quinta-feira, 26 de maio de 2016

TURISMO EM NITERÓI: Prefeitura anuncia obra de alargamento do acesso à Fortaleza de Santa Cruz



As intervenções vão acontecer do ponto final da linha 33 (Jurujuba-Centro) até a Praia do Adão. Ainda na Zona Sul, o trânsito em Charitas sofreu alteração por conta das obras da TransOceânica
Foto: Evelen Gouvêa

Camilla Galeano
 
Via de acesso ao bairro ganhará alargamento. Licitação está marcada para 30 de junho e obras têm previsão de início em julho

O alargamento da Avenida Carlos Ermelindo Marins, que dá acesso à Fortaleza de Santa Cruz, está perto de se concretizar. A licitação da obra de melhoria do trecho, que segundo a Prefeitura de Niterói será entre o ponto final da linha 33 (Jurujuba-Centro) e a Praia do Adão, acesso à Fortaleza de Santa Cruz, no bairro de Jurujuba, está marcada para o dia 30 de junho. Moradores do conhecido “bairro dos pescadores” estão ansiosos, esperando as mudanças na mobilidade do local.

“Será que vamos ver essa obra, finalmente? Há bastante tempo que falam dela por aqui. Vai ser boa para moradores e visitantes”, comentou o vendedor autônomo Silvio Marcelino, de 48 anos.

A obra, orçada em R$ 2.059.069,77, tem previsão de execução em oito meses e será feita pela Empresa Municipal de Moradia, Urbanização e Saneamento de Niterói (Emusa), ainda sem previsão de início, segundo o órgão. Já a Prefeitura de Niterói espera que a intervenção comece no início de julho. A administração municipal adiantou que o alargamento das pistas de acesso à Fortaleza de Santa Cruz será feito por meio de um corte na rocha.

O advogado Walber Correia, de 34 anos, que frequenta a Praia do Adão há 20 anos, acha que com a obra o movimento na região pode aumentar.

“Aqui é difícil de chegar porque só passa um carro por vez. Para entrar no forte, tem que esperar os carros saírem. Alargando isso aqui, vai ficar bem mais fácil o acesso”, diz.
Apesar dos benefícios, a mudança não tem agradado a todos. O pescador Gil Rogério, de 41 anos, está preocupado com o impacto ambiental da obra.

“Nós que estamos em contato com o local todos os dias nos preocupamos com os danos dessa obra. Tudo tem que ser muito analisado antes de ser feito, porque existe toda uma biodiversidade nesse caminho e, se isso for afetado, para consertar vai ser pior”, comentou.

Trânsito – Quem passa pela Avenida Prefeito Silvio Picanço precisa ficar atento ao trânsito. A via foi interditada no sentido Centro devido às obras do BHLS (Bus with High Level of Service) que fazem parte da Transoceânica, que ligará o Engenho do Mato a Charitas.

Há 10 dias, a primeira parte do trecho 1 da obra, onde está em construção a estação do BHLS de Charitas, foi concluída e a pista foi liberada para o trânsito pelos agentes da Niterói Transportes e Trânsito (NitTrans).

Nesta terça-feira (24), foram iniciados os trabalhos na pista sentido Centro, que está interditada, e tem previsão de conclusão em agosto. Assim, a pista sentido Jurujuba recebe o trânsito de mão e contramão.

“Com uma pista só comportando o que antes era feito em duas, vai complicar um pouco o trânsito. Obra é sempre estressante. Para melhorar uma coisa, eles acabam prejudicando outra. Mas acho que vai ser bom para nós, moradores, vai facilitar o acesso a outros lugares”, diz o dentista Claudio Cruz Souza, 29 anos.

Além dessa obra, para a primeira quinzena de junho, está prevista a conclusão do trecho 4, que vai do DPO até a rótula do Cafubá. A ação coincidirá também com o término das obras de infraestrutura de drenagem e pavimentação no bairro.

Fonte: O Fluminense







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.