobertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a repórter paulista Karolinny Valentim, de 23 anos, comentou que, pelas fotos que tinha visto da Baía de Guanabara, esperava encontrar o oceano em situação muito pior.

“Fiquei surpresa de chegar aqui e ver o mar claro. Pelo que a gente que está longe ouve falar, parece que a situação é muito pior”, comentou.

Contudo, o caminho para a despoluição da Baía de Guanabara continua longo. Em julho, o secretário estadual de Meio Ambiente, André Corrêa, chegou a dizer que a despoluição custaria R$ 20 bilhões e levaria 25 anos. Ele admitiu que o compromisso de despoluir 80% da Baía era ambicioso. Durante encontro com operadores dos ecobarcos que estão trabalhando na Baía, Corrêa informou que um dos desafios da secretaria é deixar um sistema de combate ao lixo flutuante como legado.

O Governo do Estado informou que, desde 2007, foram investidos R$ 2,5 bilhões em sete estações de tratamento de esgoto: Penha, Alegria, São Gonçalo, Pavuna, Sarapuí, Ilha do Governador e Icaraí. A Baía de Guanabara tem 380 quilômetros quadrados de área e banha 15 municípios, envolvendo um total de cerca de 10 milhões de habitantes.

(Com Agência Brasil)

Fonte: O Fluminense



-------------------------------------------------------


LEIA TAMBÉM:

------------------------------------------------

Acesse o estudo realizado pelo Projeto Grael e cedido para a SEA: Projeto Grael divulga relatório para contribuir para a solução do lixo flutuante na Baía de Guanabara

------------------------------------------------

MAC E BAÍA DE GUANABARA: ÁGUAS E VIDAS ESCONDIDAS
BAÍA DE GUANABARA: "Gestão do lixo flutuante será legado dos Jogos Olímpicos para a Baía de Guanabara", secretário André Correia
GLOBO ESPORTE: Axel Grael, irmão de Torben e Lars, se divide entre lixo da Baía e torcida pela família

Artigo em O Globo: "COMO SERIA A BAÍA DE GUANABARA DESPOLUÍDA?"
BAÍA DE GUANABARA - "THE DISCARDED": Filme lançado ontem em Niterói aborda poluição e outros desafios da baía
NBC News publica reportagem sobre a contribuição do Projeto Grael para a despoluição da Baía de Guanabara
Niterói terá lançamento de filme sobre a Baía de Guanabara e debate "Águas e Vidas Escondidas"
BAÍA DE GUANABARA - Secretário do Ambiente do RJ anuncia conclusão da implantação das ecobarreiras e melhorias ambientais
GOVERNO DO ESTADO: Água da Baía de Guanabara passa a ter monitoramento diário
SEA: "Ecobarcos e ecobarreiras prontos para as regatas olímpicas dos Jogos Rio 2016"
BAÍA DE GUANABARA: Proposta de novo modelo de gestão é apresentado pelo governo estadual
EVENTO TESTE NA BAÍA DE GUANABARA - Quase 30 toneladas de lixo são recolhidos na Baía de Guanabara
ECOBARCOS VOLTAM A OPERAR NA BAÍA DE GUANABARA: Baía recebe 90 toneladas de lixo/dia
Lixo flutuante: um problema que parece se agravar na Baía de Guanabara
Esgoto despejado todo dia na Baía de Guanabara encheria 185 piscinas olímpicas
BAÍA DE GUANABARA: Projeto Uçá retira seis toneladas de lixo da APA de Guapimirim

Lixo flutuante no mundo

Especialistas explicam como outros países conseguiram despoluir suas baías
Produção de lixo no país cresce 29% em 11 anos, mostra pesquisa
NAVEGANDO PARA SALVAR OCEANOS: velejadores do "Race for Water Odissey", que pesquisam os impactos do lixo nos oceanos, visitaram o Projeto Grael

Contribuições do Projeto Grael para a solução do problema do lixo flutuante na Baía de Guanabara

