quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Niterói entra na luta para redução de animais atropelados nas estradas







Ações do Dia Nacional de Urubuzar serão promovidas dia 13 de novembro

08/11/2016 - Niterói vai se engajar na luta contra o atropelamento de animais nas estradas. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade firmou uma parceria com o Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas (CBEE), da Universidade Federal de Lavras, e com o curso de Pós-Graduação em Engenharia de Biossistemas da UFF (PGEB), para promover ações no dia 13 deste mês, data escolhida para ser o Dia Nacional de Urubuzar.

Este evento, que está na sua segunda edição nacional, reúne diversas instituições brasileiras, sendo considerada a maior campanha para a preservação da fauna selvagem. O nome de urubuzar vem do urubu, que se alimenta dos animais mortos nas estradas. Seus objetivos são a sensibilização da população e ainda esclarecimentos de como é possível ajudar a reduzir os atropelamentos, por exemplo, através do aplicativo denominado Sistema Urubu Mobile, que torna qualquer um colaborador do CBEE.




A participação de Niterói será feita por meio de uma blitz educativa na Estrada da Serrinha, que liga Itaipu à Itaipuaçu, em Maricá, onde os atropelamentos de fauna selvagem são frequentes. Neste local serão realizadas, pela equipe de voluntários da UFF, do Parque Estadual da Serra da Tiririca e da secretaria, ações junto aos motoristas e aos visitantes da trilha para o Alto Mourão, no horário de 8h às 12h.

Já no Parque da Cidade, serão realizadas diversas atividades voltadas para o público infanto-juvenil, como oficinas de origami, passeios guiados, dinâmicas, jogos e ainda apresentação de vídeos e palestras para o público em geral durante a tarde. As atividades terão início às 9h e vão até às 17h.




O atropelamento de animais representa uma grande ameaça para biodiversidade brasileira. De acordo com dados divulgados pelo Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas (CBEE), da Universidade Federal de Lavras, mais de 15 animais selvagens morrem atropelados nas estradas brasileiras a cada segundo, totalizando cerca de 475 milhões por ano. Ainda, segundo os dados da instituição, a Região Sudeste é o local onde ocorrem a maior parte desses atropelamentos.

Os alunos do curso de Pós-Graduação em Engenharia de Biossistemas da UFF desenvolvem  seus projetos de pesquisa em ecologia de estradas em Niterói para o levantamento dos dados quantitativos sobre a morte da fauna no município.

Mais informações no site http://www.smarhs.niteroi.rj.gov.br/sistemaurubu.


Fonte: Prefeitura de Niterói








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael.