quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

DANO CAUSADO POR BALÃO NA SERRA DA TIRIRICA: incêndio iniciado no domingo continua causando destruição



Os focos estão sendo monitorados pelas equipes do Parque Estadual. Foto: Divulgação / Peset


Parque Estadual da Serra da Tiririca segue queimando

Incêndio que teve início no último domingo está sendo monitorado pelo Peset

Responsáveis pelo Parque Estadual da Serra da Tiririca (Peset), em Maricá, continuam monitorando a região do Morro do Telégrafo, que sofre com um incêndio desde o começo da manhã do último domingo, para evitar que as chamas se espalhem.

Segundo o subchefe do Peset, Jhonatan Ferrarez, pontos de fumaça ainda estavam presentes na região nesta tera-feira (27), e o calor intenso junto com o vento podem espalhar o fogo, aumentando a região afetada.

“A área que está queimando dificulta o combate aproximado, e não temos como eliminar o fogo rapidamente por ser um paredão íngreme. Por isso, ficamos no monitoramento para evitar maiores perdas na região”, explicou.

O incêndio consumiu cerca de 10 mil m² de uma vegetação conhecida como rupícola, que se adapta às condições dos paredões com afloramentos rochosos. Ainda de acordo com Jhonatan, a torcida é para que chova nos próximos dias, pois assim, os pontos de incêndio serão apagados.

“A área está controlada, mas ainda existem pontos quentes que ficam fumegando, precisamos acabar com esses focos”, declarou.

Na tarde da última segunda-feira, equipes do Corpo de Bombeiros realizaram o trabalho de abafamento das chamas, com o auxílio de um helicóptero. De acordo com moradores, o incêndio teria sido provocado pela queda de um balão que estaria explodindo fogos. Ele não teria ganho muita altitude e começou a cair ali mesmo, iniciando então o incêndio.

Fonte: O Fluminense
 


-----------------------------------------------------


LEIA TAMBÉM:

SERRA DA TIRIRICA: incêndio causado por balão mobiliza equipes no dia de Natal
QUEIMADAS: MITOS E VERDADES
PARQUE DA SERRA DA TIRIRICA: Lazer e aventura na natureza

Niterói Contra Queimadas

NITERÓI CONTRA QUEIMADAS: Defesa Civil realiza Ronda Preventiva contra incêndio em vegetação e queima de lixo
MUDANÇAS CLIMÁTICAS: Prefeitura cria o Grupo Executivo de Sustentabilidade e Mudanças Climáticas de Niterói (GE-CLIMA)
NITERÓI CONTRA QUEIMADAS: Prefeitura promove "Rondas Preventivas"
NITERÓI CONTRA AS QUEIMADAS: Drone começa a ser usado no monitoramento de queimadas em Niterói
NITERÓI CONTRA AS QUEIMADAS: queimadas no RJ diminuíram em 2015, mas Niterói teve elevado número de focos
TECNOLOGIA PARA EVITAR TRAGÉDIAS - cooperação UFF e Defesa Civil de Niterói
NITERÓI CONTRA AS QUEIMADAS - Acordo permite que Niterói remunere bombeiros para atuar na prevenção e reposta a incêndios em vegetação na cidade
AUMENTA O RISCO DE INCÊNDIO EM VEGETAÇÃO EM NITERÓI - Colabore fazendo a sua parte. Evite o fogo, não solte balões e tome cuidado com fogos de artifício!
NITERÓI CONTRA QUEIMADAS - Experiência da Defesa Civil de Niterói na prevenção e combate às queimadas é premiada
NITERÓI CONTRA AS QUEIMADAS - saiba mais detalhes técnicos sobre o programa anunciado pela Prefeitura de Niterói
NITERÓI CONTRA QUEIMADAS: Bombeiros firmam parceria com Prefeitura de Niterói
NITERÓI CONTRA QUEIMADAS - Prefeitura de Niterói lança programa de combate às queimadas

Curso de Formação de Voluntários Contra Queimadas

NITERÓI CONTRA QUEIMADAS: Defesa Civil de Niterói forma mais uma turma de voluntários contra queimadas
NITERÓI CONTRA QUEIMADAS: Trabalho de campo noturno no Morro da Boa Vista para a capacitação dos voluntários do NUDEC Queimadas
NITERÓI CONTRA AS QUEIMADAS - Niterói forma primeira turma do curso de Defesa Civil contra queimadas em vegetação
NITERÓI CONTRA QUEIMADAS - Defesa Civil de Niterói forma a primeira turma de voluntários para o combate a incêndio em vegetação
NITERÓI RESILIENTE - NUDEC QUEIMADAS: Voluntários contra queimadas

Queimadas no estado do Rio de Janeiro

Queimadas crescem em 200% no Estado do RJ

Outras postagens de interesse

Polícia Ambiental ultrapassa 2,8 mil ocorrências em 2016
Secas e desmatamento podem levar à savanização da Amazônia
QUEIMADAS: Incêndios criminosos devastam a Amazônia em 2016
QUEIMADAS: Inpe alerta para aumento de 65% no número de queimadas florestais em 2016
FAO: pecuária causou 80% do desflorestamento no Brasil entre 1990-2005
Pesquisa indica que preservação e regeneração de florestas secundárias pode mitigar os efeitos do aquecimento global






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.