quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Prefeitura promove 1º Workshop do Programa Niterói de Bicicleta




O vice-prefeito de Niterói, Axel Grael, comandou, na tarde desta quarta-feira (20.2), o 1º Workshop Niterói de Bicicleta, que contou com a participação de representantes do governo do Estado, da Prefeitura do Rio e das organizações não-governamentais Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP), Transporte Ativo e a Federação de Ciclismo do Estado do Rio de Janeiro. Além de conhecerem os programas de implantação de malhas cicloviárias desenvolvidos pelo Estado e pelo município do Rio, os participantes também foram apresentados ao planejamento que está sendo elaborado pela Prefeitura de Niterói – o programa Niterói de Bicicleta –, para tornar a cidade uma referência no uso da bicicleta como alternativa de transporte sustentável.

No encontro, Grael, que coordena o Niterói de Bicicleta, anunciou a formação de um grupo de trabalho, com a participação da vice-prefeitura e das secretarias de Meio Ambiente, Urbanismo e Mobilidade Urbana, Obras, Conservação e Serviços Públicos, Educação, Nittrans, Esporte e Neltur. O trabalho do grupo terá como objetivos integrar a rede cicloviária no planejamento de mobilidade urbana de Niterói e planejar o sistema de rede cicloviárias que será implantado na Região Oceânica, nas praias da Baía de Guanabara, na Zona Norte e em Pendotiba.

“A criação deste grupo será publicada no Diário Oficial nesta quinta-feira. O grupo também estudará a integração intermodal da rede cicloviária, além de programas educacionais que conscientizem sobre o uso da bicicleta. Nosso encontro de hoje foi uma reunião de informações e pessoas que vão gerar propostas que vão contribuir para que Niterói adote a bicicleta como alternativa de transporte”, afirmou Axel Grael.
O secretário estadual de Transportes, Julio Lopes, participou do encontro e entregou a Axel Grael o projeto básico que foi elaborado pelo Estado com financiamento do BID, que prevê ciclovias em vários municípios fluminenses, incluindo Niterói. De acordo com Lopes, o estudo pode contribuir com a Prefeitura de Niterói na implantação da malha cicloviária da cidade. “O governo do Estado veio aqui dar sua contribuição nesse projeto tão importante que a Prefeitura de Niterói desenvolve”, disse o secretário.
A experiência do município do Rio, que já tem uma extensa malha cicloviária em diversas regiões da capital, foi apresentada pelo subsecretário de Meio Ambiente da Prefeitura do Rio, Altamirando Moraes. Além do mapeamento das ciclovias e ciclofaixas, o subsecretário falou também sobre o bem-sucedido projeto Bike Rio, de aluguel de bicicletas, que nos primeiros seis meses superou 1 milhão de viagens e será ampliado da 60 estações para 200.
Fonte: Prefeitura Municipal de Niterói

-------------------------------------------------

A perigosa ciclofaixa da Estrada Fróes receberá uma intervenção emergencial para melhorar a sua segurança. Na foto, ciclista cruza perigosamente com automóvel que sai da Praia de Icaraí e entra na Estrada Fróes. Além disso, automóvel estaciona irregularmente sobre a ciclofaixa.

COMENTÁRIO:

Além da criação do Grupo de Trabalho do Programa Niterói de Bicicletas, durante o evento anunciei também a decisão do prefeito Rodrigo Neves de aprovar medidas emergenciais para dar mais segurança à ciclofaixa da Estrada Fróes, considerada a mais perigosa da cidade e onde ocorrem muitos acidentes.

As medidas serão:
- Instalação de tachões para evitar que os automóveis entrem na área exclusiva para ciclistas
- Implantação de uma sinalização vertical e horizontal mais eficiente
- Fiscalização do uso da ciclovia, principalmente punindo motociclistas que têm utilizado irresponsavelmente a ciclofaixa para trafegar na Estrada Fróes na contramão.

Caso seja necessário, serão tomadas medidas adicionais para o controle da velocidade dos automóveis na Estrada Fróes.
------------------------------------------------
Leia mais sobre o Programa Niterói de Bicicleta e sobre o uso urbano das bicicletas como alternativa de mobilidade acessando:

Um comentário:

  1. Não pode esquecer de colocar um piso bom nas ciclovias. Um piso que dê a sensação de estarmos passando numa quadra. Para que os outros veículos não motorizados possam ser utilizados também. Skate, patins, patinete, wave board, etc.
    Inclusive o Skate está a cada dia sendo mais utilizado como meio de transporte. Com a vantagem de não precisar de um bicicletário.

    ResponderExcluir

Contribua. Deixe aqui a sua crítica, comentário ou complementação ao conteúdo da mensagem postada no Blog do Axel Grael. Obrigado.