Projeto Grael divulga relatório para contribuir para a solução do lixo flutuante na Baía de Guanabara
PROJETO GRAEL, PARLEY FOR THE OCEANS E ADIDAS lançam programa educativo sobre lixo marinho
PARLEY OCEAN SCHOOL, PROJETO GRAEL E ADIDAS lançam programa educacional sobre o lixo marinho
DIA DA TERRA AO REDOR DO MUNDO - LIXO: Como 5 países estão enfrentando os problemas do lixo
Iniciativas do Projeto Grael na prevenção do lixo flutuante da Baía de Guanabara
CONFERÊNCIA LIVRE DO LIXO MARINHO NO PROJETO GRAEL.
Associação Brasileira do Lixo Marinho realiza conferência na sede do Projeto Grael
"Lixo flutuante - de onde vem?". Projeto Grael participa de programação do MAC
Poluição da Baía de Guanabara: entrevista da equipe do Projeto Grael repercute na mídia internacional
Projeto Grael foi objeto de matéria no Bom Dia Brasil, da Globo
Equipe do Projeto Grael visita a Grota do Surucucu
Assista matéria sobre as ações ambientais do Projeto Grael exibida pela Rede Brasil
Lixo flutuante na Baía de Guanabara: vídeo sobre niciativas ambientais do Projeto Grael

Contribuições da família Grael no tema do lixo flutuante na Baía de Guanabara

LARS GRAEL NO FANTÁSTICO: 'Competição com obstáculos', diz Lars Grael sobre lixo na Baía de Guanabara
Em entrevista para a Rádio Globo, LARS GRAEL afirma que espera medalhas brasileiras na vela e critica a Baía de Guanabara
BAÍA DE GUANABARA: Entrevista no Projeto Grael para o CANAL+, da França
Entrevista para o SporTV sobre o lixo flutuante na Baía de Guanabara REGATAS OLÍMPICAS - Dentro ou fora da Baía de Guanabara? BAÍA DE GUANABARA POLUÍDA PARA OS JOGOS OLÍMPICOS: matéria do Fantástico - 26-04-2015 "Questão de civilidade": Lars Grael sonha com Baía de Guanabara limpa
Irmãos Grael citados em matéria do jornal inglês "THE GUARDIAN" sobre a Baía de Guanabara
BAÍA DE GUANABARA: XI Congresso Brasileiro de Defesa do Meio Ambiente debateu o saneamento e despoluição da Baía
HISTORIAS DO RIO - ESPN - Mais um belo documentário sobre Lars Grael e a família Grael
Assista à matéria sobre o Projeto Grael no programa "Como Será?", da Globo
A BAÍA DE GUANABARA NA OLIMPÍADA E NA PÓS-OLIMPÍADA

Atuação de Niterói sobre o tema do Lixo flutuante

LIXO EM NITERÓI: Um terço do lixo recolhido na cidade é o jogado no chão
LIXO EM NITERÓI: Cresce o volume de lixo retirado dos rios de Niterói
NITERÓI COMBATE O LIXO NOS RIOS
Prefeitura retirou quase 6 mil m3 de lixo dos rios de Niterói em 2015
Boas iniciativas de educação ambiental e sustentabilidade em Niterói e São Gonçalo
LIXO NAS RUAS: Niterói registrou queda de 12% com o aumento da fiscalização e ações educativas
Prefeitura de Niterói inaugura Centro de Ofícios da Reciclagem no Barreto
CENTRO DE OFÍCIOS DA RECICLAGEM: Programa Recicla Niterói vai inaugurar Centro de Ofícios da Reciclagem no Barreto
Projeto NITERÓI ECOCULTURAL apresenta instrumentos musicais ecológicos
NITERÓI ECOCULTURAL: Projeto ambiental abre inscrições no dia 1º
PARCERIA PREFEITURA DE NITERÓI E SEA/INEA - Niterói lança projeto Ecocultural com foco na reciclagem
ECOCULTURAL - PARCERIA ENTRE A PREFEITURA DE NITERÓI E O INEA: Projeto em Niterói conscientiza sobre descarte de lixo
NITERÓI ECOCULTURAL - Prefeitura de Niterói e Governo do Estado, através da Secretaria Estadual do Ambiente, assinam mais uma parceria
ECOCULTURAL - Artesanato de lixo reciclável em Icaraí
Mutirão retira 700 kg de lixo das orlas do Gragoatá e Boa Viagem
NITERÓI RECICLA 5% DO SEU LIXO. A média da Região Metropolitana do RJ é de cerca de 1%
LIXO - Mutirão recolhe 900kg de lixo da enseada localizada após a Prainha de Piratininga
BAÍA DE GUANABARA: Saneamento em Niterói ganha destaque positivo na imprensa internacional
SEMANA DO MEIO AMBIENTE: Mutirão recolhe lixo na Praia de Piratininga
BAÍA DE GUANABARA - Clin retira 100 toneladas de lixo das praias da Zona Sul










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.