terça-feira, 3 de janeiro de 2017

TRANSOCEÂNICA - Cinco novos trechos receberão obra





Anúncio foi feito pelo Prefeito de Niterói, Rodrigo Neves

Após a primeira reunião de trabalho do ano relacionada às obras da TransOceânica, o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, anunciou para esta quarta-feira (04) o início de mais cinco frentes de obras em trechos diferentes: 1, 3, 4, 7 e 8. Além de manter o cronograma de inaugurar o Túnel Charitas-Cafubá no primeiro trimestre do ano, o chefe do Executivo reiterou que no final de 2017 entregará todo o corredor viário. Uma das novidades da reunião foi o anúncio do início da construção de uma ponte de 300 metros no trecho 8, com o objetivo de dar suporte e mais fluidez ao trânsito.

“Apesar da crise geral que nós estamos observando, com as prefeituras e o governo do estado sequer pagando salários em dia, o cronograma das obras do túnel e da Transoceânica seguem em dia. Vamos avançar para mudar o paradigma da mobilidade urbana e da qualidade de vida dos moradores da Região Oceânica e de toda a cidade”, garante o prefeito de Niterói.

Neves convocou a reunião com todas as secretarias e órgãos públicos envolvidos no empreendimento, além da empreiteira responsável pela obra, para definir as diretrizes, reafirmar o cronograma e discutir os transtornos que a obra poderá causar nesta fase e de que forma esses impactos podem ser minimizados junto à população. Durante o encontro, o prefeito reiterou que os recursos da obra já estão consignados e todo o planejamento está sendo cumprido.

Trechos que receberão as novas intervenções

O trecho 8 (da Rótula da Avenida Central até o Corpo de Bombeiros) receberá uma ponte de 300 metros sobre o Rio da Vala, que será concluída em dois meses, finalizando as obras naquele local.

No trecho 3 (da saída do túnel até a rótula do Cafubá); no trecho 4 (da rótula do Cafubá até a rótula do DPO); e no trecho 7 (que vai da Avenida Central até o Mercado Diamante em Itaipu).

A previsão é que as intervenções no trecho 3 sejam concluídas em dois meses. No trecho 4, o trabalho será feito em etapas, com conclusão prevista de 55 dias. Já no trecho 7, o prazo de conclusão é de seis meses.

No lado de Charitas, a nova frente de obras continua no trecho 1 (da Maternidade Alzira Reis até o início do túnel), concentrado em frente à estação de barcas;

Prefeito orienta equipe a manter o foco nas questões ambientais

Segundo o secretário Executivo, Axel Grael, a TransOceânica é um projeto de sustentabilidade urbana baseado no transporte coletivo que tem na sua concepção a redução de 20% no número de deslocamentos em transportes individuais e, consequentemente, a redução de emissão de carbono. Grael destaca ainda que o empreendimento prevê uma série de cuidados com o meio ambiente durante a execução da obra e após a conclusão, sendo todos voltados para uma cidade mais sustentável.

O secretário Executivo informou que prefeitura está estudando todas as áreas do Parnit (Parque Natural Municipal de Niterói - Unidade de Conservação de Proteção Integral) que foram impactadas com a obra e redefinindo quais os locais que receberão 45 mil metros² de replantio de mudas de Mata Atlântica como forma de compensação ambiental.

“Todos os cuidados estão sendo tomados. Além da parte de arqueologia, atualmente está sendo feito o monitoramento da qualidade do ar e da água nos rios mais significativos da Região Oceânica, Jacaré, Vala, João Mendes e Colibri. O Projeto ainda prevê uma série de programas ambientais, teremos o Programa Região Oceânica Sustentável (PRO-Sustentável), além dos 57 km de ciclovias. É realmente o caminho de uma Niterói mais sustentável”, conclui Axel Grael.

Fonte: O Fluminense









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.