quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Obras de contenção na Martins Torres serão concluídas no fim do mês



Vistoriando as obras que serão entregues até o final do mês. Foto Alexandre Vieira.

Vistoriando as obras que serão entregues até o final do mês. Ao fundo, os prédios que foram ameaçados com o deslizamento da encosta. Foto Alexandre Vieira.

Obra na encosta, vista de montante. Foto Alexandre Vieira.

Escada hidráulica, para a redução da velocidade da descida da água. Foto Alexandre Vieira.

 
 
Intervenções são executadas em área onde uma pedra de 25 toneladas deslizou em 2015 e provocou a interdição de blocos de um conjunto residencial

02/02/2017 - O secretário-executivo da Prefeitura de Niterói, Axel Grael, vistoriou na manhã desta quinta-feira (2.2) as obras de contenção de encosta no morro Martins Torres, em Santa Rosa. As intervenções, que têm previsão de término no fim deste mês, são executadas na área que fica atrás de um conjunto residencial onde uma pedra de 25 toneladas deslizou e causou o desabamento do pilar de um dos prédios, em março de 2015.

A obra, que tem o valor de R$ 9.150.000,00 e é uma das maiores já feitas em Niterói, incluiu a construção de cortina atirantada, solo grampeado, escada hidráulica, canaleta de drenagem, além da retirada da pedra e recuperação do prédio.

Com os trabalhos já executados, já não há mais risco para a estrutura física do condomínio. Assim que as intervenções forem concluídas, a Defesa Civil Municipal irá liberar os blocos do conjunto que foram interditados por conta do risco que representavam para os moradores.

Axel Grael disse que essa obra exigiu a execução de várias técnicas diferentes de contenção.

“Essa é a maior obra individual de contenção de encostas da nossa gestão, e com certeza uma das maiores já feitas em Niterói, que surgiu em função de um deslizamento ocorrido em 2015. Vemos aqui a execução de um belo projeto, elaborado com a expertise da empresa contratada, que usou variadas técnicas de contenção. A obra está na reta final e com sua conclusão vamos poder desinterditar o prédio que foi afetado pela pedra que desceu”, disse o secretário.

Grael também destacou que o grande aprendizado que essa obra traz é a importância de prevenir a ocupação de encostas em áreas de risco.

“É uma obra muito cara. Graças a Deus aqui não tivermos uma tragédia, mas poderia ter acontecido. Quem esteve aqui no momento do escorregamento viu o quanto as famílias que moram no entorno correram risco. Nós precisamos evitar que isso aconteça, precisamos sair desse ciclo da chuva forte que provoca acidentes geotécnicos, que gera uma obra até o próximo acidente. Hoje estamos desenvolvendo um trabalho de mapeamento das áreas de risco e estamos com o Grupo Executivo para o Crescimento Ordenado e Preservação de Áreas Verdes (Gecopav) evitando ocupação desses locais. Esse ordenamento é muito importante para a segurança das pessoas que vivem na nossa cidade. A gente precisa que as pessoas compreendam e colaborem com esse processo”, afirmou Axel Grael.

Prefeitura de Niterói já executou mais de 40 obras de contenção

A Prefeitura de Niterói fará obras de contenção de encostas nas ruas Selma e Jerônimo Afonso, além da Travessa Jurandir, no Caramujo. As três frentes, que somam investimento de R$ 5,6 milhões (recursos do Ministério das Cidades), fazem parte de um pacote de ações do Município para a prevenção e redução do impacto das chuvas na cidade, incluindo a modernização da Defesa Civil e a criação de novas áreas protegidas. Nos últimos quatro anos, a Prefeitura de Niterói realizou mais de 40 obras de contenção, onde foram investidos mais de R$ 40 milhões.

Estão bastante avançadas as obras de contenção de encostas na Rua Bombeiro Américo, no Caramujo. Estão em andamento também intervenções em sete pontos no Morro do Bonfim, no Fonseca, também na Zona Norte de Niterói.

Os investimentos em obras de contenção não param por aí. Já estão acertadas as realizações de mais quatro intervenções na cidade: no Beltrão, Cubango e Morro do Estado, que têm investimento de R$ 14 milhões, e na Rua São Paulo, na Ponta da Areia, que tem valor de R$ 1,4 milhão. Já foram realizadas obras de contenção de encostas em 19 pontos na Grota do Surucucu, em São Francisco; Morro do Holofote, no Fonseca; Morro do Palácio, no Ingá; Rua Ponte Ribeiro, no Bairro de Fátima; Rua Machado, no Caramujo; Rua Engenheiro Guilherme Grenhalgh, em Icaraí; Rua Fagundes Varela, entre Ingá e Icaraí, além de Quebra-Mar, em Jurujuba, entre outras.

Fonte: Prefeitura de Niterói









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.